Testei: Dermablend Corrective Foundation (Vichy)

Oi, meninas!

Como eu já contei para vocês aqui, eu quase não tenho produtos de maquiagem importados. Tenho muitos itens, mas a maioria deles é nacional ou importados de marcas que não são consideradas marcas de luxo e portanto conseguimos comprar com um valor aceitável.

Uma das minhas poucas loucuras em relação a produtos caros de maquiagem foi comprar uma base da Vichy chamada Dermablend, que custa mais de R$ 100,00 uma bisnaga com apenas 30ml de produto.

Se vocês quiserem saber se vale a pena, continuem lendo. 😉

Dermablend Corrective Foundation

Marca: Vichy

Descrição: base de cobertura maleável

Conteúdo: 30ml

O que promete: Instantaneamente, as irregularidades da pele são perfeitamente cobertas. A pele fica uniforme luminosa durante 12h. A pele fica flexível e confortável.

Introduzido em um material capaz de se fluidificar em contato com a epiderme, os pigmentos podem ter uma concentração de 25%, são 2 vezes mais que uma base clássica sem engrossar nem tornar pesada a textura. Após a aplicação, como fundidos a pele, os pigmentos se apresentam em perfeita afinidade.

Inovação Vichy: a textura da Base de Cobertura Maleável Dermablend é trabalhada muito facilmente, desliza e estica-se a vontade, oferecendo uma máxima dispersão na cor, para assegurar uma cobertura perfeita dos defeitos cutâneos, sem criar sobrecargas localizadas nem efeito máscara seca.

Como usar: 1. Aplicar a Base de Cobertura Maleável Dermablend com a ponta dos dedos ou com a ajuda de uma pequena esponja, com movimentos leves do interior para o exterior do rosto. Em caso de defeitos cutâneos mais marcados, insistir com tapinhas até cobrir a região, depois esticar em volta para assentar. 2. Estender até a região do pescoço, perto das orelhas e na testa, para evitar demarcações. 3. Repetir a aplicação até obter a cobertura desejada.

Composição: Water, Cyclopentasiloxane, Dimethicone, Glycerin, Polyglyceryl-4 Isostearate, Cetyl Peg/ Ppg-10/ 1 Dimethicone, Hexyl Laurat, Pentylene Glycol, Disteardimonium Hectorite, Methylparaben, Cellulose Gum, Aluminum Hydroxide, Magnesium Sulfate, Phenoxyethanol, Disodium Stearoyl Glutamate,  Tristearin, Acetylated Glycol Stearate, Acrylates Copolymer, Butylparaben. (Pode conter: Titanium Dioxide, Iron Oxides)

Contém parabeno (Butylparaben).

O teste: Usei normalmente em dias e situações diferentes (com primer, sem primer, em dias quentes e em dias com temperatura mais amena).

A minha cor é a 15 – Opal, a mais clara disponível no mercado.

A foto abaixo eu aproveitei para tirar em um dia em que a minha dermatite estava meio atacada (notem que o lado direito do meu rosto está bem avermelhado na foto sem base) assim dá para perceber melhor como a cobertura é bem completa e cobriu totalmente a vermelhidão da pele.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 5 (Ótimos)

Líquida, é fácil de aplicar com os dedos, com esponja ou com pincel, sem nenhum sacrifício. É bem hidratante e funciona muito bem quando aplicada em peles secas.

É hipoalergênica e pode ser utilizada por quem tem pele sensível ou por quem geralmente tem problemas com alergia a outras maquiagens.

É leve, e rende bastante, principalmente se bem aplicada. Um pouco de produto dá para aplicar tranquilamente em todo o rosto e colo (se necessário).

Acabamento e cobertura: 5 (Ótimos)

Não tem acabamento mate e sim luminoso, deixando aquele brilho de pele viçosa e saudável.

A cobertura é excelente, vai de média a completa sem a necessidade de muito produto, e funde-se criando uma cobertura perfeita e invisível, sem marcar os poros.

Duração: 2 (Ruim)

Sejamos claras e diretas. Essa base não é fabricada aqui e sim no Canadá, lugar onde a temperatura média no verão é de 20ºC. Logo, ela não é formulada a fim de resistir ao calor do Brasil, ainda mais nos últimos dias de temperaturas extremamente altas que andamos enfrentando.

Com primer ou sem primer, com a temperatura variando entre 30 e 37°C, ela não durou mais de 4 horas sem retoque. Não transfere, mas começa a acumular nas linhas finas do rosto depois do primeiro par de horas e a derreter após a terceira. Lembrando que minha pele é seca. Em peles oleosas e para as meninas que costumam transpirar muito no rosto, ela com certeza vai acumular antes disso.

Para quem mora em regiões mais frias do país, ela terá uma durabilidade maior.

Já usei essa base no inverno e em temperaturas mais frias, entre 15 e 20°C, ela dura cerca de seis horas. Além disso, como ela tem essa cobertura mais densa e é bem hidratante, é ótima para proteger do frio as peles mais sensíveis e ressecadas.

Mas salvo se você morar na região Sul do país e tiver a pele bem sensível e sequinha, não recomendo no que tange à durabilidade.

Eu prefiro utilizá-la em pouquíssima quantidade como corretivo, apenas na região das olheiras e nunca muito próximo às linhas do contorno dos olhos (para evitar que acumule).

Embalagem: 3 (Regular)

Bisnaga com tampa de rosca que fica em pé com a tampa voltada para baixo. Péssima para uma base tão leve e líquida. Mal você abre a tampa e o produto já está vazando pela abertura.

Além disso, dificulta um pouco a dosagem e se você acidentalmente tirar da embalagem mais do que precisará para o uso, é impossível retorná-la.

Preço: 1 (mais de R$ 90,01)

Mais um problema dessa base é o preço. A média é de R$ 120,00(*) o que a torna quase proibitiva para quem precisa se maquiar todos os dias e não tem esse valor disponível para gastar com produtos de maquiagem.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento:
*****
Acabamento e cobertura:
*****
Duração: **
Embalagem: ***
Preço: *

Média: 3,2

Avaliação Geral:

Por isso, meninas, quando quiserem investir em um produto de maquiagem importado, principalmente se for base, procurem verificar o país onde a mesma foi fabricada, pois as condições climáticas variam muito e influenciam no desenvolvimento dos produtos ao redor do mundo.

Beijinhos e até o próximo post! 🙂

_________________

(*) Média de preços pesquisada na data desse post. Pode sofrer alterações.

Testei: Aqua Destock (Vichy)

Olá, meninas!

Eu já falei sobre vários produtos para a celulite e a redução de medidas há bastante tempo aqui no blog… mas, claro, vira e mexe aparece algo novo no mercado e eu acabo comprando para testar e para saber se ele vai ser o meu novo “queridinho”.

Quando a Vichy lançou o Aqua Destock, recebi um e-mail da Drogaria Onofre sobre o lançamento, mas o produto demorou tanto a aparecer nas prateleiras que eu me esqueci dele, até ele cruzar o meu caminho em uma visita à Droga Raia.

Comprei um frasco (depois outro), usei o produto por 30 dias ininterruptos e vim contar para vocês o que eu achei.

Aqua Destock

Marca: Vichy

Descrição: Gel creme redutor modelador

Conteúdo: 200g

O que promete: Na mulher, as zonas com celulite também podem apresentar uma retenção de água, que se traduz por uma sensação de inchaço e peso, principalmente nas pernas.

Inovação Vichy: Um cuidado 2 em 1 capaz de combater o aspecto da celulite e a sensação de exceso de peso, associando: – A Aquacidina, ativador da microcirculação. – A cafeína pura, ativo drenante de referência: para auxiliar na redução dos lipídeos (Test in vitro).

Dupla ação alisadora e redutora: As pernas ficam mais leves (auto-avaliação de 49 mulheres). Após 7 dias, a pele tipo “casca de laranja” fica menos visível (resultado clínico em 38 mulheres). Após 28 dias, a cintura é afinada (resultado clínico em 38 mulheres).

Testado sob controle dermatológico.

Como usar: Aplicar AquaDestock 2 vezes ao dia, manhã e noite, na região da cintura, barriga, quadris e pernas. Para uma ação potencializada, aplique o produto após o banho, quando a pele está aquecida e os poros dilatados. Textura refrescante. Para uso externo apenas.

Precauções: Não aplicar no rosto. Lavar as mãos após utilização. Não aplicar em crianças.

O teste: Usei o creme nas coxas, abdome e bumbum, aplicando duas vezes por dia durante 30 dias, sem interrupções. Gostaria de reforçar que estou dentro do meu peso ideal, faço exercícios regularmente, bebo bastante líquidos durante o dia e não tive alteração de peso durante esse período. Todos esses fatores vão influenciar nos resultados do uso do produto.

Avaliação

Textura, Aplicação e Rendimento: 4 (Bom)

O produto tem uma textura que fica entre o gel e o creme. De cor azul com tonalidade levemente esverdeada, espalha e é refrescante como gel, mas tem mais cremosidade.

É fácil de aplicar, de espalhar e rende bem. Mas para seguir a indicação da Vichy (aplicar duas vezes por dia) e conferir o resultado após 28 dias (quando eles dizem que os resultados podem ser visíveis), precisei de dois frascos. Eu tenho 1.65m de altura e peso 60kg. Quem for menorzinha com certeza vai precisar de menos produto para o período, já as meninas mais altas ou plus size, vão precisar de mais. Levem isso em consideração.

Não tive problemas com a absorção do produto quando apliquei logo após o banho. Absorveu rapidamente e não ficou grudento.

Quando apliquei já passado algum tempo que havia saído do banho, ele tendeu a secar antes da absorção completa e formar aqueles “rolinhos” de creme ressecado. Como a própria Vichy recomenda que o creme seja aplicado preferencialmente após o banho, não acho que isso seja um problema e que reduza a minha nota de avaliação do produto.

Assim, aconselho a aplicação sempre após o banho. Uma vez por semana, aconselho também fazer uma esfoliação na pele, durante o banho, e aplicar o produto logo depois de se secar. A sensação é maravilhosa. Dá aquela “resfriada” na pele e deixa tudo geladinho. Eu adoro cremes com esse efeito.

Cheiro: 4 (Bom)

Bem… não dá pra evitar. Cremes para celulite não costumam ter cheiros de frutas e flores como a gente gosta, mas já experimentei alguns que o cheiro era bem desagradável.

O Aqua Destock tem um cheiro levemente mentolado, que combina com a sensação geladinha que ele causa na pele. Pouco tempo depois da absorção total do creme o cheiro desaparece.

Embalagem: 4 (Boa)

Bisnaga com tampa do tipo flip-top. A tampa fica posicionada para baixo, o que mantém a embalagem em pé e faz com que o produto já fique próximo à saída. Quando está chegando perto do fim, precisa chocalhar um pouquinho para o produto sair, pois uma parte dele fica aderida às paredes da embalagem. Nada desmerecedor, apenas um comentário.

Resultado: 4 (Bom)

Bem… vamos comparar o resultado que eu obtive com o que a Vichy “promete” de acordo com os testes que fez com o produto.

Em relação ao alívio da sensação de peso nas pernas, achei muito satisfatório. Realmente parece que o creme ajuda na drenagem dos líquidos do corpo e diminui a sensação de pernas pesadas e inchadas.

Depois de uma semana de uso, vi uma pequena melhora no aspecto da celulite, e perdi 3cm de cintura.

Passados os 28 dias (eu usei o produto por 30 dias, na verdade), o aspecto da celulite teve uma melhora maior, mas não perdi mais medidas.

Fiquei meio decepcionada com isso, porque a Vichy informa que a cintura é afinada justamente após 28 dias. Eu ganhei minha cintura mais fina na primeira semana e depois… nadinha (risos).

Acredito porém que, para as meninas que estiverem acima do peso, e provavelmente as que tiverem tendência ao acúmulo de líquidos no organismo, terão um resultado final bem maior que o meu.

De um jeito ou de outro, fiquei feliz com a redução do aspecto casca de laranja e com a área afetada pela celulite.

A pele também ficou mais hidratada e, consequentemente, com aparência mais firme.

Preço: 1 (mais de R$ 90,00)

O preço médio é de R$ 105,00(*). É meio caro, principalmente se você levar em conta que provavelmente vai precisar de dois frascos para o tratamento de um mês.

Encontrei em poucos lugares online. Na Droga Raia o preço é de R$ 119,90(*) – para o Estado de São Paulo – mas está esgotado no momento. Na Drogaria Onofre é o mesmo preço e você pode clicar aqui para comprar o seu na loja virtual da rede.

Recapitulando…

Textura, Aplicação e Rendimento:  ****
Cheiro:  ****
Embalagem:  ****
Resultado: ****
Preço:  *

Média: 3,4

Avaliação Geral:

Notem que o que diminuiu a nota de avaliação geral foi somente o preço. Se vocês estiverem com uma graninha para investir no produto, vale a pena. Embora eu continue achando o Renew Clinical Laser, da Avon, o melhor custo-benefício dos cremes de tratamento para celulite disponíveis no mercado brasileiro. 😉

Vocês já usaram esse produto da Vichy? Quais foram os resultados que vocês obtiveram? Contem para a gente nos comentários! 😀

É isso, meninas! Beijinhos e até o próximo post!

_________________

(*) Média de preços pesquisada na data desse post. Pode sofrer alterações.

Rosácea x Dermatite Perioral: O que eu aprendi com um diagnóstico errado…

Olá, meninas, etraudo bem?

O post de hoje é bem ‘técnico’, eu acho… mas eu decidi escrevê-lo pois passei por hoguns problemas de pele, incluindo um diagnóstico errado, e notei a escassez e controvérsias de informações a respeito na internet. Imagino que outras pessoas com o mesmo problema tenham feito buscas desesperadas por respostas, assim como eu, então acredito que meu ‘depoimento’ possa ajudá-las.

Vamos começar voltando uns 12 anos, para que a situação fique melhor explicada.

Quando eu tinha 21 anos (hoje estou com 33), procurei a ajuda de uma dermatologista pois tinha uma problema sério de acne severa (aquelas espinhas internas, popularmente chamadas de ‘acne cística’), e fui determinada a pedir um tratamento com Roacutan (medicamento da Roche à base de Isotretinoína). Realizei o tratamento durante seis meses, sem grandes problemas (minha única reação ao remédio foi o ressecamento dos lábios) e acabamos descobrindo que o que causava o meu problema com a acne era o excesso de medicação com vitaminas do complexo B (na verdade, a maior parte das pessoas desenvolve esse tipo de acne quando ingere vitaminas do complexo B em excesso e nem sabe). De qualquer forma, o caso já estava avançado e não regrediria sozinho. O meu problema estava relacionado com o uso de Dramin B6.

Terminei o tratamento e minha pele ficou 100%, salvo uma espinha ou outra que eventualmente aparecia no período menstrual, o que é perfeitamente comum.

Há coisa de um ano, mais ou menos, comecei a notar que minha pele da bochecha direita ficava muito avermelhada em determinados períodos do dia, e algumas vezes ficava dias sem a vermelhidão. Cheguei a ir à dermatologista, e ela me disse que eu estava com a pele sensível ao frio (era inverno) e me receitou o uso da pomada Advantan (por no máximo 7 dias) e protetor solar, sempre.

O quadro melhorou por alguns meses mas voltou a aparecer com muita intensidade em Janeiro deste ano, acompanhado de pequenas ‘bolinhas’ na pele, nas regiões do queixo, buço e entre as sobrancelhas. Essas ‘bolinhas’ eram bem parecidas com espinhas, mas não inflamavam internamente, acumulando o pus que sempre acompanha uma espinha ‘comum’. Na época, eu utilizava um ácido formulado, receitado pela dermatologista para diminuição do aparecimento de sinais de expressão (nome bonito pra anti-rugas… risos), que continha um corticóide e notei que, quando eu usava esse ácido as bolinhas sumiam, quando eu deixava de usar, elas voltavam. Mas, por ser corticóide, não é aconselhável o uso deste ácido por longos períodos, e eu fiquei me questionando como poderia parar com o creme se eu ficava com a pele com esse problema sempre que descontinuava o uso.

Bem, lá fui eu consultar uma dermatologista (que não foi a mesma que me receitou Roacutan há anos, porque na ocasião ela atendia o meu convênio e agora ela só atende particular – e a consulta é cara). A médica então me disse que aqueles sintomas eram de rosácea (uma doença de pele sem cura, que tem apenas controle, que os médicos não sabem por que aparece, e que mesmo o tal ‘controle’ é difícil e à base de medicamentos caros que nada mais são que antibióticos. Como não se sabe o que causa a rosácea, não existem medicamentos específicos, e o tratamento se resume ao uso combinado de antibióticos orais e tópicos (para passar diretamente na pele).

Voltei pra casa muito desanimada porque já tinha lido sobre rosácea e sabia que, tendo esse diagnóstico, teria de conviver com crises o resto da vida. É fato que muitas pessoas portadoras da doença sofrem com crises de depressão, pois há dias em que a pele fica tão vermelha e com tantas dessas bolinhas – chamadas de pústulas – que a gente não quer nem se olhar no espelho, quanto mais sair na rua e ver outras pessoas. Principalmente pela falta de informação sobre a doença, as outras pessoas tem receio de ser contagioso, ou olham para você com certo nojo, como se a causa do problema fosse falta de higiene ou algo assim. É realmente horrível e comigo não foi diferente.

A dermatologista então me disse para que eu parasse com o ácido com corticóide e passasse a usar Elidel (uma pomada antibiótica caríssima, que custa em média R$ 250,00 uma bisnaga com 30g) duas vezes ao dia e, apenas durante o dia, aplicasse o protetor solar (eu uso um formulado pela dermatologista – aquela do Roacutan) em seguida e então voltasse 30 dias depois. Para lavar o rosto, apenas Cetaphil Loção.

Foi aí que o meu pesadelo piorou. A pomada é densa e oleosa, obstrui os poros, e eu ganhei pelo menos uma espinha interna gigante por semana. Inflamava e doía, e mal uma tinha ido embora já aparecia outra. Além disso, as pústulas que antes eram bem pequenas e só apareciam no queixo e no buço, tomaram conta de todo o lado direito do meu rosto, que coçava, ardia, e ficava vermelho como um pimentão e cheio dessas ‘pseudo-espinhas’.

Retornei na dermatologista 30 dias depois e ela disse que reduziríamos o uso da Elidel para apenas uma vez ao dia, durante a noite, e durante o dia era para eu passar Effaclair Duo, da La Roche Posay.

Saí do consultório, passei na farmácia e comprei o tal creme.

Chegando em casa, lavei o rosto (pois havia passado protetor solar antes de sair de casa) e lá fui eu passar o Effaclair. Pra que? Era como seu eu tivesse passado álcool e ateado fogo… começou a coçar, ardeu, ficou muito vermelho e, mesmo depois de ter lavado o rosto novamente, para retirar o produto, levou horas até que a pele acalmasse (com a ajuda de caros mls de água termal).

No dia seguinte, marquei novamente consulta com a dermatologista, para a mesma semana.

Expliquei a situação e ela disse que então testaríamos o Normaderm, da Vichy. “Lá vamos nós com mais dinheiro jogado fora”, pensei eu. Mas por sorte ela tinha amostras grátis do Normaderm e me arrumou algumas para que eu nāo tivesse que comprar de novo e a minha pele não se adaptar.

Mais uma vez, fui pra casa, lavei o rosto, e passei o Normaderm como indicado. Dez minutos depois, a mesma reação do Effaclair.

Desisti desses creminhos e passei a aplicar a Elidel à noite e o protetor solar durante o dia e retornei à médica um mês depois.

Meu rosto melhorou e piorou várias vezes durante esse período, sem que eu entendesse e sem explicações da médica que, ao saber da reação negativa da minha pele ao Normaderm apenas me disse que eu teria que ‘continuar usando Elidel, e SÓ Elidel, até que minha pele deixasse de ter essas reações espontâneas’. Mais decepcionada que nunca, voltei pra casa decidida a procurar a outra dermatologista (a que eu citei no início deste post, responsável pelo meu tratamento com Roacutan), mesmo tendo de arcar com o valor salgado da consulta.

Chegando lá, expliquei toda a saga, dos sintomas iniciais, ao tratamento com Elidel e as crises recorrentes.

Ela achou muito o estranho o diagnóstico e partiu para uma observação mais detalhada, com aquelas lentes com iluminação que os dermatologistas usam para avaliar a situação e diagnosticou não rosácea, mas dermatite perioral, que leva esse nome por geralmente se concentrar na região em torno da boca mas que, sem tratamento, pode atingir todo o rosto. O que era quase o meu caso, pois todo o lado direito do meu rosto estava tomado pela inflamação.

(Update 23.Junho.2015: essa médica em questão não trabalha mais na área médica. Está atuando em outra área e não tem intenção de retornar à medicina. Não tenho outro médico dermatologista para indicar mas muitos foram citados por leitores nos comentários neste post. Caso queira indicações de médicos, por favor, pesquise nos comentários.)

E então partimos para o tratamento correto, com antibiótico oral (Tetralysal 500mg, um comprimido por dia, durante 3 meses), e dois produtos formulados, um sabonete líquido com sulfacetamida sódica e enxofre e um antibiótico tópico (para passar diretamente no rosto) com clindamicina, metronidazol, hidrocortisona e alfadisabolol. Todos esses medicamentos só são vendidos ou formulados com receita médica. Então, se você tem esse problema e gostaria de fazer o tratamento, precisa conversar com um bom dermatologista para que ele avalie o seu caso e te passe uma prescrição.

O antibiótico tópico contém, sim, corticoide, mas ele estava lá em baixa concentração e por um motivo: como eu havia usado corticoide durante muito tempo, a minha pele precisava passar por uma espécie de ‘desmame’ dessa substância. Assim, esse medicamento foi feito uma única vez, para ser usado até que acabasse, com corticoide em baixa concentração, para que então a minha pele pudesse voltar a ficar sadia sem o uso desse tipo de componente.

Ela também me orientou sobre produtos que geralmente causam esse tipo de dermatite, e os mais comuns são a pasta de dentes e esmaltes para as unhas.

Sobre os esmaltes para as unhas, expliquei a ela que eu sempre tinha usado toda e qualquer marca, desde os doze anos, quando comecei a fazer as unhas em casa, e nunca havia tido problemas e então veio a surpresa… Você pode ter usado o produto que for durante toda a sua vida e, de repente, passar a ter alergia. O organismo pode desenvolver uma alergia no decorrer dos anos, sem que você perceba.

E assim, eu excluí da minha vida todo e qualquer esmalte que não seja pelo menos 3free (3free é o termo utilizado para esmaltes livres de 3 substâncias prejudiciais e causadoras de alergia: tolueno, formaldeído (ou formol) e dybutil).

No meu caso houve outra questão… eu havia mudado a minha pasta de dentes há algum tempo, e quando puxei pela memória, notei que o problema havia começado justamente na época em que fiz a troca. Pesquisando sobre isso na internet, descobri até comunidades de pessoas com alergia à mesma pasta, cujo nome não vou citar, já que outras pessoas tiveram problemas judiciais com a marca depois de citá-la na Internet como fonte de alergia. O pessoal que teve problemas diz apenas ‘a pasta de dentes da embalagem azul’. É uma marca muito conceituada, que faz de fio dental a enxaguatório bucal. O resultado para os dentes pra mim foi ótimo, mas prejudicou a minha pele. Deixei de usá-la e voltei para a Close Up Whitening, que eu usava antes do problema aparecer.

O tratamento durou três meses, e embora a dermatite tenha sido curada, minha pele mudou radicalmente. Passou de mista para seca e sensível. Assim, alguns hábitos meus e produtos que eu usava tiveram que ser modificados. Os cremes que passo no rosto são formulados ou para pele extremamente sensível (Avene, Clinique ou a linha Toleriane da La Roche Posay), os esmaltes, como eu disse, pelo menos 3free, protetor solar, apenas físico, nunca químico.

Ou seja, é algo bem delicado e que varia muito de pessoa pra pessoa. Por isso é muito importante um diagnóstico correto e uma longa conversa com um bom dermatologista. Só um bom profissional pode ajudar a diagnosticar corretamente e prescrever o melhor tratamento para o seu caso.

Se você tiver alguma dúvida, fique à vontade para perguntar. Relembrando que eu não sou médica, mas se a sua questão for sobre sintomas ou efeitos colaterais do meu tratamento, por exemplo, podemos trocar experiências.

Quem já passou por esse problema, ou ainda passa, ou até mesmo sofre de rosácea, sabe que é uma causa de depressão quase constante, principalmente para quem tem o mínimo de vaidade, e não há muito espaço pra conversar sobre o assunto, nem mesmo na internet. Procurei por vários logo que fui diagnosticada erroneamente como portadora de rosácea e só encontrei fóruns muito antigos, sem informações atualizadas.

É isso, meninas. Desculpem o post enorme e só com “blá-blá-blá”, mas eu acho que informação nunca é demais.

Beijocas a todas e até amanhã com as unhas da semana. 😉

A eterna luta contra a celulite

Olá, meninas!

Ainda estamos no inverno, mas logo mais começa a corrida contra o tempo para estar com o corpo em dia para o verão… pelo menos para a maioria de nós é assim.

Eu não me incomodo taaanto com aquela gordurinha localizada (não disse que não me incomodo, só que não me incomoda tanto… risos), mas acho que a celulite é um bicho de cem (e não sete) cabeças para todas, não é mesmo?

E engana-se quem acha que é ‘privilégio’ das gordinhas… a celulite ataca as magrinhas também, e até alguns homens sofrem do problema.

Há alguns anos eu fiz um post para o blog Dona Filó, com minha opinião sobre vários cremes de tratamento para o problema que eu já tinha usado. Na ocasião eu não tinha ainda o Necessaire de Mulher e ajudava a Rebeca com o DF.

Resolvi pegar o conteúdo do post e atualizá-lo com os preços atuais e incluindo produtos novos que testei de lá para cá. Alguns produtos infelizmente foram descontinuados. Deixei as informações desses produtos no final do post, apenas para conhecimento de vocês.

O resultado é um pequeno dossiê dos cosméticos, com promessas e realidades.

Falando em realidades… é bom deixar claro que nenhum cosmético sozinho resolve o problema. É muito importante que você tenha uma dieta saudável e balanceada, beba bastante líquido (água, sucos, chás… não refrigerantes e bebidas alcoólicas), e faça exercícios físicos regularmente. Os cosméticos são apenas um empurrãozinho extra, certo? 😉

Gel Redutor Original

Marca: Bio-Médicin

Peso líquido: 200g

Preço: R$ 49,90 (*)

O que promete:  “Já nas primeiras semanas é possível observar uma pele mais lisa, firme e sem ondulações. Há uma dissolução dos nódulos de celulite e gordura localizada reduzindo visivelmente as medidas e proporcionando uma nova silhueta. Melhora a circulação venosa e linfática favorecendo a redução de edemas e hematomas pós cirúrgicos além de aliviar dores e cansaço das pernas.”

Minha opinião: Usei durante um bom tempo esse gel. Devo ter comprado umas três embalagens. Ele REALMENTE é eficaz, embora o tratamento seja lento (antes de dois frascos você não vai perceber grandes resultados), porém eu tive que deixar de usá-lo porque a minha mãe não agüentava mais os lençóis da cama manchados de marrom. Ele tem uma cor caramelo que fica na pele igual um auto-bronzeador. Você não sente a pele melecada, mas onde você encostar o corpo (principalmente na roupa de cama, pra dormir, porque a gente se mexe enquanto dorme e tudo mais) ele tinge M-E-S-M-O. Sai lavando, mas é desagradável, convenhamos. Fica com 4 estrelas por conta desse negócio de machar.

Clique aqui para fazer uma pesquisa de preços e comprar o seu na loja virtual de sua preferência.

Avaliação:

Lipometric

Marca: Vichy

Peso Líquido: 200ml

Preço: R$ 120,00 (*)

O que promete: Inovação Lipo-Metric Retrator Anti-Celulite e Volumes Rebeldes. Dupla ação redutora com Adrenalyse-S e Amynokine-G combinados para uma ação mais eficaz. Adrenalyse-S para atenuar os volumes rebeldes. Descontinua a transformação dos pré-adipócitos em células ativas de estocagem. Textura foto-afinadora: relevos cutâneos afinados via alisamento ótico por pigmentos que mascaram a aparência da celulite. Resultados em 4 semanas. O relevo celulítico alisa-se. Os volumes diminuem: A circunferência da cintura é ajustada. Os culotes são atenuados. A medida das coxas é afinada. Retraídas, as curvas da silhueta afunilam-se. Resultados avaliados sob controle médico. Resultados duráveis. Ação anti-recidiva de 1 mês. Textura hidratante, ultra-penetrante e não colante, permite vestir-se imediatamente.

Minha opinião: Esse creme é uma incógnita pra mim. Ele de fato cumpre todas as promessas. Porém, eu acho ele BEM grudento. Não mancha nada, até porque, ele tem uma cor clarinha, quase um branco, com um brilho iridescente (sabe aqueles vestidos de Barbie que mudam de cor conforme a luz? AQUELA cor). Mas você passa no corpo e ele fica lá… plainando sobre a pele e não penetra nunca. E então você fica grudenta. Mas é ótimo. Se você não se incomodar com creme grudento e tiver uma graninha extra,  DEFINITIVAMENTE, compre este. Também fica com 4 estrelas porque ‘gruda’.

Clique aqui para fazer uma pesquisa de preços e comprar o seu na loja virtual de sua preferência.

Avaliação:

Cellu-Reverse

Marca: Elancyl

Peso Líquido: 200ml

Preço: R$ 145,00 (*)

O que promete: Cellu/Reverse é um tratamento de 14 dias que garante eficácia sobre os sinais visíveis da celulite. Resultados comprovados ao fim de 14 dias: – Até -3,3 cm do perímetro das ancas; – 82% de eficácia adelgaçante visível; – Alisamento da pele “casca-de-laranja” visível para 90% das mulheres, com uma silhueta remodelada.

Minha opinião: Na ocasião do post no Dona Filó, eu tinha acabado de comprar esse creme e estava no início do tratamento. Gostei do resultado, ele realmente diminui medidas e trata a celulite. Para mim ele foi mais eficaz na redução de medidas do que no tratamento da celulite em si. Mas ele é um creme com consistência de gel que deixa a pele meio grudenta. Se você usa antes de ir dormir, sente a roupa de cama grudando cada vez que levanta a perna ou muda de posição. Ele traz como resultado uma considerável perda de medidas, principalmente se você tiver bastante gordurinhas localizadas e concentrar a massagem nesses locais enquanto aplica o creme. Coincidência ou não, eu notei que durante o uso tinha algumas cólicas estranhas, como se eu estivesse com infecção urinária. Fiz testes várias vezes, deixava de usar e a dor desaparecia, voltava a usar e ela retornava no segundo ou terceiro dia de uso. Não sei se isso foi apenas uma reação do meu organismo a algum componente do creme, mas o fato é que depois que o frasco acabou, fiquei com receio e não repeti o tratamento. Fica com 2 estrelas, por ser grudento, pela cólica estranha e pelo preço. Consegue ser mais caro que Vichy.

Clique aqui para fazer uma pesquisa de preços e comprar o seu na loja virtual de sua preferência.

Avaliação:

Bio Redutor

Marca: Natura

Peso líquido:100 ml

Preço: R$ 89,00 (**)

O que promete: O tratamento cosmético de Natura Chronos Bio Redutor, quebra a gordura localizada, reduz a celulite e medidas, evitando o acúmulo de gordura e promove mais firmeza e elasticidade a pele. Quebra a gordura localizada, reduz a celulite e medidas, evitando o acúmulo de gordura.

Minha opinião: Eu usei apenas um frasco desse creme da Natura. Gostei da consistência, é quase um gel, e como é branquinho, não sai manchando roupas por aí. Não deixa a pele grudenta, mas quando ele estava chegando no fim do frasco notei que conforme eu passava ele formava uma espécia de ‘película’ sobre a pele que ia se soltando conforme eu massageava, e ficavam aqueles ‘pedaços’ de creme pelo corpo. Não achei isso legal. E o creme não estava vencido nem próximo da validade. O resultado foi muito pequeno. Quase imperceptível em relação à ‘maledeta’ celulite, e o único resultado bem nítido foi em relação à hidratação da pele. Para mim fica com 3 estrelas, porque além da hidratação da pele não vi nada considerável com relação ao principal, a celulite.

Avaliação:

Renew Clinical Laser Shape

Marca: Avon

Peso líquido: Gel: 75g + Loção: 75ml

Preço: R$ 60,00 (***)

O que promete: A loção suaviza as irregularidades da pele que causam o aspecto “casca de laranja” enquanto o gel potencializa a absorção do creme na pele, otimizando os resultados.

Minha opinião: Estou terminando o meu primeiro frasco desse creme, já querendo encomendar o próximo. Só não fiz isso ainda porque quero usar de novo o Celludestock (usei há algum tempo mas já me esqueci do resultado) e experimentar o Vichy AquaDestok (e quando fizer isso volto pra contar dos dois também). Esse creme da Avon é muito legal. A embalagem é dividida em duas ‘partes’, a mais externa, que tem um gel incolor, e a interna, que é uma loção (quase um creme, na minha opinião) bege claro. Quando você aperta a bisnaga, os dois cremes saem pelo orifício da embalagem e então você usa os dois ao mesmo tempo. O gel dá aquela sensação de ‘geladinho’, e o creme penetra muito bem na pele. Nada de sujeira, nem mancha, nem pele melada. Achei que o resultado na celulite é muito bom, mas melhor ainda é o resultado como redutor de medidas. Muito incrível. Principalmente se você estiver acima do seu peso. Quanto mais gordura você tiver no corpo, mais rápidos e visíveis serão os resultados. Gostei muito mesmo, acho que de todos até agora, é o melhor custo-benefício. Dependendo da ‘performance’ dos Vichy Celludestok e AquaDestok, voltarei para ele.

Avaliação:

 `*•..,¸@@•*´¨`*•,@@¸.•*´¨`*•@@¸.•*´¨`*•.¸@@¸.•*´

BodyActive Sistema Redutor de Celulite – O Boticário

Peso líquido: 150g

Preço:  Fora de linha.

O que promete:  Drena líquidos, toxinas e gorduras. Reduz o aspecto “casca de laranja”. Ação térmica refrescante que melhora a circulação local. Proporciona melhoria do contorno corporal. Deixa a pele mais firme e macia Resultados visíveis em apenas 28 dias.

Teste: AMEI. Ele é quase um gel. A pele absorve rapidamente. Você vai sentir um quentinho por baixo da pele e depois ele vai esfriar, esfriar e ESFRIAR tudo. Eles dizem que o resultado é visível em 4 semanas, mas na realidade na segunda semana você já vai começar a perceber os resultados. Não notei diferença em medidas, mas a celulite melhorou coisa de 80 a 90%. Assim que você passar, evite se sentar por alguns minutos, porque ele fica meio grudadinho… Mas some rápido. Acho que vale a pena.

Liposyne –  Vichy

Peso Líquido: 200ml

O que promete: Ação anti-recidiva comprovada clinicamente em 1 mês. Resultados com 1 mês obtidos sob controle médico:  24% de redução do relevo cutâneo medido por um ginecologista. Efeito drenante visível, testado por médicos (IRM) em ambiente hospitalar. Efeito remanescente de 4 semanas após a parada no tratamento, em utilização 2 vezes por dia.

Preço médio: Fora de linha.

Teste: Esse também é óóótimo. Mas ele funciona mais como uma manutenção do processo da celulite. Se você tiver uma celulite num grau elevado, ou tiver há muito tempo sem tratamento, não vai perceber muito resultado. O ideal é usar um frasco de Lipocure, dois frascos de Liposyne, voltar pro Lipocure etc… Porque, afinal, a gente tem que se conformar: não há cura para celulite. Há tratamento e MANUTENÇÃO. Ninguém se vê pra sempre livre dela. A absorção é ótima. Não fica grudento e não mancha nada também.

Phyto Mince Lipo Actif –  Anna Pegova

Peso Líquido: 125ml

O que promete: Através da ação lipolítica queima e esvazia as células de gorduras (adiposas), além de evitar que as mesmas encham novamente. A ação firmadora do produto estimula a produção de fibras de sustentação, devolvendo a firmeza, tonicidade e elasticidade à pele.
A diminuição de inchaços e a melhora da circulação sanguinea ocorrem com a drenagem das toxinas e das águas acumuladas. O aspecto de “casca de laranja” é minimizado pela ação anticelulítica que alisa e hidrata a pele. Resultados visíveis podem ser constatados à partir de um mês de uso, com aplicações ininterruptas.

Preço: Fora de linha

Teste: Bom… vamos conversar. Esse preço é um ABSURDO. É o mais caro, se contarmos o preço por ml de produto. E o que são essas promessas??? NÃO FUNCIONA. A única coisa que eu notei foi uma melhora na firmeza da pele. Só. Firmeza na pele eu consigo com Nívea Q-10 por R$ 8,00 na farmácia ou no supermercado. Por mais de cento e cinqüenta reais eu esperava um pouco mais. E ele tem o mesmo problema do gel da Bio-Médicin. É marrom, não penetra na pele, e sai manchando tudo por aí. Mas o da Bio-Médicin pelo menos funciona melhor e custa 1/3 do preço. E VEM MAIS. Definitivamente, NÃO.

Lipocure – Vichy

Peso Líquido: 100ml

O que promete: Em apenas 14 dias, o relevo capitonê é atenuado em 20%, a superfície da pele é alisada.

Preço médio: Fora de linha.

Teste: Pensa que você quer usar uma roupa MARAVILHOSA que deixa um montão de perna ou qualquer outra parte do corpo à mostra daqui 15 dias e você sabe que tem uma celulitezinha ou até uns centímetros a mais que poderiam DESAPARECER até lá? Pronto. Compra esse e usa. A embalagem dá pra justos 14 dias. Depois disso, querida, vai ter que comprar outro mesmo. Mas vale a pena. É um gel verdinho de absorção SUPER rápida. Não fica grudento. Não mancha as roupas. Faz tudo ficar geladinho (igual ao d’O Boticário). Melhora MUITO a celulite mais resistente em duas semanas e quase desaparece com ela com pouco menos de dois meses de uso. E, de quebra, reduz alguns centímetros, principalmente nas coxas, e um pouquinho menos no quadril (incluindo culotes).

_________________

(*)   Média de preços pesquisada na data desse post. Pode sofrer alterações.
(**)  Preço pesquisado no catálogo Natura vigente na data desse post. Pode sofrer alterações conforme a campanha vigente em sua cidade.
(***)  Preço pesquisado no catálogo Avon vigente na data desse post. Pode sofrer alterações conforme a campanha vigente em sua cidade.

%d blogueiros gostam disto: