Testei: Óleo de Andiroba (Força da Terra)

Oi, pessoal, tudo bem?

Desde que foi criado o grupo Dermatite Perioral no Facebook, muitos integrantes, incluindo pessoas com rosácea, comentam sobre dois óleos naturais que ajudaram com a sensibilidade da pele: o óleo de copaíba e o óleo de andiroba.

Como minha é sensível e fica irritada com frequência, eu optei por experimentar esses óleos como produtos alternativos no cuidado da pele.

Eu já contei aqui como foi minha experiência com o uso do óleo de copaíba e hoje vou contar como foi com o uso do óleo de andiroba da marca Força da Terra.

Antes, quero explicar o que leva as pessoas a usarem a Andiroba como um tratamento natural para problemas de pele como dermatite e rosácea. Segundo as tradições populares, a andiroba atua como repelente de insetos. Auxilia no tratamento de artrite, artrose, reumatismo, fadiga muscular, hematomas, micoses, acnes, cortes, picadas de insetos, furúnculos, machucados e inflamações em geral. Seu uso pode ser interno ou externo. Como a dermatite e a rosácea são processos inflamatórios da pele, as pessoas acreditam que esse óleo pode auxiliar no tratamento.

Lembrem-se: As informações acima são baseadas em publicações e conhecimento popular. Sendo assim, qualquer utilização destes para fins medicinais e dermatológicos deverá ter indicação e acompanhamento médico. Em caso de efeitos adversos suspensa imediatamente o uso.

Isso posto, vamos ao que interessa? 🙂

Óleo de Andiroba

Marca: Força da Terra

Fabricante: Benessere Comércio Produtos Naturais Ltda.

Descrição: óleo de andiroba

Conteúdo: 30ml

O que promete: (Não há informação na embalagem. Informações abaixo retiradas do site oficial da marca.)

Atua como repelente de insetos. Auxilia no tratamento de artrite, artrose, reumatismo, fadiga muscular, hematomas, micoses, acnes, cortes, picadas de insetos, furúnculos, machucados e inflamações em geral. Uso interno e externo.

As informações acima são baseadas em publicações e conhecimento popular. Sendo assim, qualquer utilização destes para fins medicinais e dermatológicos deverá ter indicação e acompanhamento médico. Em caso de efeitos adversos suspensa imediatamente o uso.

Como usar: (Não contém informações na embalagem.)

Precauções: (Não contém informações na embalagem.)

Composição: Carapa Guaianensis Seed Oil.

O teste: Apliquei diariamente sobre a pele limpa e seca, massageando levemente com movimentos circulares, uma vez por dia.

Avaliação

Textura, Aplicação e Rendimento: 3 (Regulares)

É um óleo denso, que tende a solidificar quanto mais baixa a temperatura em que for armazenado.

No entanto, mesmo se você mantiver em temperatura ambiente e estiver por volta de 30ºC, ele ainda terá “pelotes” solidificados. Para aplicar sem esse inconveniente, é preciso aquecer o produto em banho maria.

O rendimento é bom e aplicação pode ser feita diretamente com as pontas dos dedos, com disco de algodão ou cotonete.

Cheiro: 1 (Péssimo)

Por ser um produto 100% natural, obviamente não tem perfume. O problema é que o óleo de andiroba tem um cheiro bem desagradável, de coisa estragada, e o cheiro fica bem evidente na pele até que você lave o rosto.

Resultados: 4 (Bons)

Achei que ele tem um bom efeito hidratante, evitando o ressecamento e a descamação da pele. Também “amolece” a pele que já tenha começado a descamar, facilitando a retirada dessa pele morta com uma esfoliação feita com uma toalha úmida após deixar o óleo agindo na pele por uma ou duas horas.

A pele fica bem sedosa e macia mas é preciso deixar o produto agir durante um período de 6 a 8 horas (e aguentar o cheiro desagradável) e então lavar o rosto.

Embalagem: 2 (Ruim)

A embalagem é um frasco de vidro, com gotejador e tampa de rosca.

O frasco de vidro impede que você aperte a embalagem e o gotejador não funciona de forma correta, sendo preciso chocalhar a embalagem com força para que o óleo saia. Mais espirra do que goteja, o que acaba gerando desperdício e fazendo sujeira.

A impressão do rótulo descasca com o uso, apagando todas as informações sobre o produto (que já são poucas no rótulo).

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00)

O preço sugerido pela marca é de R$ 17,90*.

Facilidade de encontrar: 3 (Relativamente fácil de encontrar)

Eu encontro o produto à venda em apenas uma loja virtual, que é a Natue. Loja de produtos naturais que eu tenho o hábito de comprar há bastante tempo.

Agora, a Força da Terra também tem sua loja virtual própria, o que deixou o processo de compra um pouquinho mais fácil.

Segurança da composição: 4 (Seguro)

(O que é isso?)

Composição: Carapa Guaianensis Seed Oil.

Legenda indicativa do nível de toxicidade de cada componente, segundo o Environmental Working Group:

  • Verde-Claro e Verde-Escuro: de 0 a 2, nível baixo
    (0 = verde-claro, 1 a 2 = verde-escuro)
  • Laranja: de 3 a 6, nível médio;
  • Vermelho e Vinho: de 7 a 10, nível alto
    (7 a 8 = vermelho, 9 a 10 = vinho)

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Não há componentes prejudiciais para esses casos.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 3 x 2 = 6
Cheiro: 1 x 2 = 2
Resultados: 4 x 3 = 9
Embalagem: 2 x 0,5 = 1
Preço: 4 x 1 = 4
Facilidade de encontrar: 3 x 0,5 = 1,5
Segurança da composição: 4 x 1 = 4

Média: 2,75

Avaliação Geral: estrela25

Considerações finais:

Apesar de ter gostado do efeito hidratante do óleo de andiroba, não observei maiores vantagens que justifiquem aguentar o cheiro desagradável do produto. Não notei uma melhora na vermelhidão ou inflamação da pele, tão pouco uma melhora na sensibilidade da minha pele, salvo realmente o fato de hidratar, já que a pele ressecada tende a ficar ainda mais irritada.

Se você gostaria de testar esse produto natural na sua pele, lembre-se que mesmo produtos naturais podem causar reações alérgicas e outros tipos de problemas. Use com cautela e, de preferência, consulte um médico antes de usar o produto.

E você, já usou o óleo de andiroba (dessa ou outra marca) para algum fim? Conte para a gente, nos comentários, para que foi e quais foram os resultados. 🙂

Beijocas e até o próximo post.

Fabi.


(*) Média de preço pesquisada na data deste post. Pode sofrer alterações.

Testei: Óleo de Copaíba (Força da Terra)

Oi, pessoal, tudo bem?

Desde que foi criado o grupo Dermatite Perioral no Facebook por uma das leitoras do meu blog, muitos integrantes, incluindo pessoas com rosácea, comentam sobre dois óleos naturais que ajudaram com a sensibilidade da pele: o óleo de copaíba e o óleo de andiroba.

Como minha é sensível e fica irritada com frequência, eu optei por experimentar esses óleos como produtos alternativos no cuidado da pele.

post de hoje é para contar para vocês como foi a minha experiência com o uso do óleo de copaíba. O produto que eu comprei é da marca Força da Terra.

Antes, quero explicar o que leva as pessoas a usarem a Copaíba como um tratamento natural para problemas de pele como dermatite e rosácea. A copaíba é um cicatrizante natural. O que se divulga, baseado no conhecimento popular, é que ela pode auxiliar no tratamento de bronquite, afecções das vias respiratórias, feridas, ulcerações na pele, acne, cortes, infecções urinárias e gastrite e seu uso pode ser interno e externo.

Isso posto, vamos ao que interessa? 🙂

Óleo de Copaíba

Marca: Força da Terra

Fabricante: Benessere Comércio Produtos Naturais Ltda.

Descrição: óleo de copaíba

Conteúdo: 30ml

O que promete: (Não há informação na embalagem. Informações abaixo retiradas do site oficial da marca.)

Cicatrizante natural. Auxilia no tratamento de bronquite, afecções das vias respiratórias, feridas, ulcerações na pele, acne, cortes, infecções urinárias e gastrite. Uso interno e externo.

As informações acima são baseadas em publicações e conhecimento popular. Sendo assim, qualquer utilização destes para fins medicinais e dermatológicos deverá ter indicação e acompanhamento médico. Em caso de efeitos adversos suspensa imediatamente o uso.

Como usar: (Não contém informações na embalagem.)

Precauções: (Não contém informações na embalagem.)

Composição: Balsam Copaiba Resin.

O teste: Apliquei diariamente sobre a pele limpa e seca, massageando levemente com movimentos circulares, uma vez por dia.

Avaliação

Textura, Aplicação e Rendimento: 2 (Ruins)

É um óleo leve e fácil de ser aplicado. Espalha facilmente e rende bastante.

A aplicação é muito simples, podendo ser feita com discos de algodão, diretamente com as pontas dos dedos e as mãos ou com aponta do cotonete, caso deseje aplicar apenas em alguns pontos.

O problema é que, após secar, ele deixa a pele muito grudenta, como se estivesse com cola. Você encosta a ponta do dedo e, ao afastar o dedo do rosto, a pele acompanha o dedo. É extremamente desagradável se você for cumprimentar alguém, por exemplo.

Cheiro: 1 (Péssimo)

Por ser um produto 100% natural, obviamente não tem perfume. O problema é que o óleo de copaíba tem um cheiro bem desagradável, ácido e forte, que fica bem perceptível e permanece na pele até que você lave o rosto.

Resultados: 3 (Regulares)

Nas primeiras semanas de uso eu até notei uma pequena melhora na irritação da pele mas depois da segunda semana não fez mais resultado algum.

Achei útil apenas para aplicar sobre eventuais espinhas mas, mesmo assim, não é um produto milagroso. Pode ser um auxiliar para quem prefere optar por tratamentos e produtos naturais mas não é a solução definitiva.

Embalagem: 2 (Ruim)

A embalagem é um frasco de vidro, com gotejador e tampa de rosca.

O frasco de vidro impede que você aperte a embalagem e o gotejador não funciona de forma correta, sendo preciso chocalhar a embalagem com força para que o óleo saia. Mais espirra do que goteja, o que acaba gerando desperdício e fazendo sujeira.

A impressão do rótulo descasca com o uso, apagando todas as informações sobre o produto.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00)

O preço sugerido pela marca é de R$ 27,90*.

Facilidade de encontrar: 3 (Relativamente fácil de encontrar)

Eu encontro o produto à venda em apenas uma loja virtual, que é a Natue, Loja de produtos naturais que eu tenho o hábito de comprar há bastante tempo.

Agora, a Força da Terra também tem sua loja virtual própria, o que deixou o processo de compra um pouquinho mais fácil.

Segurança da composição: 4 (Seguro)

(O que é isso?)

Composição: Balsam Copaiba Resin.

Legenda indicativa do nível de toxicidade de cada componente, segundo o Environmental Working Group:

  • Verde-Claro e Verde-Escuro: de 0 a 2, nível baixo
    (0 = verde-claro, 1 a 2 = verde-escuro)
  • Laranja: de 3 a 6, nível médio;
  • Vermelho e Vinho: de 7 a 10, nível alto
    (7 a 8 = vermelho, 9 a 10 = vinho)

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Não há componentes prejudiciais para esses casos.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 2 x 2 = 4
Cheiro: 1 x 2 = 2
Resultados: 3 x 3 = 9
Embalagem: 2 x 0,5 = 1
Preço: 4 x 1 = 4
Facilidade de encontrar: 3 x 0,5 = 1,5
Segurança da composição: 4 x 1 = 4

Média: 2,55

Avaliação Geral: estrela25

Considerações finais:

Eu, particularmente, não vi muitas vantagens em usar o óleo de copaíba para o tratamento da pele do rosto, salvo o fato de ser um produto 100% natural. Infelizmente, o cheiro do produto é praticamente insuportável e a pele grudenta é bem difícil de tolerar, não compensando, na minha opinião, os poucos benefícios que vi em minha pele.

Se você gostaria de testar esse produto natural na sua pele, lembre-se que mesmo produtos naturais podem causar reações alérgicas e outros tipos de problemas. Use com cautela e, de preferência, consulte um médico antes de usar o produto.

E você, já usou o óleo de copaíba (dessa ou outra marca) para algum fim? Conte para a gente, nos comentários, para que foi e quais foram os resultados. 🙂

Beijocas e até o próximo post.

Fabi.


(*) Média de preço pesquisada na data deste post. Pode sofrer alterações.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: