Testei: Make B. Mineral Base em Pó (O Boticário)

Olá, meninas, tudo bem?

O post sobre dermatite perioral e rosácea atraiu a visita de muitas meninas com esses problemas ou com pele sensível, como a minha, e eu recebi muitos questionamentos sobre o que usar, o que não usar e a questão que mais incomoda, principalmente as que sofrem com a rosácea, é a maquiagem.

Quando temos pele sensível ou que está passando por um momento de sensibilidade, uma alergia, uma dermatite, ou temos rosácea, não é aconselhado utilizar qualquer tipo de maquiagem, pois os componentes podem piorar o quadro ou causar crises e agravar o problema.

Para todos esses casos, a maquiagem ideal é a mineral, que é livre de talco, parabenos, óleos, ceras, perfume e outros tantos componentes prejudiciais. Infelizmente, é também a mais cara, a mais difícil de encontrar, e a com menos opções no mercado brasileiro.

Importadas temos várias e eu ainda não tive a oportunidade de testar nenhuma das minerais. Dentre as nacionais, eu só usei a d’O Boticário. A Avon também comercializava sua linha de maquiagem mineral aqui no Brasil (no momento fora de catálogo), mas os produtos não eram fabricados aqui e sim importados.

Vamos então falar sobre a base mineral em pó d’O Boticário. 🙂

Make B. Mineral Base em Pó

Marca: O Boticário

Descrição: base mineral em pó solto

Conteúdo: 4,5g

O que promete: A linha Mineral de Make B. apropria-se da natureza explorando ingredientes minerais que não agridem a pele e proporcionam um acabamento impecável.

Feita de minerais puros como argila mineral e a pedra ametista, a Base Mineral possui a aparência de um pó, mas quando aplicada na pele, proporciona uma luminosidade natural deixando a pele radiante. Sua fórmula contém partículas micronizadas que aderem à pele, cobrindo e disfarçando pequenas imperfeições. Possui uma textura ultrafina, toque sedoso e efeito natural.

Mantém a pele livre de oleosidade.

Livre de conservantes, talco, óleos, ceras, fragrância e componentes que possam causar irritações, é ideal para todos os tipos de pele. Contém FPS 15.

Aprovado para uso em peles sensíveis. Não comedogênico.

Modo de usar: Antes de aplicar a Base, utilize o Primer em Pó Mineral para maior durabilidade do produto na pele. Retire a tampa transparente; remova o pincel kabuki do suporte, abra a segunda tampa segurando o puxador; retire o lacre. Feche a segunda tampa e vire o frasco de maneira que o produto se acumule sobre a peneira. Abra novamente a segunda tampa. Passe o kabuki (pincel) sobre a peneira para que absorva o produto. Passe sobre a pele em movimentos circulares até a completa absorção do produto.

Orientações ao consumidor: Descontinue o uso em caso de sensibilização. Mantenha o produto bem fechado e longe do calor excessivo.

O teste: Testei a base em um dia de temperatura amena, por volta de 20°C, com a utilização do Primer em Pó Mineral da mesma marca.

A minha cor é a mais clara, Bege Nude. Quando eu comprei essa base pela primeira vez comprei a Bege Claro e não gostei. Ficou muito alaranjada na minha pele e por mais que eu esfumasse do rosto em direção ao pescoço eu continuava “mascarada”.

Avaliação

Textura, aplicação e rendimento: 4 (Bons)

Eu fiquei em dúvida sobre como avaliar a base nesse quesito porque ela é em pó solto, não compacto, o que exige alguma habilidade e prática para aplicá-la de forma uniforme, sem que você acabe criando de forma indesejada regiões de cobertura muito mais intensa do que outras.

A questão é a seguinte: a minha pele é seca logo, eu invariavelmente aplico um bom hidratante antes da base. Então, quando eu levo ao rosto o pincel com o pó, a tendência é que a maior parte do produto “grude” no hidratante, ficando mais concentrada na região que o pincel encostou primeiro.

Foi quase uma alquimia descobrir a melhor forma de aplicar essa base e acabei chegando à conclusão de que é melhor utilizar um pincel do tipo duo-fiber do que o pincel que já vem na embalagem.

Para quem tem pele oleosa, provavelmente aplicará um produto matificante antes e isso facilitará o trabalho, já que hidratantes matificantes específicos para pele oleosa costumam deixar a pele aveludada e “seca”, ao contrário de hidratantes específicos para peles secas como a minha.

Mesmo com a dificuldade inicial, a textura é boa. Realmente muito fina, o que faz com que na verdade tenha muito mais produto dentro da embalagem do que aparenta ter.

Acabamento e cobertura: 5 (Ótima)

O resultado é uma pele com cobertura média a completa, supernatural e aveludada.

O pincel definitivamente é a melhor ferramenta para esse produto e você pode usar o pincel que já vem com o produto ou o pincel de sua preferência (os duo-fiber ou tipo flat-top – que tem as cerdas retas – são os que eu mais aconselho.

Duração: 4 (Boa)

Fiquei com a base durante seis horas e ela acumulou muito levemente nas linhas que se formas nas laterais da boca ao sorrir apenas após a quinta hora.

Não transfere e não escorre.

Embalagem: 3 (Regular)

Eu não consigo negar que a embalagem seja linda. Mas eu não acho nem um pouco prática.

Vocês podem verificar a saga lá em cima no “Modo de Usar”. Pode ser a melhor embalagem para muitas pessoas, mas eu realmente não gosto muito. Acho que faz sujeira, você tem que ficar toda hora virando a embalagem para pegar mais produto, se fica muito produto acumulado na peneira o pincel acaba pegando uma quantidade grande de uma só vez… enfim…

Eu acho que O Boticário podia pensar em fazer essa base em pó compacto, resolveria a questão da dificuldade para aplicar que as pouco experientes em maquiagem terão e também poderia ser feita em outro tipo de embalagem, como as de pó compacto que a marca já tem.

Preço: 3 (entre R$ 40,01 e R$ 65,00)

O produto custa R$ 55,99(*) na loja virtual da marca.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento:
****
Acabamento e cobertura:
*****
Duração: ****
Embalagem: ***
Preço: ***

Média: 3,8

Avaliação Geral:

Vocês já usaram essa base d’O Boticário? Contem pra gente nos comentários. 🙂

Beijinhos e até o próximo post.

_________________

(*) Preço pesquisado na data deste post. Pode sofrer alterações.

Esmalte: Uva (Colorama)

Olá, meninas, tudo bem?

O esmalte das unhas da semana é o Uva, da Colorama. Esse esmalte está na minha coleção faz tempo e eu nunca tinha usado. Se não fosse por uma coisa que eu queria testar, também, ele provavelmente continuaria na caixa esperando por mim (risos).

Mas… acontece que essa semana chegou um pacote gigante de compras na Vivo Maquiada e junto com ele um kit completinho com todas as cores de pelúcia para as unhas que a Juliana está vendendo na loja.

Eu já usei pelúcia nas unhas aqui, lembram? Mas eu havia comprado o pó de flocagem em outro lugar. Eu sei que tem gente que acha legal e tem gente que odeia, mas eu achei divertidíssimo a primeira vez que eu fiz e sabia que ia acabar repetindo a bagunça.

Algumas cores do kit da Vivo Maquiada são metálicas e eu cismei que queria uma delas. Bati o olho na pelúcia ‘uva metálico’, lembrei do esmalte uva e decidi assim. Primeiro foi a cor da pelúcia e depois a cor do esmalte. 😉

Update 28.12.2012: No momento você encontra dois kits (com cores diferentes) à venda na Vivo Maquiada. Clique aqui para ver as cores e escolher o seu. Cada kit vem com 10 cores e custa R$ 45,00(*).

Primeiro vou mostrar pra vocês o kit de pelúcia para as unhas.

O kit tem 26 cores e é quase impossível não ficar indecisa entre pelo menos meia dúzia delas antes de se decidir. Cada potinho vem com 1g, suficiente para fazer mais de 10 unhas de comprimento médio. Só uma dica: se suas unhas forem muuuito compridas, como geralmente as minhas ficam, eu acho que um potinho só não dá pra fazer as unhas se você optar por cobrir todas as unhas por completo. As minhas não estão super compridas, eu resolvi cortá-las semana passada, e também não quis cobrir todas as unhas de pelúcia. Então foi bem tranquilo e sobrou mais da metade do potinho da cor que eu escolhi.

Enfim… obviamente eu primeiro pintei as unhas com duas camadas do Uva, da Colorama, por cima da Base Preparadora da Cor Colorama.

Depois, fiz unha filha única no dedo anular (cobri toda a unha com pelúcia) e francesinhas nos outros dedos. Usei o adesivo guia de francesinha que também compro na Vivo Maquiada e já mencionei várias vezes aqui no blog. O passo-a-passo é o mesmo que eu usei aqui.

Eu já seeei que tem gente que não gosta… tem até um blog que fala mal de outros blogs e a responsável por ele cansou de mostrar unhas de blogueiras com pelúcia dizendo que parece fungo… mas não importa. Eu corro o risco pela diversão.

Notei que esse pó do kit da Ju é mais fininho, deu um acabamento mais delicado, consequentemente mais bonito, do que a outra que eu já tinha comprado.

Essa cor é uma das metálicas mas na foto foi muito difícil conseguir pegar o brilho dos fios. Então tirei uma foto com as unhas ao sol e ficou um pouco melhor.

Mas quando eu olho para as minhas unhas ‘ao vivo’ aqui e olho no monitor é injusto. É só ao vivo e conforme você mexe os dedos que o brilho aparece.

Para quem gosta da ideia dos pelinhos de pelúcia nas unhas, a Vivo Maquiada tem dois kits com cores diferentes disponíveis. Cada um custa R$ 45,00(*) e você pode ver as cores e comprar o seu clicando aqui.

Eu indico para vocês a Vivo Maquiada porque é uma loja de confiança, da qual sou cliente há bastante tempo, e posso garantir que vocês vão receber todos os produtos direitinho. Mas existem muitos outros vendedores no Mercado Livre vendendo kits para unhas de pelúcia e você pode dar uma olhada em todos os anúncios clicando aqui.

Os adesivos guia de francesinha você encontra aqui.

E se você gostou do Uva, da Colorama, pode clicar aqui para fazer uma pesquisa de preços e comprar o seu na loja virtual de sua preferência.

Espero que tenham gostado. Eu me diverti um bocado fazendo essa nail art.

Beijinhos a todas, um ótimo fim de semana e até semana que vem. 🙂

_________________

(*)  Preço pesquisado na data desse post. Pode sofrer alterações.

Esmalte: Nariz de Palhaço

Oi, meninas, tudo bem?

E chegou a sexta! Dia de unhas da semana. 🙂

Unhas vermelhas não são o meu forte. Eu acho incrivelmente lindas nas outras mulheres, mas quando passo esmaltes dessa cor em mim não consigo me adaptar muito bem. Não sei porque. Gosto de alguns poucos tons mais fechados, quase vinho, mas vermelho vermeeeeelho mesmo, não gosto.

Dia desses eu me dei conta que o único esmalte realmente vermelho que eu tenho é o Salto Alto, da Colorama, que eu nem comprei… vi nas unhas de uma antiga colega de trabalho, achei a cor linda, comentei isso com ela, e acabei ganhando um frasquinho da cor. Sabem quando eu usei? Nunca… (risos).

Enfim… resolvi arriscar alguma coisa nesse tom e comprei o Nariz de Palhaço, da Coleção Respeitável Público, da Colorama.

A cor é muito bonita. Foi muito fácil de passar e, contrariando a maior parte dos esmaltes vermelhos da Terra, foi muito fácil de limpar os excessos. Mas ele tem um fundo laranja que não me agrada muito. Não sei explicar. É um tom meio telha.

Querem ver como ficou?

Conseguem ver um fundinho laranja depois do vermelho? Não é uma cor feia, mas nas minhas mãos me incomoda um pouco. Um monte de gente falou que está linda e tudo mais, mas eu fico um pouco incomodada mesmo.

Gostou da cor? Clique aqui para fazer uma pesquisa de preços e comprar o seu.

Aí na foto tem uma camada do fixador de esmaltes da Avon (que vocês já viram em todos os últimos posts de unhas) e duas camadas do Nariz de Palhaço. Não está com topcoat nenhum, o brilho dele é esse mesmo.

Por que eu não passei topcoat? Porque eu queria mostrar uma novidade… não é tão novidade assim, já está aparecendo há algum tempo, mas eu aposto que muitas de vocês ainda não conhecem e eu nunca tinha usado.

Unhas de pelúcia! Você usa pó de pelúcia (também pode ser chamado de pó de flocagem) nas unhas, por cima de um esmalte de base, que pode ou não ser da mesma cor que a pelúcia que você for usar.

Inclusive tem quatro potinhos desse pó em cores neon no prêmio do Sorteio em parceria com a Stock Multimídia. Não viu ainda? Clique aqui para ler as regras e participar.

Eu comprei um kit com 16 cores com um vendedor do Mercado Livre. O nome dele é Aldo, e você pode comprar com ele nesse anúncio aqui. 🙂 Ainda vem um potinho de mini bolinhas em cores mistas para fazer caviar nails.

E para quem gosta de nail art, aliás, ele está com um anúncio de um kit gigante (com todas as cores de pelúcia, todas as cores de bolinhas para caviar nails, plaquinha para carimbo e adesivos 3D para as unhas). Clique aqui para conferir.

Atualizando a informação… o Aldo agora vende um kit com 30 cores de pelúcia mais bolinhas para fazer caviar nails e ainda tem 3 brindes de quebra. Você pode dar uma olhada nos produtos e comprar o seu clicando aqui.

E então, eu queria o Nariz de Palhaço com uma “inglesinha” de pelúcia (ou “francesinha”, como vocês quiserem… eu prefiro “francesinha”, mas direto vem gente me corrigir dizendo que só é “francesinha” se o esmalte for branco e blá blá blá… risos).

E comecei a ‘saga’. É uma verdadeira arte mas… é a nail art mais divertida que eu já fiz (e olha que eu tenho hábito de fazer várias dessas técnicas meio malucas).

Tirei algumas fotos do processo (pelas quais eu peço desculpas, ficaram um pouco desfocadas. Eu estou sem a minha câmera digital essa semana, estou usando a da minha mãe, mas é daquelas que você olha no visor e está tudo lindo, quando você passa pro computador foco é o de menos, sabem?).

Dica: Usem uma folha de sulfite em cima de onde vocês forem fazer o processo todo. Assim, o pó que for caindo você pode devolver pro potinho quando terminar, e usar da próxima vez. 😉

  1. Primeiro, eu colei os adesivos de francesinha que eu comprei com a Ju, da Vivo Maquiada (clique aqui para comprar o seu). Reparem que o modelo que usei é o meio curvadinho no centro.
  2. Depois, apliquei uma camada generosa de top coat na parte da unha onde a gente pintaria de branco em uma ‘francesinha’ comum. Nessa hora, o ideal é evitar ao máximo deixar o top coat encostar na pele, porque limpar a pelúcia depois faz bagunça (acreditem, eu precisei fazer isso e foi meio complicado). Também é importante aplicar bastante top coat, para que cole bastante pelinho e o acabamento fique mais bonito. IMPORTANTE: Tem que fazer uma unha por vez! Ou seja, passe top coat em uma unha, e passe pros passos número 3 e 4. Depois, passe top coat em outra unha, e faça o mesmo.
  3. Mergulhe toda a unha no potinho de pelúcia. Vá com fé e com vontade! (risos) Pressione bem a unha contra o pó de pelúcia, gire levemente o dedo, para que toda a superfície com top coat fique com pelúcia aderida. Não tenha medo, pode pressionar mesmo.
  4. Tire o dedo do potinho e, com os dedos da outra mão (óbvio… hahahaha) pressione toda a pelúcia sobre a unha. De novo, não tenha medo. Não vai estragar, só vai fazer com os pelinhos grudem bem no top coat e deixe um acabamento perfeito.
  5. Depois de uns 10 minutos, quando estiver bem sequinho, você pode tirar os adesivos.
  6. Limpe os excessos da pelúcia com um pincel de maquiagem (eu usei um do tipo kabuki, que tem as cerdas mais curtas e durinhas, assim tirou todo o excesso fácil).
  7. Se for necessário, limpe em torno da unha com um palito com algodão e acetona ou removedor de esmaltes, como a gente limpa os esmaltes mesmo.

E pronto!

Não se preocupem com água (banho, lavar as mãos etc)… pode fazer tudo tranquilamente, contanto que já esteja bem sequinho. Único cuidado extra é se vocês usarem uma pelúcia muito clarinha e depois ficar mexendo em coisa empoeirada e coisas assim. Pode sujar a pelúcia.

Se vocês estiverem mexendo com algodão seco depois, vocês vão ver que eles grudam na pelúcia de um jeito incrível (risos). Não se preocupe… é só lavar com água que sai.

Abaixo tem fotos de como ficou. A primeira é antes de tirar os excessos com removedor. A segunda é depois de tudo limpinho.

E depois disso tudo, como as ‘freguesas’ do blog estão cansadas de saber, nail art pouca pra mim é bobagem. Vamos colar strass! 😀

E pronto!

Gostaram? Eu sinceramente não achava que ia ficar bom nem que o processo fosse tão divertido. Mas valeu a pena. Para as meninas mais pacientes, aconselho muito!

Updating (11.Julho.2012): Meninas… a pelúcia dura o tempo que durar o seu esmalte nas unhas. A parte que lascar, obviamente, a pelúcia vai junto. A única coisa que eu notei foi que ela vai ficando mais ‘amassadinha’, não tão ‘fofa’ quanto nos primeiros dias. É como um bichinho de pelúcia que vai ficando velhinho mesmo.

Mais um detalhe… esse esmalte, diferente de outros esmaltes vermelhos da Colorama, manchou as minhas unhas, mesmo com o uso da base primeiro. Não foi nada absurdo, mas… estão um pouquinho manchadas. 😦

Beijinhos a todas e um ótimo fim de semana! 😉

Maquiagem: 14) Pincéis – Pós Faciais

Olá, meninas, tudo bem?

Hoje vamos continuar a falar sobre os pincéis de maquiagem, desta vez sobre os pincéis para os pós (faciais e compactos). Eu ia fazer este post falando dos pincéis para pós e para blush, mas achei que ficou muito extenso, e por isso estou separando. Assim, o próximo post será sobre os pincéis para blush, certo? 🙂

Se levarmos em consideração os pincéis mais ‘básicos’, a única diferença entre o pincel para pó e o pincel para blush é o tamanho (o pincel para pó é maior). Ultimamente, porém, a gama dos pincéis tem aumentado e existem mais de um tipo de pincel para cada um desses produtos.

Basicamente, os pincéis arredondados são mais indicados para a aplicação do pó facial solto, e os pincéis flat-top são mais indicados para a aplicação do pó compacto. Mas isso não é regra e você pode tentar usar das duas formas, e conferir qual dá o melhor resultado na sua maquiagem.

Prada

Pincel Base e Pó Compacto Prada: R$ 11,90 (*). Aconselhado para aplicação de base e de pó compacto. Ele é super macio e é do tipo ‘flat-top’ (a parte que vai no rosto é reta, não arredondada), o que o torna ótimo para dar um ‘polimento’ na base enquanto você aplica o pó. Como ele tem a parte superior reta, tem um formato mais prático para aplicação do pó compacto, mas também pode ser usado para aplicar o pó facial solto. O diâmetro dele não é muito grande. De forma que, na minha opinião, ele seria mais indicado para aplicação de base do que de pó.

Pincel Pó Facial Prada: R$ 9,90 (*). É feito de cerdas naturais e, assim como os outros pincéis da marca, é bastante macio e não solta pelos durante o uso. Você também pode usar esse pincel para retirar o excesso de produtos quando terminar a maquiagem, caso não tenha o pincel leque, específico para esse fim (falaremos sobre ele mais tarde).

Avon

Pincel para Pó Avon: R$ 32,00 (*). Esse pincel é macio como os outros da Avon. O cabo é longo e anatômico, tem muitas cerdas e elas são bem longas, o que ajuda a distribuir melhor o pó no rosto. A Avon só tem esse tipo de pincel para pó, ao menos por enquanto. Então, você pode usá-lo para passar o pó facial solto ou o pó compacto. Se utilizar esse tipo de pincel arredondado para o o pó compacto, lembre-se sempre de retirar o excesso de produto do pincel antes de aplicá-lo no rosto. Como o pó compacto é mais denso que o pó facial solto, e o pincel arredondado pega bastante produto em suas cerdas, você acabará criando uma camada muito grossa de pó compacto, o que deixará a aparência pesada.

O Boticário

O Boticário tem dois tipos de pincel para pó. O primeiro é o arredondado, e o segundo é o duo-fiber, flat-top, que também serve para aplicação de base e que já vimos no post sobre os pincéis de base.

Pincel Pó Facial O Boticário: R$ 35,90. Cerdas suaves e arredondadas, super macias. Esse pincel é muito gostoso para aplicar pó facial solto ou compacto.

Pincel Base e Pó O Boticário: R$ 34,90 (*), para o Estado de São Paulo. Como já falamos no post sobre pincéis para  base, é duo-fiber, tem a escova espessa e circular, tipo flat-top, e é ideal para uma aplicação mais descontraída e leve de bases, pós faciais e compactos e iluminadores. Cria uma textura suave e dá cor ao rosto com efeito natural.

Natura

A Natura tem apenas um pincel para aplicação de pó, com o formato arredondado.

Pincel para Pó Natura Una: R$ 45,00 (*), para o Estado de São Paulo. O pincel é super macio, tem bastante cerdas, o que garante uma aplicação uniforme e suave, deixando a pele aveludada e evitando excessos. Embora seja um pincel muito gostoso de usar, eu acho que o preço é um tanto quanto salgado, assim como outros produtos da Natura. Mais uma vez, acho que é mais uma questão de apreço à marca. Se você gostar muito dos produtos Natura, invista em um pincel deste, com certeza você irá adorar. Agora, se você não tem preferência por marca, não vejo necessidade de investir neste pincel especificamente.

Os meus preferidos: Pincel Pó Facial e Pincel Base/Pó Duo Fiber, ambos d’O Boticário.

_______________

(*) Preços pesquisados na data desse post. Podem sofrer alterações.

Maquiagem: 5) Pó – Para tirar o brilho

Olá, meninas…

Mais uma vez, vamos dar continuidade aos posts sobre maquiagem. Hoje falando sobre o pó facial.

A função do pó é completar o trabalho da base, uniformizando a cor da pele, dando um acabamento final e proporcionando uma tez aveludada e uniforme à pele. E mais: ele também ajuda a “enxugar” o excesso de oleosidade. Lembre-se de que a oleosidade dificulta a fixação dos produtos, fazendo a maquiagem escorrer.

Passe o pincel pelo produto e, depois, dê uma batidinha no dorso da mão, para retirar o excesso de pó das cerdas. Só então aplique em todos o rosto, e também no pescoço.

“Ao ver a cobertura uniforme e saudável que a base e o corretivo dão à pele, o primeiro impulso em frente do espelho é dispensar o pó, imaginando que ‘um aspecto empoeirado’ vai apagar tudo. Na verdade, ocorre o oposto. É justamente o pó que vai fixar as camadas anteriores, controlar o excesso de brilho e prolongar a vida da maquiagem.”

Duda Molinos

Tipos de pó

  • Pó compacto: ideal para controlar o excesso de brilho e para retocar a maquiagem;
  • Pó solto: ideal para peles mais oleosas, pois absorve o excesso de oleosidade, e para “empoar” com pincel todo o rosto;
  • Pó translúcido: oferecem uma cobertura suave e transparente, podem ser encontrados compactos ou soltos;
  • Pó opaco: indicado para quem tem a pele com poros vem visíveis;
  • Pó brilhante: para reforçar o brilho da pele, não é utilizado para corrigir imperfeições;
  • Pó bronzeador: como o próprio nome diz, tem o intuito de “bronzear” a pele, obviamente é um efeito temporário e, alguns deles dão um efeito muito artificial, o ideal é testar antes de utilizá-lo.

O tipo de pincel você escolhe com qual se adapta melhor. Normalmente (não regra), o pincel arredondado é melhor para aplicar o pó solto e o duo-fiber melhor para o pó compacto. O pó compacto, se usado para retoque, também pode ser usado com a esponjinha que geralmente acompanham as embalagens.

Maquiagem: 4) Blush – Um toque de saúde

Olá, meninas, tudo bem? Vamos continuar nossa série sobre maquiagem falando sobre o blush.

Na hora de aplicar o blush, algumas dicas são essenciais.

Primeiro, use um pincel redondo e largo para aplicá-lo.

Comece a aplicação a partir do meio das maçãs do rosto.

Passe o pincel (de leve) na testa, junto à raiz do cabelo, na linha do maxilar e no queixo. Isso garante um resultado mais natural.

Para deixar a cor da pele uniforme, alguns profissionais costumam finalizar a maquiagem com uma pincelada de blush em todo o rosto. Mas atenção: não se esqueça de retirar o excesso de produto do pincel, antes de proceder dessa maneira.

Não exagere. O blush não deve ficar “marcado”. Sua função é apenas realçar o colorido natural da pele.

“Rubor nas faces. Pudor, vergonha, excitação ou simplesmente atestado de saúde e bem-estar. Tantas são as maneiras de interpretar um rosto adulto que ganhou colorido nas maçãs, quase imitando a criança afogueada brincando na rua. Na década de 30, o círculo explícito do rouge marcava as bochechas, quase sempre de carmim ao vermelho puro. Mas com o passar dos anos, o blush ganhou tonalidades da pele humana e virou um poderoso instrumento de correção dos contornos e volumes do rosto na mão de profissionais.”

Duda Molinos

Tipos

  • Blush em pó: vai bem para todo mundo, pois a pele trabalhada (base, corretivo, pó) favorece a fixação do blush. Da variedade de texturas, a gama de beges e marrons opacos protagonizam a correção de volumes e contornos;
  • Blush cremoso: dá uma aparência de pele bem hidratada. Cuidado para não esfregar e apagar, caso tenha feito a pele antes;
  • Blush líquido: mais raro, fica bem em uma pele virgem, que não exigiu nenhum lastro de correção. Direto no rosto, dá um efeito natural, graças à transparência da cor sobre a pele.

Cores e efeitos

Há inúmeras cores de blush disponíveis no mercado e a forma que você dá ao traço pode ajudar a modificar o formato de seu rosto.

Quanto às cores, podemos resumir da seguinte forma:

  • Tons de coral: Fica bem em todos os tipos de pele;
  • Tons de rosa: Fica bem em morenas e loiras;
  • Tons de vermelho e vinho: Fica bem em pele negra;
  • Tons de laranja: Fica bem na pele oliva, como a das orientais;
  • Tons de marrom: Geralmente são usados para ‘correções’ do rosto.

Mas, se você é bem clarinha e gosta de blush vinho, use. Se você é oriental e gosta de um blush vermelho, use da mesma forma. O importante é criar uma harmonia. Essas dicas são mais úteis para quem está começando a se maquiar, para evitar cair em um erro que deixe o resultado da maquiagem muito artificial.

No geral, os melhores pincéis são os arredondados, como o pincel d’O Boticário. Se você já tiver experiência com maquiagem e quiser fazer correções, o pincel com corte chanfrado, como o da Natura, já é mais adequado.

Quanto à forma de aplicar, alguns maquiadores cismam em criar ‘regras’: “Se você tem o rosto redondo deve aplicar do jeito x para que ele pareça mais fino”. Não é assim. Se você tem o rosto redondo e gosta dele dessa forma, você não é obrigada a aplicar o blush de uma forma que faça seu rosto parecer mais fino. Essas dicas servem para quem se incomoda um pouco com o formato de seu rosto e quer uma ajuda para modificá-lo suavemente.

Muito mais interessante do que tentar modificar é valorizar o formato de seu rosto. Quanto mais você tentar ‘modificá-lo’, mais artifical sua maquiagem vai parecer. Fica algo forçado e feio.

Basicamente, se você subir o traço em direção às têmporas, vai deixar seu rosto mais “fino”. Um traço horizontal, ou seja, na altura das orelhas, alarga o rosto. Veja o que é melhor para o seu caso.

Não quero entrar em detalhes neste post pois é um assunto extenso e mais interessante para quem já tem experiência em maquiagem. Acho que é conteúdo para um post mais adiante, bem específico e mais detalhado.

Maquiagem: 2) Base – Acerte o tom

A base deve ser no tom exato da sua pele. Só assim você consegue uma cor uniforme e, ao mesmo tempo, natural. Uma base muito escura deixa sua fisionomia muito pesada. Se for muito clara, o resultado final será um rosto ‘mascarado’. Mesmo que você puxe a base para o pescoço, haverá um grande contraste entre o rosto e pescoço e as partes do corpo que não foram maquiadas.

Coloque um pouquinho de base nos pontos-chave, ou seja, testa, nariz, maçãs do rosto, queixo e  pescoço. Não se esqueça de aplicar também um pouquinho do produto nas pálpebras e nos lábios (ajuda a fixar a sombra e o batom).

Na hora de espalhar, dê batidinhas no rosto com uma esponja levemente umedecida.

Se preferir trabalhar com pincéis, lembrem-se que os tipo duo fiber (mais ‘fofinhos’) oferecem uma cobertura mais suave e, portanto, mais natural, cobrindo menos imperfeições. Já os pincéis de base ‘achatados’, cujas cerdas ficam mais juntas umas das outras, oferecem uma cobertura mais densa, cobrindo mais imperfeições.

Obviamente, o tipo de base escolhido também influenciará no tipo de cobertura (leve, média ou pesada).

“A base ajuda a fazer o lastro da sua maquiagem, além de dar uma tonalidade mais uniforme para a pele. Pois há regiões mais escuras do rosto – ao redor dos olhos, da boca – que, ao ganharem luminosidade, proporcionam à pele uma aparência de bem tratada. Escolha conforme o seu tipo de pele e a necessidade que você tem de cobrir imperfeições. Peles boas pedem cobertura fina de bases transparentes ou luminosas (ou nenhuma pele). Já as peles mais complicadas exigem uma camada eficaz que disfarce imperfeições como cicatrizes, espinhas ou manchas. Neste caso, a base opaca é melhor.”

Duda Molinos

Tipos de base

  • Base Líquida: é a mais transparente delas, sendo assim, é a que garante um resultado mais natural;
  • Base Cremosa: tem uma melhor cobertura, porém, não é indicada para as peles mais oleosas;
  • Base + Pó: mais conhecida como Duo Base ou Duocake, dá o toque de praticidade que reúno o duplo efeito de uma base líquida mais pó compacto. O efeito está entre as bases líquida e cremosa e o Pancake;
  • Pancake: pode ser considerado uma “base em pó”. Dissolvido em água, dá uma cobertura total, portanto, mais pesada. Sendo assim, acentua e destaca ainda mais rugas e linhas de expressão.

%d blogueiros gostam disto: