Testei: Shampoo Protezione Colore (FascinElle)

Oi, pessoal, tudo bem?

Sempre que eu incluo uma nova marca na minha lista de produtos para revenda, peço alguns produtos para uso pessoal, para conhecer melhor a marca, a qualidade dos produtos e, obviamente, poder recomendar o melhor produto para as diferentes necessidades de cada cliente.

Com a Hinode não foi diferente e no meu primeiro pedido já encomendei alguns produtos para conhecer e mostrar para vocês.

Entre eles estava um shampoo para cabelos tingidos da marca FascinElle, empresa italiana cuja importação para o Brasil é de responsabilidade da Hinode.

Para conhecer mais sobre o produto, é só continuar a leitura. 😉

Shampoo Protezione Colore

Marca: Fascinelle

Fabricante: Farmen i.C.D. S.p.A. (Fabricado na Itália)

Descrição: shampoo para cabelos tingidos

Conteúdo: 250ml

O que promete:
Shampoo revitalizante para cabelos coloridos. Limpa e fortalece os cabelos coloridos. Graças às vitaminas e Extrato de Ginseng presentes na formulação, os cabelos ganham vitalidade natural, mantendo o brilho da cor entre um processo de coloração e outro.

Modo de uso:
Aplicas nos cabelos úmidos, massagear delicadamente.  Enxaguar bem, se necessário, repita a operação.

Advertências:
Uso externo. Não aplicar em mucosas. Evitar contato com os olhos. Em caso de contato com os olhos, lavar com água em abundância e se necessário consulte um médico. Em caso de irritação suspenda o uso e procurar orientação médica. Mantenha o produto em local fresco e seco. Não aplicar o produto se o couro cabeludo estiver lesionado ou irritado. Manter fora do alcance de crianças.

Composição: Aqua (Water), TEA Lauryl Sulfate, PEG-7 Glyceryl Cocoate, Cocamide DEA, Laureth-6 Carboxylic Acid, Cocamidopropyl Betaine, Decyl Glucoside, Sodium Laureth Sulfate, Cocamidopropylamine Oxide, Hydroxyethyl Cetyldimonium Phosphate, Glycol Distearate, Guar Hydroxypropyltrimonium Chloride, Glycerin, Camellia Sinensis (Green Tea) Leaf Extract, Panaz Ginseng Root Extract, Laureth-10, Cocamide MEA, Sodium Chloride, Citric Acid, Phenoxyethanol, Methylparaben, Ethylparaben, Diazolidinyl Urea, Iodopropynyl Butylcarbamate, Linalool, Hexyl Cinnamal, Parfum (Fragrance), CI 16255, CI14720.

O teste: Usei como indicado na embalagem, sem segredos. Não é comercializado o condicionador, assim usei os produtos que já uso habitualmente.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 4 (Bons)

É um shampoo translúcido, de coloração rosada, mais para líquido do que para cremoso. Mesmo assim, faz bastante espuma com pouco produto.

A espuma é bem leve e limpa os cabelos suavemente, sem embaraçar e sem ressecar.

Dá uma leve sensação refrescante no couro cabeludo, por conta do extrato de ginseng presente na composição. Essa sensação permanece durante o uso e por cerca de meia hora após o enxágue. É muito gostoso para usar no verão!

Cheiro: 4 (Bom)

Tem um perfume frutado, com cheirinho de pêssego. Muito gostoso.

A fixação é boa, mas se você tiver os cabelos bem curtinhos como os meus, só sentirá o perfume do shampoo enquanto os fios estiverem molhados. Depois de secos, só é possível sentir o perfume colocando o nariz bem pertinho dos fios.

Resultados: 4 (Bons)

Ele de fato não desbota a coloração do cabelo e auxilia na manutenção da cor entre uma tintura e outra. Com o uso contínuo, os cabelos parecem mais fortes e encorpados.

Na minha opinião, não é um shampoo muito recomendado para quem tem cabelos oleosos, pois a sua limpeza é bem suave e delicada. Donas de madeixas oleosas poderão sentir que a limpeza dos fios não foi suficiente. Posso estar enganada, mas a sensação que eu tenho é essa.

No quesito brilho, não acrescentou nada aos meus cabelos e tão pouco deu conta do frizz, mas deixou os fios bem macios.

Embalagem: 4 (Boa)

Frasco plástico com tampa flip-top. É bem fácil de abrir e fechar até mesmo usando apenas uma das mãos, mesmo se ela estiver molhada e com sabão.

Como o shampoo é quase líquido, não há dificuldade para que ele saia da embalagem, mesmo quando já está acabando.

As informações sobre o produto estão na embalagem em diversos idiomas, mas como não há informação em português impressa diretamente no frasco, há uma etiqueta com as informações no nosso idioma.

Preço: 3 (entre R$ 40,01 e R$ 65,00)

O preço do fraco com 250ml é de R$ 59,00*.

Facilidade de encontrar: 2 (Um pouco difícil de encontrar)

Os produtos FascinElle podem ser comprados no Brasil com qualquer revendedor Hinode, mas diferentemente de AvonNatura (por exemplo), ainda há poucos representantes.

Caso você queira encomendar esse ou outros produtos da marca, fale comigo.

Você também pode encomendar através do Clube de Compras Necessaire de Mulher (é necessário ter conta no Facebook), pagar com cartão de crédito ou boleto e receber o produto na sua casa, pelos Correios. Ainda é possível pagar com depósito bancário e ganhar um desconto de 10% no valor do produto.

Segurança da composição: 1 (Muito arriscado)

Componentes sintéticos a evitar segundo Aubrey Hampton (bioquímico norte-americano):

  • TEA Lauryl Sulfate, Cocamide DEA: Utilizados habitualmente nos cosméticos como emulsionantes e/ou agentes produtores de espuma. Podem causar reações alérgicas, irritações nos olhos e desidratação do cabelo e pele. DEA e TEA são “aminas” (compostos a partir da amônia) e podem formar nitrosaminas causadoras de câncer quando em contacto com nitratos. São tóxicos se absorvidos pelo corpo prolongadamente.
  • PEG-7 Glyceryl Cocoate: Idealmente é uma glicerina vegetal combinada com álcool de cereais, sendo ambos naturais. Porém, atualmente não passa de uma combinação de petroquímicos sintéticos utilizados como humidificantes. É conhecido como causador de reações alérgicas, urticária e eczemas. Quando vir PEG (polietileno glicol) ou PPG (polipropileno glicol) num rótulo, tenha cuidado, pois são produtos químicos sintéticos idênticos.
  • Sodium Laureth Sulfate: Um detergente agressivo e barato utilizado pelas suas propriedades de limpeza e de produção de espuma. Normalmente derivado de petróleo, é frequentemente dissimulado com a frase “derivado de coco”. Causa irritação nos olhos, descamação do couro cabeludo (similar à caspa), irritações cutâneas e outras reações alérgicas.
  • Methylparaben, Ethylparaben: Utilizados para inibir o crescimento microbiano e para prolongar a durabilidade dos produtos. Têm causado vários tipos de reacções alérgicas e irritações cutâneas. Estudos demonstraram que são ligeiramente estrogênicos e podem ser absorvidos pelo corpo através da pele. São largamente utilizados apesar de serem conhecidos como tóxicos.
  • Diazolidinyl Urea: São amplamente utilizados como conservantes. “The American Academy of Dermatology” considerou-os a causa n.º 1 das dermatites de contato. Dois dos nomes registrados para estes químicos são Germall II and Germall 115. Nenhum dos químicos Germall contém um bom agente fungicida, e portanto estão sempre associados a outros tipos de conservantes. Ambos libertam formaldeído (formol), que pode ser tóxico.
  • Parfum (Fragrance): As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como “fragrâncias” ou “perfume”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua.

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • TEA Lauryl Sulfate, Cocamide DEA, Cocamide MEA: Alkyloamides – geralmente identificados nos rótulos como: Diethanolamine (DEA); Monoethanolamine (MEA); Triethanolamine (TEA), e por vezes precedido pelo nome “cocamide”: São classificados como tóxicos por alguns governos. Podem causar irritação na pele (comichão, queimadura, urticária etc). Combinados com conservantes que contém formaldeído, tornam-se cancerígenos. Quando misturado com agentes nitrosantes na pele ou no corpo, após a absorção, podem formar compostos cancerígenos. São perigosos para o meio ambiente, contaminando água, solo e ar). O MEA é ainda sensibilizador dos pulmões, podendo instigar respostas do sistema imunitário, que incluem ataques de asmas ou outros problemas pulmonares das vias respiratórias, além de ser suspeito de apresentar riscos para a reprodução humana e desenvolvimento do feto. O TEA também é um componente suspeito, com evidências ainda limitadas relacionadas ao desenvolvimento de câncer.
  • PEG-7 Glyceryl Cocoate: Componente irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias). É um solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.
  • Cocamidopropyl Betaine: Sujeito a restrições no uso. Conhecido tóxico do sistema imunitário. Pode conter impurezas prejudiciais, nomeadamente Nitrosaminas, ligadas ao câncer. Pode também causar sensibilidade no contato direto com a pele, com reações alérgicas tanto na pele quanto nos pulmões.
  • Sodium Laureth Sulfate: Em estudos clínicos, é causador de irritações na pele. Pode conter 1,4 dioxane, um potencial cancerígeno e perturbador do sistema hormonal.
  • Methylparaben, Ethylparaben: Para além de suspeitas de irritabilidade da pele, o uso de parabenos foi recentemente ligado ao câncer de mama, tendo sido encontrados vestígios desses conservantes em amostras de tumores.
  • Parfum (Fragrance): Dezenove por cento das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
    Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e esmaltes para unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Sodium Laureth Sulfate.
  • Methylparaben, Ethylparaben: parabenos.
  • Parfum (Fragrance): perfume.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 4 x 2 = 8
Cheiro: 4 x 2 = 8
Resultados: 4 x 3 = 12
Embalagem: 4 x 0,5 = 2
Preço: 3 x 1 = 3
Facilidade de encontrar: 2 x 0,5 = 2
Segurança da composição: 1 x 1 = 1

Média: 3,6

Avaliação Geral: estrela35

Considerações finais:

É um bom shampoo para quem tinge os cabelos, mas algumas coisas devem ser levadas em consideração:

1) A limpeza é suave, então não aconselho para quem tem cabelos oleosos. Não é um problema para mim, que tenho cabelos secos, mas se você tiver cabelos oleosos provavelmente vai achar que o shampoo não limpou os fios adequadamente.

2) Se você sofre com frizz nos fios, saiba que, pelo menos para mim, esse shampoo não melhorou em nada o problema. É preciso usar uma boa máscara após a lavagem ou um bom leave-in com ação antifrizz para controlar o problema.

3) Ele tem muitos componentes irritantes na fórmula, um perigo para quem tem pele e/ou couro cabeludo sensível.

É isso, pessoal. 🙂 Alguém mais já usou esse ou outro produto para cabelos da marca FascinElle? Contem para gente nos comentários.

Beijocas e até o próximo post.

__________

(*) Preço pesquisados no catálogo Hinode vigente na data deste post. Pode sofrer alterações conforme a campanha vigente em sua cidade.

Testei: Shampoo, Condicionador e Leave-in Repair Rescue (Bonacure)

Oi, pessoal, tudo  bem?

A resenha de hoje é de um trio de shampoo, condicionador e leave-in indicados para cabelos danificados, da linha Bonacure, fabricada pela marca alemã Schwarzkopf.

Quem quiser saber mais sobre os produtos, é só continuar a leitura do post. 🙂

Repair Rescue Shampoo

Marca: Bonacure

Fabricante: Hans Schwarzkopf & Henkel GmbH (fabricado na Alemanha)

Descrição: shampoo para cabelos danificados

Conteúdo: 250ml

O que promete: Repair Rescue Shampoo Reestruturante limpa e devolve elasticidade e força ao cabelo danificado. BC hairtherapy com Cura+ Protein Complex – proteínas reparadoras – reforça significativamente a estrutura capilar. A tecnologia Amino Cell Rebuild recupera a elasticidade natural do cabelo, fortalecendo a estrutura desde o interior das células capilares. Para um cabelos forte e flexível, com um brilho saudável.

Modo de uso: Massageie sobre o cabelo úmido e enxágue abundantemente com água.

Advertências: Uso externo. manter fora do alcance de crianças. Conservar em temperatura ambiente.

Precauções: Evitar contato com os olhos. Caso isso ocorra, enxágue abundantemente com água. Não ingerir. Em caso de ingestão, procure ajuda médica. Em caso de dúvidas, ligue para o nosso SAC.

Composição: Aqua, Sodium Laureth Sulfate, Disodium Cocoamphodi Acetate, Sodium Chloride, PEG-7 Glyceryl Cocoate, Parfum, Citric Acid, PEG-12 Dimethicone, Polyquaternium-10, Sodium Benzoate, Styrene/ Acrylates Copolymer, Laureth-2, Hydrogenated Castor Oil, Alicylic Acid, Propylene Glycol, Panthenol, Hydroxypropyltrimonium Hydrolyzed Wheat Protein, PEG-55 Propylene Glycol Oleate, PEG-14M, Hydrolyzed Vegetable ProteinPg-Propyl Silanetriol, Benzyl Salicylate, Hydrolyzed Keratin.

O teste: Apliquei normalmente como qualquer outro shampoo.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 4 (Bons)

É um shampoo clarinho, levemente perolado e muito leve.

A espuma é suave e abundante, fazendo com que o shampoo renda muito bem.

A aplicação é gostosa e os fios não embaraçam.

Cheiro: 4 (Bom)

O perfume é frutado, levemente adocicado e permanece nos fios por alguns dias.

Resultados: 4 (Bons)

Limpa suavemente, sem ressecar e hidrata bem os fios, sem deixá-los pesados.

Depois de seco, o cabelo fica macio e perfumado. Além disso, o shampoo trouxe bons resultados anti-frizz, problema que eu enfrento constantemente com o meu cabelo, mesmo sendo curtíssimo.

No entanto, ele intensifica a textura natural dos cabelos, o que pode não agradar a todos. Explicando melhor, meus cabelos são ondulados, o que só fica evidente quando meus cabelos ganham um pouco mais de comprimento. Com os meus cabelos curtinhos, é muito difícil notar. Eu passei uns 3 meses sem cortar os cabelos e usei esse shampoo e notei que meus cabelos ficaram bem mais ondulados, diferente de outros shampoos hidratantes que eu já usei e que parecem dar uma “relaxada” nos fios. Então, se você tem fios ondulados ou cacheados e não gosta muito dessa textura, não recomendaria.

Embalagem: 4 (Boa)

Frasco grande, com tampa disc-top fácil de abrir e fechar. O formato regular do frasco facilita o armazenamento e o uso, mas da metade para o fim é necessário chocalhar o frasco para tirar o produto do frasco.

Inicialmente, pensei que o formato achatado da tampa facilitaria para deixar o produto de cabeça para baixo, porém, nessa posição, o shampoo vaza pela tampa.

Gosto do fato da embalagem do shampoo ser maior que a do condicionador, porque sempre gasto mais shampoo do que condicionador.

(Observação: os produtos da linha Bonacure estão mudando de embalagem. Então, ao procurar para comprar, você pode encontrar uma embalagem diferente da mostrada neste post).

Preço: 3 (entre R$ 40,01 e R$ 65,00)

O preço médio do produto é de R$ 55,00* para a embalagem de 250ml. Também há disponível a embalagem de 1 litro.

Facilidade de encontrar: 3 (Relativamente fácil de encontrar)

Pode ser encontrado em salões de cabeleireiro e grandes lojas de cosméticos.

Há uma grande variedade de lojas virtuais que vendem a marca, também. Para pesquisar preços em lojas virtuais, clique aqui.

Segurança da composição: 3 (Requer atenção)

Componentes sintéticos a evitar segundo Aubrey Hampton (bioquímico norte-americano):

  • Sodium Laureth Sulfate: Um detergente agressivo e barato utilizado pelas suas propriedades de limpeza e de produção de espuma. Normalmente derivado de petróleo, é frequentemente dissimulado com a frase “derivado de coco”. Causa irritação nos olhos, descamação do couro cabeludo (similar à caspa), irritações cutâneas e outras reações alérgicas.
  • PEG-7 Glyceryl Cocoate, PEG-12 Dimethicone, PEG-55 Propylene Glycol, PEG-14M: Idealmente é uma glicerina vegetal combinada com álcool de cereais, sendo ambos naturais. Porém, atualmente não passa de uma combinação de petroquímicos sintéticos utilizados como humidificantes. É conhecido como causador de reações alérgicas, urticária e eczemas. Quando vir PEG (polietileno glicol) ou PPG (polipropileno glicol) num rótulo, tenha cuidado, pois são produtos químicos sintéticos idênticos.
  • Parfum: As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como “fragrâncias” ou “perfume”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua.

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • Sodium Laureth Sulfate: Em estudos clínicos, é causador de irritações na pele. Pode conter 1,4 dioxane, um potencial cancerígeno e perturbador do sistema hormonal.
  • PEG-7 Glyceryl Cocoate, PEG-12 Dimethicone, PEG-55 Propylene Glycol, PEG-14M: Componente irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias). É um solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.
  • Dimethicone: Derivado de silicone.
  • Propylene Glycol, PEG-55 Propylene Glycol: Componente irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias). É um solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.
  • Benzyl Salicylate: Fragrância química com uso restrito na União Européia. Conhecido tóxico do sistema imunitário e alérgeno para o consumidor.
  • Parfum: Dezenove por cento das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
    Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e esmaltes para unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.
  • Propylene Glycol: Componente irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias). É um solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Sodium Laureth Sulfate.
  • Parfum: perfume.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 4 x 2 = 8
Cheiro: 4 x 2 = 8
Resultados: 4 x 3 = 12
Embalagem: 4 x 0,5 = 2
Preço: 3 x 1 = 3
Facilidade de encontrar: 3 x 0,5 = 1,5
Segurança da composição: 3 x 1 = 3

Média: 3,75

Repair Rescue Conditioner

Marca: Bonacure

Fabricante: Hans Schwarzkopf & Henkel GmbH (fabricado na Alemanha)

Descrição: condicionador reestruturante para cabelos danificados

Conteúdo: 200ml

O que promete: Repair Rescue Condicionador Reestruturante com a revolucionária tecnologia Biomimetic Repair – Tecnologia Biomimética Reparadora – desembaraça, suaviza e devolve força e elasticidade ao cabelo danificado. Recria biomimeticamente uma superfícia capilar saudável e recupera a condição do cabelo, logo após a primeira aplicação. BC Hairtherapy com Cura+ Protein Complex – proteínas reparadoras – reforça significativamente a estrutura capilar. A tecnologia Amino Cell Rebuild recupera a elasticidade natural do cabelo, fortalecendo a estrutura desde o interior das células capilares. Para um cabelo forte, suave  e flexível, com um brilho saudável.

Modo de uso: Aplique do meio para as pontas sobre o cabelo úmido e deixe agir durante 2 minutos. Enxágue abundantemente com água.

Advertências: Uso externo. manter fora do alcance de crianças. Conservar em temperatura ambiente.

Precauções: Evitar contato com os olhos. Caso isso ocorra, enxágue abundantemente com água. Não ingerir. Em caso de ingestão, procure ajuda médica. Em caso de dúvidas, ligue para o nosso SAC.

Composição: Aqua, Cetearyl Alcohol, Quaternium-87, Cocodimonium Hydroxpropyl Hydrolyzed Keratin, Hydrolyzed Keratin, Propylene Glycol, Isopropyl Myristate, Distearoylethyl Hydroxyethylmonium Methosulfate, Parfum, Citric Acid, Phenoxyethanol, Stearamidopropul Dimethylamine, Sodium Methylparaben, Polyquaternium-37, Propylene Glycol Dicaprylate/ Dicaprate, Panthenol, PPG-1 Trideceth-6, Benzyl Salicylate.

O teste: Apliquei normalmente nos cabelos, após o uso do Shampoo Repair Rescue.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 5 (Ótimos)

Leve como o shampoo, porém mais denso e muito cremoso.

A aplicação é deliciosa e o produto envolve todos os fios com suavidade.

Cheiro: 4 (Bom)

Um pouco mais adocicado que o shampoo, intensifica o perfume do primeiro e fixa mais ainda a fragrância nos fios.

Resultados: 4 (Bons)

Deixa os fios macios, sem pesar, colaborando na hidratação e no controle do frizz.

Não vi muita diferença no brilho dos cabelos, mas notei que a coloração ficou mais iluminada.

Embalagem: 4 (Boa)

A embalagem é praticamente igual à do shampoo, com a vantagem de ser menor (200ml), garantindo que não sobre um monte de condicionador quando o shampoo acaba, e que é possível deixá-la de cabeça para baixo quando o produto está acabando. Como o condicionador é mais denso que o shampoo, o produto não vaza.

(Observação: os produtos da linha Bonacure estão mudando de embalagem. Então, ao procurar para comprar, você pode encontrar uma embalagem diferente da mostrada neste post).

Preço: 2 (entre R$ 65,01 e R$ 90,00)

O preço médio é de R$ 70,00* para a embalagem de 200ml.

Cuidado ao comprar, pois encontrei lojas vendendo até por mais de R$ 100,00, o que é um absurdo para um produto que já é caro.

Facilidade de encontrar: 3 (Relativamente fácil de encontrar)

Assim como o shampoo, pode ser encontrado em salões de cabeleireiro e grandes lojas de cosméticos.

Há uma grande variedade de lojas virtuais que vendem a marca, também. Para pesquisar preços em lojas virtuais, clique aqui.

Segurança da composição: 3 (Requer atenção)

Componentes sintéticos a evitar segundo Aubrey Hampton (bioquímico norte-americano):

  • Parfum: As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como “fragrâncias” ou “perfume”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua.
  • Sodium Methylparaben: Utilizados para inibir o crescimento microbiano e para prolongar a durabilidade dos produtos. Têm causado vários tipos de reacções alérgicas e irritações cutâneas. Estudos demonstraram que são ligeiramente estrogênicos e podem ser absorvidos pelo corpo através da pele. São largamente utilizados apesar de serem conhecidos como tóxicos.
  • PPG-1 Trideceth-6: Idealmente é uma glicerina vegetal combinada com álcool de cereais, sendo ambos naturais. Porém, atualmente não passa de uma combinação de petroquímicos sintéticos utilizados como humidificantes. É conhecido como causador de reações alérgicas, urticária e eczemas. Quando vir PEG (polietileno glicol) ou PPG (polipropileno glicol) num rótulo, tenha cuidado, pois são produtos químicos sintéticos idênticos.

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • Propylene Glycol, Propylene Glycol Dicaprylate/ Dicaprate: Componente irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias). É um solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.
  • Parfum: Dezenove por cento das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
    Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e esmaltes para unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.
  • Sodium Methylparaben: Para além de suspeitas de irritabilidade da pele, o uso de parabenos foi recentemente ligado ao câncer de mama, tendo sido encontrados vestígios desses conservantes em amostras de tumores.
  • PPG-1 Trideceth-6: Componente irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias). É um solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.
  • Benzyl Salicylate: Fragrância química com uso restrito na União Européia. Conhecido tóxico do sistema imunitário e alérgeno para o consumidor.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Parfum: perfume.
  • Sodium Methylparaben: parabeno.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 5 x 2 = 10
Cheiro: 4 x 2 = 8
Resultados: 4 x 3 = 12
Embalagem: 4 x 0,5 = 2
Preço: 2 x 1 = 2
Facilidade de encontrar: 3 x 0,5 = 1,5
Segurança da composição: 3 x 1 = 3

Média: 3,85

Repair Rescue Sealed Ends

Marca: Bonacure

Fabricante: Hans Schwarzkopf & Henkel GmbH (fabricado na Alemanha)

Descrição: sérum para pontas danificadas

Conteúdo: 75ml

O que promete: Repair Rescue Sérum para Pontas Danificadas com a revolucionária tecnologia Biomimetic Repair – Tecnologia Biomimética Reparadora – repara as pontas duplas e previne o seu reaparecimento. Recria biomimeticamente uma superfície capilar saudável e recupera a condição do cabelo, logo após a primeira aplicação. BC Hairtherapy com Cura+ Protein Complex – proteínas reparadoras – e tecnologia Amino Cell Rebuild sela a cutícula e proporciona reparação desde o interior das células capilares. Para pontas suaves, com máxima flexibilidade e brilho.

Modo de uso: Aplique uma pequena quantidade nos meios e pontas do cabelo. Não enxágue.

Advertências: Uso externo. manter fora do alcance de crianças. Conservar em temperatura ambiente.

Precauções: Evitar contato com os olhos. Caso isso ocorra, enxágue abundantemente com água. Não ingerir. Em caso de ingestão, procure ajuda médica. Em caso de dúvidas, ligue para o nosso SAC.

Composição: Aqua, Cyclomethicone, Dimethiconol, Behenoyl PG-Trimonium Chloride, Laureth-4, Hydroxyethylcellulose, Cocodimonium Hydroxypropyl Hydrolyzed Keratin, Hydrolyzed Keratin, Parfum, Hexylene Glycol, Phenoxyethanol, Panthenol, Methylparaben, Benzyl Salicylate, Citric Acid, Linalool, Coumarin, Benzyl Alcohol, Alpha-Isomethyl Ionone, Geraniol.

O teste: Apliquei nos fios úmidos, após o uso do Shampoo Condicionador Repair Rescue e também usando isoladamente, sem ter usado o shampoo e o condicionador da mesma linha.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 4 (Bons)

É um creme branquinho supercremoso e relativamente denso.

Deve-se tomar cuidado durante a aplicação, pois apenas um pouquinho do produto é suficiente. Como é um creme denso, se usado em excesso acaba deixando os cabelos um pouco pesados, com uma aparência oleosa.

Acho um pouco mais fácil dosar a quantia adequada com os cabelos secos, pois com os cabelos úmidos ele vai deixando os fios cada vez mais macios, a gente acha uma delícia e continua aplicando… mas quando os fios secam, acabam ficando enrijecidos e pesados.

Cheiro: 4 (Bom)

Dos três produtos, é o que tem o perfume mais intenso e que fixa por mais tempo nos fios.

É muito gostoso, levemente adocicado, e fica mais presente quando o produto é aplicado nos cabelos secos.

Resultados: 4 (Bons)

Aqui há um pequeno impasse. O produto é indicado para pontas duplas, problema que eu não enfrento. Mesmo quando tinha os cabelos bem compridos, não tinha problema com pontas duplas. No entanto, eu usei o produto mesmo assim, pois ele é um creme reparador e, como dona de madeixas tingidas com coloração vermelha, reparação para os fios nunca é demais.

E eu adorei. Depois que cheguei na quantidade ideal para os meus cabelos, de forma que eles não ficassem pesados, pude notar que controlou o frizz, criou uma textura muito bonita no cabelo e iluminou a coloração, deixando a tonalidade mais vibrante e marcante.

Embalagem: 4 (Boa)

Bisnaga plástica com tampa flip-top voltada para baixo.

A tampa é muito fácil de abrir e fechar e o fato da embalagem ficar apoiada sobre a tampa faz com o produto esteja sempre próximo ao orifício, diminuindo a necessidade de chocalhar a embalagem para que o produto saia.

O corpo da bisnaga é bem molinho e é muito fácil dosar quanto produto você quer que saia.

Preço: 1 (mais de R$ 90,00)

O preço médio é de R$ 115,35*.

Antes que alguém me pergunte como eu tive coragem de pagar esse preço sem ter pontas duplas, aviso que não paguei. Quando comprei o shampoo e o condicionador a loja estava com uma promoção na qual o Sealed Ends vinha de brinde na compra dos dois.

Facilidade de encontrar: 3 (Relativamente fácil de encontrar)

Assim como o shampoo, pode ser encontrado em salões de cabeleireiro e grandes lojas de cosméticos.

Há uma grande variedade de lojas virtuais que vendem a marca, também. Para pesquisar preços em lojas virtuais, clique aqui.

Segurança da composição: 3 (Requer atenção)

Componentes sintéticos a evitar segundo Aubrey Hampton (bioquímico norte-americano):

  • Parfum: As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como “fragrâncias” ou “perfume”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua.
  • Methylparaben: Utilizados para inibir o crescimento microbiano e para prolongar a durabilidade dos produtos. Têm causado vários tipos de reacções alérgicas e irritações cutâneas. Estudos demonstraram que são ligeiramente estrogênicos e podem ser absorvidos pelo corpo através da pele. São largamente utilizados apesar de serem conhecidos como tóxicos.

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • Cyclomethicone: Derivados de silicone.
  • Parfum: Dezenove por cento das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
    Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e esmaltes para unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.
  • Phenoxyethanol: É usado como conservante. Pode causar irritação na pele, olhos e pulmões.
  • Methylparaben: Para além de suspeitas de irritabilidade da pele, o uso de parabenos foi recentemente ligado ao câncer de mama, tendo sido encontrados vestígios desses conservantes em amostras de tumores.
  • Benzyl Salicylate: Fragrância química com uso restrito na União Européia. Conhecido tóxico do sistema imunitário e alérgeno para o consumidor.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Parfum: perfume.
  • Methylparaben: parabeno.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 4 x 2 = 8
Cheiro: 4 x 2 = 8
Resultados: 4 x 3 = 12
Embalagem: 4 x 0,5 = 2
Preço: 1 x 1 = 1
Facilidade de encontrar: 3 x 0,5 = 1,5
Segurança da composição: 3 x 1 = 3

Média: 3,55

Avaliação Geral: estrela35

Média Final (shampoo + condicionador + leave-in): 3,7

Considerações Finais:

São produtos muito bons e funcionam muito bem em conjunto, inclusive sem o uso do leave-in. No entanto, são bem caros e a composição não é muito recomendada para quem tem pele ou couro cabeludo sensível.

Então, eu gostei bastante e acho que vale a pena investir se você tiver interesse em experimentar, um “dindin” extra, e não tiver a pele sensível.

E vocês, já usaram esses produtos da linha Bonacure? Contem para gente nos comentários!

Beijocas e até o próximo post.

Fabi.

__________

(*) Médias de preços pesquisadas na data deste post. Podem sofrer alterações.

Testei: S.O.S. Summer Shampoo (K.Pro Profissional)

Oi, pessoal, tudo bem?

O post de hoje é com a resenha de um dos shampoos sem sulfato que eu comprei no ano passado, o S.O.S. Summer Shampoo da K.Pro.

Para conferir todas as informações sobre o produto, para que tipos de cabelos é indicado etc, é só continuar a leitura. 🙂

S.O.S. Summer Shampoo

Marca: K.Pro Profissional

Fabricante: MZ Cosméticos Ltda

Descrição: shampoo para proteção intensa (sol – mar  – piscina)

Conteúdo: 240ml

O que promete:
Formulação inovadora com tecnologia sem sulfato, limpeza extra suave e proteção de cabelos sensibilizados e ressecados com ou sem processos químicos. Summer Shampoo possui uma exclusiva união de ativos e propriedades químicas para manter os cabelos saudáveis sob exposição de efeitos agressivos do meio ambiente como sol, mar, piscina. Queratina para reconstrução, Seda e Pérola para Brilho Intenso e sedosidade.

Modo de usar:
Aplique nos cabelos molhados, massageie fazendo espuma, enxágue. Repita se necessário. Prossiga com S.O.S. Summer Masque.

Cuidado e Precauções: (não há informação na embalagem)

Composição: Aqua (Water), Sodium Lauroyl Sarcosinate, Cocamidopropyl Betaine, PEG-150 Pentaerythrityl Tetrastearate, PEG-6 Caprylic/ Capric Glycerides, Cocamide DEA, Lauryl Glucoside, Glycol Distearate, Steareth-4, Sodium PCA, Parfum (Fragrance), Laureth-2, Amodimethicone, C11-15 Pareth-7, Laureth-9, Glycerin, Trideceth-12, Citric Acid, Disodium EDTA, Hydrolyzed Keratin, PEG-14M, Polyquaternium-10, Pearl Powder, Maris Sal, Hydrolyzed Silk, Methylisothiazolinoe, Methylchloroisothiaxolinone, Methyldiboromo Glutaronitrile, Phenoxyethanol.

O teste: Usei normalmente como qualquer shampoo, sem a utilização da S.O.S Summer Masque. No lugar, usei outras máscaras e produtos para os cabelos que eu tenho. Esta resenha, portanto, tem informações e opiniões sobre o uso do shampoo isoladamente.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 5 (Ótimos)

É branquinho, perolado e bem denso, com uma textura que chega a parecer com pomada modeladora para os cabelos. Para facilitar a aplicação, recomendo emulsionar com um pouquinho de água, com o produto na palma da mão, antes de aplicar nos fios.

Faz uma espuma abundante e muito cremosa, mesmo com pouco produto. Assim, rende muito bem.

Cheiro: 3 (Regular)

O perfume dele é gostoso, uma mistura cítrica adocicada, mas não fica muito perceptível nos fios. Provavelmente a Masque da linha reforce e fixe melhor o cheirinho do shampoo, mas o perfume do shampoo sozinho só pode ser percebido se encostar o nariz nos fios, mesmo.

Obviamente cada um tem um gosto particular, mas eu prefiro quando consigo sentir o perfume dos produtos para os cabelos que eu estou usando.

Resultados: 3 (Regulares)

Eu não posso opinar sobre a questão da proteção contra os danos causados pelo mar, sol e piscina, porque eu não gosto de praia, não tenho hábito de tomar sol e muito raramente vou à piscina, mas eu fiquei impressionada com o poder de reconstrução deste shampoo.

Como eu tinjo os cabelos é natural que, como com qualquer procedimento químico para os fios, a gente sinta o cabelo um pouco mais ressecado. Muitas pessoas acabam ficando com pontas duplas, com os fios mais porosos etc. Por isso, o cuidado pós-procedimento deve ser redobrado.

Na primeira aplicação, você já tem a sensação de fios mais fortes e resistentes.

Meus cabelos ficaram comportados e sem frizz, mesmo antes da aplicação de qualquer máscara, condicionador ou leave-in.

Em relação ao brilho, melhorou razoavelmente mas nada muito significativo. Quanto à maciez, também não vi diferença mas é outro fator que talvez seja contornado pela Masque da linha.

Por que a nota 3? Porque notei que a minha coloração desbotou bastante, mesmo sendo um produto destinado a cabelos quimicamente tratados (e isso deveria incluir tinturas, afinal), minha coloração vermelha não se deu bem com este shampoo e em uma semana de uso parecia que meu cabelo não via tinta há um mês.

Embalagem: 4 (Boa)

A embalagem é uma bisnaga com tampa flip-top, fácil de abrir e fechar, que fica voltada para baixo.

O corpo da bisnaga tem uma textura gostosa, quase emborrachada e as informações sobre o produto estão bem legíveis, impressas em branco sobre a embalagem vinho.

Única observação é que estranhei a ausência de informações sobre cuidados e precauções.

Preço: 3 (entre R$ 40,01 e R$ 65,00)

O preço médio do produto é de R$ 47,85*.

Facilidade de encontrar: 2 (Um pouco difícil de encontrar)

É um produto um pouco difícil de encontrar, podendo ser comprado em poucas lojas virtuais e em salões e lojas físicas especializadas em produtos para os cabelos.

A Época Cosméticos vendia os produtos da K.Pro, mas no momento não há qualquer produto da marca disponível.

Se quiser pesquisar preços em outras lojas virtuais, clique aqui.

Segurança da composição: 3 (Requer atenção)

Componentes sintéticos a evitar segundo Aubrey Hampton (bioquímico norte-americano):

  • PEG-150 Pentaerythrityl Tetrastearate, PEG-6 Caprylic/ Capric Glycerides, PEG-14M: Idealmente é uma glicerina vegetal combinada com álcool de cereais, sendo ambos naturais. Porém, atualmente não passa de uma combinação de petroquímicos sintéticos utilizados como humidificantes. É conhecido como causador de reações alérgicas, urticária e eczemas. Quando vir PEG (polietileno glicol) ou PPG (polipropileno glicol) num rótulo, tenha cuidado, pois são produtos químicos sintéticos idênticos.
  • Cocamide DEA: Utilizados habitualmente nos cosméticos como emulsionantes e/ou agentes produtores de espuma. Podem causar reações alérgicas, irritações nos olhos e desidratação do cabelo e pele. DEA e TEA são “aminas” (compostos a partir da amônia) e podem formar nitrosaminas causadoras de câncer quando em contacto com nitratos. São tóxicos se absorvidos pelo corpo prolongadamente.
  • Parfum (Fragrance): As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como “fragrâncias” ou “perfume”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua.

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • Cocamidopropyl Betaine: Sujeito a restrições no uso. Conhecido tóxico do sistema imunitário. Pode conter impurezas prejudiciais, nomeadamente Nitrosaminas, ligadas ao câncer. Pode também causar sensibilidade no contato direto com a pele, com reações alérgicas tanto na pele quanto nos pulmões.
  • PEG-150 Pentaerythrityl Tetrastearate, PEG-6 Caprylic/ Capric GlyceridesPEG-14M: Componente irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias). É um solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.
  • Cocamide DEA: Alkyloamides – geralmente identificados nos rótulos como: Diethanolamine (DEA); Monoethanolamine (MEA); Triethanolamine (TEA), e por vezes precedido pelo nome “cocamide”: São classificados como tóxicos por alguns governos. Podem causar irritação na pele (comichão, queimadura, urticária etc). Combinados com conservantes que contém formaldeído, tornam-se cancerígenos. Quando misturado com agentes nitrosantes na pele ou no corpo, após a absorção, podem formar compostos cancerígenos. São perigosos para o meio ambiente, contaminando água, solo e ar). O MEA é ainda sensibilizador dos pulmões, podendo instigar respostas do sistema imunitário, que incluem ataques de asmas ou outros problemas pulmonares das vias respiratórias, além de ser suspeito de apresentar riscos para a reprodução humana e desenvolvimento do feto. O TEA também é um componente suspeito, com evidências ainda limitadas relacionadas ao desenvolvimento de câncer.
  • Parfum (Fragrance): Dezenove por cento das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
    Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e esmaltes para unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Parfum (Fragrance).

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 5 x 2 = 10
Cheiro: 3 x 2 = 6
Resultados: 3 x 3 = 9
Embalagem: 4 x 0,5 = 2
Preço: 3 x 1 = 3
Facilidade de encontrar: 2 x 0,5 = 2
Segurança da composição: 3 x 1 = 3

Média: 3,5

Avaliação Geral: estrela35

Considerações finais:

Na minha opinião, é um excelente shampoo para restaurar os fios mas não aconselho para quem tinge os cabelos, principalmente com cores que costumam desbotar mais, como os vermelhos e cores fantasia (azul, rosa, amarelo etc).

Se seus cabelos precisam de uma reconstrução, mas não são tingidos, acho válida a tentativa de recuperar a saúde dos fios com o S.O.S Summer Shampoo.

E vocês, já usaram este produto? Contem nos comentários como foi a experiência de vocês. 🙂

Beijocas e até o próximo post.

Fabi.

__________

(*) Média de preços pesquisada da data deste post. Pode sofrer alterações.

Testei: Shampoo, Condicionador e Leave-in Cabelos Coloridos, com reflexos e luzes (Rodrigo Cintra)

Oi, pessoal, tudo bem?

Já faz um tempinho que eu comprei na NetFarma o kit com shampoo, condicionador e leave-in para cabelos coloridos da marca Rodrigo Cintra, na ocasião, comprei outros produtos e mostrei na conta do blog no Instagram.

post de hoje é com as resenhas dos produtos do trio e para conferir, já sabem, é só continuar lendo o post. 🙂

Shampoo Cabelos Coloridos, com reflexos e luzes

Marca: Rodrigo Cintra

Fabricante: Aba Cosméticos Ind. e Com. Ltda ME.

Descrição: shampoo para cabelos coloridos, com reflexos e luzes

Conteúdo: 500ml

O que promete:
O Shampoo da Linha Rodrigo Cintra para cabelos coloridos, com reflexo e luzes nutre, fortifica as fibras capilares, rejuvenesce os cabelos secos e danificados repondo a umidade natural dos fios.

Modo de uso:
Aplicar o shampoo nos cabelos molhados, massagear com as pontas dos dedos até formar espuma em abundância, enxaguar. Se necessário repita a operação.

Precauções:
Mantenha fora do alcance de crianças. Em caso de sensibilização, suspenda o uso e procure orientação médica. Em caso de contato com os olhos, lavar com água em abundância. Não usar em mucosas. Uso externo.

Armazenamento:
Conservar em local seco e fresco sem incidência de luz e calor.

Composição: Aqua, Disodium Lauryl Sulfosuccinate, Cocamidopropyl Betaine, Cocamide DEA, Decyl Glucoside, Distearate Glicol, Parfum, Polissorbato 20, Polyquaternium-7, Guar Hydroxypropyltrimonium Chloride, Macadamia Integrifolia Seed Oil, Panthenol, Tocopherol Acetate, Methylchloroisothiazolinone/ Methylisothiazolinone, Butylphenyl Methylpropional, Hexyl Cinnamal, Linalool.

O teste: Apliquei normalmente como qualquer outro shampoo.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 4 (Bons)

É um shampoo bem denso, com textura gel. Para aplicar, recomendo emulsionar com um pouco de água, com um pouco do produto na palma da mão, para facilitar a aplicação nos cabelos.

Cheiro: 2 (Ruim)

Ai, gente… isso é um quesito muito particular e já li resenhas de meninas que adoraram o cheiro dessa linha, mas eu realmente não gostei. Tem cheiro de sabão de coco para lavar roupa e esse cheiro impregna nos cabelos e fixa por dias!

Minha mãe e minha prima também sentiram o perfume e, mesmo sem eu comentar o que eu achei, também se lembraram do cheiro de sabão de coco e disseram que parecia que eu havia acabado de sair do tanque e não do banho (risos). Achei ruim, bem ruim mesmo. Só não coloco nota 1 porque não chega a ser fedido, mas definitivamente não gostei.

Resultados: 4 (Bons)

É um shampoo que limpa muito bem os fios, sem ressecar e sem desbotar a coloração.

Os cabelos ganham um pouco mais de brilho e ficam sem frizz, mas não notei diferença na luminosidade da cor.

Embalagem: 4 (Boa)

Frasco plástico com tampa flip-top de fácil abertura e fechamento.

Mesmo sendo uma embalagem grande, não é desconfortável para o uso.

A tampa tem um ótimo fechamento e, para facilitar a abertura, tem um encaixe para apoiar o dedo.

Mesmo sendo um shampoo denso, só é preciso chocalhar a embalagem quando o shampoo está bem no finalzinho.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00)

O preço médio é de R$ 20,00*, bem em conta para uma embalagem de 500ml.

Facilidade de encontrar: 2 (Um pouco difícil de encontrar)

O produto pode ser encontrado em lojas de cosméticos e em salões de beleza, mas não é tão fácil de achar.

Algumas lojas virtuais também trabalham com a marca, incluindo a NetFarma, que sempre faz ótimas promoções do produto.

Segurança da composição: 3 (Requer atenção)

Componentes sintéticos a evitar segundo Aubrey Hampton (bioquímico norte-americano):

  • Cocamide DEA: Utilizados habitualmente nos cosméticos como emulsionantes e/ou agentes produtores de espuma. Podem causar reações alérgicas, irritações nos olhos e desidratação do cabelo e pele. DEA e TEA são “aminas” (compostos a partir da amônia) e podem formar nitrosaminas causadoras de câncer quando em contacto com nitratos. São tóxicos se absorvidos pelo corpo prolongadamente.
  • Parfum: As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como “fragrâncias” ou “perfume”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua.

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • Cocamidopropyl Betaine: Sujeito a restrições no uso. Conhecido tóxico do sistema imunitário. Pode conter impurezas prejudiciais, nomeadamente Nitrosaminas, ligadas ao câncer. Pode também causar sensibilidade no contato direto com a pele, com reações alérgicas tanto na pele quanto nos pulmões.
  • Cocamide DEA: Alkyloamides – geralmente identificados nos rótulos como: Diethanolamine (DEA); Monoethanolamine (MEA); Triethanolamine (TEA), e por vezes precedido pelo nome “cocamide”: São classificados como tóxicos por alguns governos. Podem causar irritação na pele (comichão, queimadura, urticária etc). Combinados com conservantes que contém formaldeído, tornam-se cancerígenos. Quando misturado com agentes nitrosantes na pele ou no corpo, após a absorção, podem formar compostos cancerígenos. São perigosos para o meio ambiente, contaminando água, solo e ar). O MEA é ainda sensibilizador dos pulmões, podendo instigar respostas do sistema imunitário, que incluem ataques de asmas ou outros problemas pulmonares das vias respiratórias, além de ser suspeito de apresentar riscos para a reprodução humana e desenvolvimento do feto. O TEA também é um componente suspeito, com evidências ainda limitadas relacionadas ao desenvolvimento de câncer.
  • Parfum: Dezenove por cento das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
    Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e esmaltes para unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Parfum: perfume.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 4 x 2 = 8
Cheiro: 2 x 2 = 4
Resultados: 4 x 3 = 12
Embalagem: 4 x 0,5 = 2
Preço: 4 x 1 = 4
Facilidade de encontrar: 2 x 0,5 = 2
Segurança da composição: 3 x 1 = 3

Média: 3,5

Condicionador Cabelos Coloridos, com reflexos e luzes

Marca: Rodrigo Cintra

Fabricante: Aba Cosméticos Ind. e Com. Ltda ME.

Descrição: condicionador para cabelos coloridos, com reflexos e luzes

Conteúdo: 500ml

O que promete:
O Condicionador da Linha Rodrigo Cintra para cabelos coloridos, com reflexo e luzes hidrata, desembaraça, deixa os cabelos macios, soltos e fácil de pentear.

Modo de uso:
Após lavar os cabelos com o Shampoo, aplicar o Condicionador. Deixe agir por 1 minuto e enxágue em seguida.

Precauções:
Mantenha fora do alcance de crianças. Em caso de sensibilização, suspender o uso e procurar orientação médica. Em caso de contato com os olhos, lavar com água em abundância. Não usar em mucosas. Uso externo.

Armazenamento:
Conservar em local seco e fresco sem incidência de luz e calor.

Composição: Aqua, Cetearyl Alcohol, Glycerin, Behentrimonium Methosulfate, Parfum, Cetrimonium Chloride, Amodimethicone, Cyclopentasiloxane, Madamia Integrifolia Seed Oil, Dimethiconol, Panthenol, Hydrolyzed Soy Protein, Hydrolyzed Wheat Protein, Guar Hydroxypropyltrimonium Chloride, Methylchloroisothiazolinoe/ Methylisothiazolinoe, Butylphenyl Methylpropional, Hexyl Cinnamal, Linalool.

O teste: Usei como indicado na embalagem, sempre após o uso do Shampoo Cabelos Coloridos da mesma linha.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 4 (Bons)

Leve, mas denso e muito cremoso e de textura creme-gel.

Desliza e espalha com suavidade sobre os fios e rende muito bem.

Cheiro: 3 (Regular)

Um pouco mais adocicado que o perfume do shampoo, mas ainda muito parecido com cheiro de sabão de coco. Não gosto, mas o fundo adocicado deixa ligeiramente mais suportável.

Resultados: 3 (Regulares)

Deixa os cabelos macios e complementa o efeito anti-frizz deixado pelo shampoo. No quesito brilho, não notei diferença entre o uso apenas do shampoo e do shampoo com o condicionador. Assim como não houve nenhuma diferença na luminosidade da cor.

Dei nota 3 porque, usando só o shampoo, tive o mesmo resultado.

Embalagem: 3 (Regular)

A embalagem é exatamente igual à do shampoo. Porém, como o condicionador é muito mais denso que o shampoo, ele agarra nas paredes da embalagem e, mesmo com o frasco cheio, é preciso chocalhar a embalagem e apertar muito bem o frasco para que o produto saia.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00)

O preço médio é de R$ 20,00*, bem em conta para uma embalagem de 500ml.

Facilidade de encontrar: 2 (Um pouco difícil de encontrar)

O produto pode ser encontrado em lojas de cosméticos e em salões de beleza, mas não é tão fácil de achar.

Algumas lojas virtuais também trabalham com a marca, incluindo a NetFarma, que sempre faz ótimas promoções do produto.

Segurança da composição: 4 (Seguro)

Componentes sintéticos a evitar segundo Aubrey Hampton (bioquímico norte-americano):

  • Parfum: As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como “fragrâncias” ou “perfume”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua.

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • Parfum: Dezenove por cento das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
    Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e esmaltes para unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.
  • Amodimethicone: Derivado de silicone.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Parfum: perfume.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 4 x 2 = 8
Cheiro: 3 x 2 = 6
Resultados: 3 x 3 = 9
Embalagem: 3 x 0,5 = 1,5
Preço: 4 x 1 = 4
Facilidade de encontrar: 2 x 0,5 = 2
Segurança da composição: 4 x 1 = 4

Média: 3,45

Leave-in Cabelos Coloridos, com reflexo e luzes

Marca: Rodrigo Cintra

Fabricante: Aba Cosméticos Ind. e Com. LTDA ME.

Descrição: leave-in para cabelos coloridos, com reflexo e luzes

Conteúdo: 500ml

O que promete:
O Leave-in da Linha Rodrigo Cintra para cabelos coloridos, com reflexo e luzes deixa o cabelo suave, maleável e brilhante, reduz o tempo de secagem e tem ação antifrizz.

Modo de uso:
Coloque a quantidade adequada do produto na palma da mão e aplique sobre os cabelos úmidos. Espalhe massageando bem mecha a mecha. Inicie a finalização desejada.

Precauções:
Mantenha fora do alcance de crianças. Em caso de sensibilização, suspender o uso e procurar orientação médica. Em caso de contato com os olhos, lavar com água em abundância. Não usar em mucosas. Uso externo.

Armazenamento: Conservar em local seco e fresco sem incidência de luz e calor.

Composição: Aqua, Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chloride, Glycerin, Polyquaternium-28, Cyclomethicone, Cetyl Alcohol, Dimethicone, Parfum, PEG-12 Dimethicone, PEG-20 Stearate, Macadamia Integrifolia Seed Oil, Lanolin Miristate, Methylchloroisothiazoline/ Methylisothiazolinone, Butylphenyl Methylpropional, Hexyl Cinnamal, Linalool.

O teste: Apliquei normalmente sobre os cabelos úmidos, após a lavem com o Shampoo e o Condicionador da mesma linha. Deixei secar naturalmente e também testei a finalização com secador.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 4 (Bons)

Leve e cremoso, com uma densidade um pouco menor que a do condicionador. Rende muito bem. Só um pouquinho espalha por todo o cabelo e envolve todos os fios.

Cheiro: 3 (Regular)

Está mais para o cheiro do condicionador do que o do shampoo, mas continua me incomodando o perfume de sabão de coco. Fixa no cabelo por vários dias. Então, se você não gostar do perfume, como eu não gostei, será um problema.

Resultados: 4 (Bons)

Reforça o brilho dado pelo shampoo e resolve a questão do frizz. Não notei, porém, diferença no quesito luminosidade da cor.

Eu muito raramente utilizo secador, chapina ou outro tipo de equipamento para secar e finalizar os meus cabelos, mas resolvi testar o secador, já que o produto promete agilizar o processo de secagem. De fato, os cabelos secaram mais rápido com o secador, com o produto aplicado, mas notei que, se aplicar o produto e deixar os cabelos secarem naturalmente, eles acabam demorando mais para secar do que o habitual.

Embalagem: 4 (Boa)

A embalagem é exatamente igual à do shampoo e do condicionador. Porém, o leave-in é menos denso que o condicionador e a embalagem funciona melhor. Não é preciso chocalhar a embalagem se ainda houver uma boa quantidade de produto.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00)

O preço médio é de R$ 30,00*, bem em conta para uma embalagem de 500ml.

Facilidade de encontrar: 2 (Um pouco difícil de encontrar)

O produto pode ser encontrado em lojas de cosméticos e em salões de beleza, mas não é tão fácil de achar.

Algumas lojas virtuais também trabalham com a marca, incluindo a NetFarma, que sempre faz ótimas promoções do produto.

Segurança da composição: 3 (Requer atenção)

Componentes sintéticos a evitar segundo Aubrey Hampton (bioquímico norte-americano):

  • Parfum: As fragrâncias sintéticas utilizadas em produtos cosméticos podem ter cerca de 200 ingredientes. Não existe forma de saber quais são os produtos químicos que as compõem, porque nos rótulos só vêm descritas como “fragrâncias” ou “perfume”. Entre os problemas provocados por estes químicos estão dores de cabeça, tonturas, irritações, hiperpigmentação, tosse forte, vômitos, irritação cutânea – e a lista continua.
  • PEG-12 Dimethicone, PEG-20 Stearate: Idealmente é uma glicerina vegetal combinada com álcool de cereais, sendo ambos naturais. Porém, atualmente não passa de uma combinação de petroquímicos sintéticos utilizados como humidificantes. É conhecido como causador de reações alérgicas, urticária e eczemas. Quando vir PEG (polietileno glicol) ou PPG (polipropileno glicol) num rótulo, tenha cuidado, pois são produtos químicos sintéticos idênticos.

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • Dimethicone: Derivado de silicone.
  • Parfum: Dezenove por cento das crianças com eczema são sensíveis a fragrâncias. Vários outros estudos indicam que os constantes aumentos anuais no número de dermatites está ligado ao aumento do uso de fragrâncias químicas.
    Nota: Phthalates são alérgenos encontrados em certas fragrâncias químicas e esmaltes para unhas – o uso de alguns está restringido a certas quantidades na União Europeia.
  • PEG-12 Dimethicone, PEG-20 Stearate: Componente irritante para a pele (comichão, queimadura, urticária, acne, alergias). É um solvente de fácil absorção, altera a estrutura da pele, permitindo que outros agentes e químicos penetrem mais profundamente, aumentando assim a quantidade que chega à corrente sanguínea.
  • Lanolin Miristate: Um produto derivado da lã de ovelha que tem sido ligado a sensibilidade da pele, devido aos resíduos de pesticidas.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Parfum: perfume.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 4 x 2 = 8
Cheiro: 3 x 2 = 6
Resultados: 4 x 3 = 12
Embalagem: 4 x 0,5 = 2
Preço: 4 x 1 = 4
Facilidade de encontrar: 2 x 0,5 = 2
Segurança da composição: 3 x 1 = 3

Média: 3,7

Média Geral (shampoo + condicionador + leave-in): 3,55

estrela35

Considerações finais:

São produtos com bons resultados e com um ótimo preço, se você não se incomodar com o cheiro de sabão de coco.

Se você gostar do perfume e tiver os cabelos tingidos, pode ser que valha a pena o uso como shampoo diário.

Eu, honestamente, não gostei tanto a ponto de comprar novamente.

E vocês, já usaram esses ou outros produtos Rodrigo Cintra? Contem para gente nos comentários!

Beijocas e até o próximo post.

Fabi.

__________

(*) Médias de preços pesquisadas na data deste post. Podem sofrer alterações.

Testei: Shampoo Açaí (Ikove Organics)

Oi, tudo bem?

post de hoje é com a resenha de mais um produto da Ikove Organics que eu recebi do pessoal da NetFarma e mostrei no Instagram do blog (aqui e aqui).

Hoje vou “falar” sobre o Shampoo Açaí e minha experiência com o produto. 🙂

Shampoo Açaí

Marca: Ikove Organics

Fabricante: Poli Óleos Vegetais Ind. e Com. Ltda.

Descrição: shampoo antioxidante para cabelos normais

Conteúdo: 250ml

O que promete: (Não há informação na embalagem. Texto abaixo retirado do site oficial da marca).

Para cabelos normais. Shampoo certificado orgânico, elaborado com ingredientes naturais. Com açaí, lavandim e lavanda.

Como usar:
Aplicar nos cabelos molhados massageando com movimentos suaves. Deixe agir por alguns minutos e enxágue em seguida.

Cuidados e Precauções: (Não consta informação na embalagem).

Composição: *Aloe Barbadensis Leaf Juice, *Euterpa Oleracea (Açaí) Fruit Extract, Decyl Glucoside, Cocoamidopropyl Betaine, *Malphigia Glabra (Acerola) Fruit Extract, Aqua (Water), Lavandula Angustifolia (Lavender) Extract, Rosmarinus Officinalis Leaf Extract, Viola Odorata Extract, Xantham Gum, Potassium Sorbate, *Cymphogon Martini (Palmarosa) Oil, Lavandula Hybrida (Lavandin) Oil.

* Ingrediente orgânico.

– 99,60% do total dos ingredientes são de origem natural.
– 98,73% do total dos ingredientes vegetais são orgânicos.
– 62,30% do total dos ingredientes são orgânicos.

O teste: Usei normalmente, como qualquer outro shampoo e como informado na embalagem. Não foi usado o condicionador da marca após o uso do shampoo.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 2 (Ruins)

Quase líquido, de coloração marrom e translúcido, achei muito estranha a textura e a aplicação. A espuma não é abundante, por não conter agentes formadores de espuma, o que automaticamente fez com que eu acabasse usando uma quantidade maior de produto para conseguir sentir os meus cabelos realmente limpos. Tive que aplicar o produto três vezes.

Ainda assim, tive dificuldade para fazer com o que a leve espuma chegasse ao couro cabeludo e, ao final, os fios estavam limpos, mas não senti o couro cabeludo limpo da forma que eu gosto. Isso porque tenho o cabelo bem curtinho, o que deveria facilitar nessa questão.

Além disso, ele embaraçou bastante o meu cabelo.

Talvez seja uma questão de costume, mas eu não consegui e adaptar muito bem.

Cheiro: 3 (Regular)

O cheiro é bem característico do açaí e da acerola, também presente na fórmula, levemente ácido e cítrico.

Por não conter perfume, o cheiro não tem muita fixação nos cabelos e praticamente desaparece após a aplicação de um condicionador, máscara ou leave-in. Lembrando que eu não usei o condicionador da marca após o uso do shampoo.

Resultados: 4 (Bons)

Apesar da dificuldade com a aplicação, eu achei o resultado interessante. Meus cabelos ficaram com mais brilho e, após dois dias (período que eu levo para lavar os cabelos novamente), não senti nos fios a “urgência” habitual por uma nova lavagem.

O shampoo testado é para cabelos  normais, e os meus cabelos são tingidos e secos. Fiquei curiosa para saber se eu me adaptaria melhor com um shampoo da marca específico para o meu tipo de cabelo.

Embalagem: 2 (Ruim)

Lembrando: a embalagem que eu recebi é uma miniatura e, embora o formato seja o mesmo da embalagem full-size, comercializada normalmente, pode haver diferenças nas questões que eu vou apontar aqui.

O frasco é plástico, com tampa disc-top e rótulo adesivo.

A embalagem vem com lacre metálico embaixo da tampa plástica, que obviamente deve ser retirado antes do uso.

Eu tive problemas de vazamento do produto com esta embalagem.

Mesmo deixando-a no mesmo lugar, e na posição vertical, com a tampa para cima, houve vazamento do produto no espaço entre a rosca do frasco e a tampa plástica. Acredito que ali se acumulava produto conforme eu virava o frasco para usar o shampoo, e esse produto acumulado ficou escorrendo por baixo da tampa.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00)

O produto custa R$ 35,00*.

Facilidade de encontrar: 4 (Fácil de encontrar)

Com representantes nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Distrito Federal, Paraná e Bahia, e uma lista com 12 lojas virtuais, além da NetFarma, que envia para todo o país, é fácil conseguir produtos da marca.

Os produtos da marca também podem ser adquiridos na loja virtual oficial.

Segurança da composição: 4 (Seguro)

Componentes prejudiciais segundo o Environmental Working Group:

  • Cocoamidopropyl Betaine (Cocamidopropyl Betaine): Sujeito a restrições no uso. Conhecido tóxico do sistema imunitário. Pode conter impurezas prejudiciais, nomeadamente Nitrosaminas, ligadas ao câncer. Pode também causar sensibilidade no contato direto com a pele, com reações alérgicas tanto na pele quanto nos pulmões.

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Lavandula Angustifolia (Lavender) Extract,
  • Lavandula Hybrida (Lavandin) Oil.

Embora sejam componentes naturais, a lavanda é um ingrediente geralmente contra-indicado para pessoas com rosácea.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 2 x 2 = 4
Cheiro: 3 x 2 = 6
Resultados: 4 x 3 = 12
Embalagem: 2 x 0,5 = 2
Preço: 4 x 1 = 4
Facilidade de encontrar: 4 x 0,5 = 2
Segurança da composição: 4 x 1 = 4

Média: 3,4

Avaliação Geral: estrela35

Considerações finais:

Embora tenha sentido muita dificuldade em lidar com a textura do produto e o fato de não fazer tanta espuma na aplicação, ainda pretendo dar mais uma chance aos shampoos da marca, comprando um específico para o meu tipo de cabelo (provavelmente a versão de Abacate e Acerola, específico para cabelos tingidos e danificados).

Quem sabe com um produto mais direcionado para o meu tipo de cabelo, eu não tenha tantos problemas e, com a embalagem full-size, eu veja que ela não vaza como a miniatura.

E vocês, já usaram este ou outro shampoo da marca? Contem para gente nos comentários. 🙂

Beijocas, e até o próximo post.

Fabi.

_________________

(*) Preço pesquisado na data deste post. Pode sofrer alterações.

Próxima Entradas mais recentes

%d blogueiros gostam disto: