Testei: Mega Impact Avon

Olá, meninas, tudo bem?

Hoje eu vim dar a minha opinião sobre um produto da Avon recém-lançado no mercado brasileiro (no exterior esse produto já existe faz tempo, e você pode ver algumas gurus do make-up no You Tube usando). Trata-se do lápis Mega Impact.

Quando vi o lápis no catálogo de uma ou duas campanhas atrás, quase tive um colapso nervoso. Na hora lembrei de vídeos do You Tube que eu adoro e percebia que o lápis era bem macio e super pigmentado.

Tratei logo de encomendá-lo na Sabele (onde sempre compro produtos da Avon e da Natura) e testei.

O que eu achei? Bem… de fato eles são super macios e mega pigmentados. Mas, no quesito duração, eles decepcionam quando usados na linha d’água, na linha interna dos cílios. Se você utilizá-los na pele, na pálpebra superior ou inferior, a duração é incrível. Eles deslizam maravilhosamente bem, e em alguns segundos estão sequinhos e duram uma eternidade. Pra tirar, só com demaquilante bom e muito ‘esfrega-esfrega’ (risos).

Já na linha interna, nos meus olhos, depois de uma hora ou duas, eles ‘craquelam’ e conforme você pisca eles começam a se ‘desfazer’ e ficam depositados na pálpebra inferior. Parece rímel seco quando já passou da validade. Fica horrível! O que me deixou decepcionada porque eu adoro um lápis bem preto na linha interna dos olhos. Mas pesquisando em outros blogs não vi a mesma reclamação. Daí eu tenho duas hipóteses: ou nenhuma delas usou o lápis por um período mais longo, ou os meus ‘zoinhos’ não se deram muito bem com eles mesmo. Triste. 😦

No momento, aqui no Brasil, eles estão comercializando em três cores: azul, nude e preto (nessa ordem, de cima para baixo, na foto ao lado). Pela numeração que tem no corpo do lápis, dá pra desconfiar que a gama de cores na ‘gringa’ é bem maior. Quem sabe a Avon não se anima para trazer as outras cores, não é? O azul é muito bonito, quase um azul petróleo mais fechado. O nude é um rosinha meio cintilante que para mim fica um nude bem discreto e deve ficar lindo em contraste com a pele negra. O preto é preto, não é, meninas? Preto igual a asa da graúna. 🙂

Avon Mega Impact

Marca: Avon.

Descrição: Lápis delineador para os olhos.

Indicação: Não há informações sobre ser ou não hipoalergênico.

Conservação: Evite calor excessivo. Acondicionar ao abrigo da luz solar direta. Mantenha a embalagem bem fechada e fora do alcance de crianças.

O que promete: Com fórmula em gel, é fácil de aplicar, macio, ótima fixação e longa duração.

Conteúdo da Embalagem: 1,2 g.

Preço: R$ 19,00 (*)

Avaliação: 

Perde uma estrelinha por não ter uma boa durabilidade na linha interna dos olhos.

E vocês? Já usaram esse produto? O que acharam?

_______________

(*) Preço pesquisado no catálogo Avon vigente na data desse post. Pode sofrer alterações conforme a campanha vigente em sua cidade.

Maquiagem: 15) Pincéis – Blush e Contorno

Olá, meninas, tudo bem?

Finalmente vamos continuar com os nossos posts sobre os tipo de pincéis de maquiagem e suas formas de uso.

Os pincéis de blush podem ser utilizados para colorir e contornar o rosto.

Em sua maioria, são muito parecidos com os pincéis de pó: tem o mesmo formato, mas são menores. Porém, há também mais dois tipos de pincéis de blush, que são mais indicados para contornar o rosto. Um deles, infelizmente, não encontrei em nenhuma marca nacional até o momento. Falarei dele apenas a título de curiosidade, visto que o importado é caro e difícil de encontrar por aqui.

Vamos lá…

Prada

Pincel de Blush Prada: R$ 7,50 (*). Tem o cabo longo, o que facilita o manuseio. As cerdas são naturais, feitas com pêlo de cabra, garantindo maciez e acabamento perfeito.

Pincel de Base/Sombra Côncavo Grande: R$ 9,00 (*). Já falamos desse pincel, aqui. Mas, não custa repetir, principalmente porque agora estou indicando para outro uso. Esse pincel, segundo a Prada, é para sombra cremosa. Mas na minha opinião ele é enorme para sombra, é maior do que os olhos e acho difícil aplicar sombra com esse pincel. Como eu disse lá no outro post, eu achei ele espetacular para aplicar base. A cobertura e acabamento são perfeitos, e esse formato meio ‘diagonal’ das fibras facilita muito a aplicação da base em volta dos olhos, e no contorno do nariz. Esse formato também ajuda para aplicar blush para contornar o rosto. Não é 100% ideal, porque ele não é um pincel muito fofo, arredondado. É mais ‘chato’ no início das cerdas. Mas, com um pouco de prática, ele se mostrou um bom aliado também para o contorno.

Avon

Pincel para Blush Avon: R$ 19,00 (*).  Também tem o cabo longo e anatômico, facilitando o manuseio. Como todas as outras linhas de pincéis, o pincel de blush tem menos cerdas que o pincel para pó, para permitir que você aplique o blush apenas nas áreas desejadas, criando diferentes efeitos. A Avon aconselha o mesmo pincel para o contorno do rosto. Com prática, é possível. Se você é iniciante, vai sentir dificuldade em usar esse pincel para contorno, pois ele é bem fofinho e você corre o risco de espalhar muito produto em todo o rosto, ao invés de demarcar onde quer contornar. Uma dica é segurar o pincel pelas próprias cerdas, logo acima do começo do cabo, de forma a ‘juntar’ mais as pontas, diminuindo o diâmetro das cerdas.

O Boticário

Pincel Blush O Boticário: R$ 29,90 (*). Usado para aplicação de blush, para sombrear, destacar e iluminar o rosto. Indicado para aplicação nas bochechas, também pode ser usado para harmonizar o formato do rosto, aplicando tons escuros onde se deseja esconder e disfarçar, e tons claros para aumentar e realçar pontos fortes do rosto, ou seja, serve para aplicar o blush e também para contornar o rosto. As cerdas são suaves e possuem uma forma cheia e arredondada. Para as iniciantes, vale a mesma dica que dei para contornar com o pincel da Avon. Segure no começo do cabo, junto às cerdas, pegando uma parte delas. Assim, você vai ‘diminuir’ o diâmetro do pincel, pois as cerdas vão ficar mais juntinhas, e você conseguirá mais definição na aplicação do blush para contornar.

Natura

Natura Una Pincel para Blush: R$ 39,80 (*). Com mais cerdas, alta maciez e formato chanfrado, garante maior transferência dos produtos para a pele e potencializa o resultado final da maquiagem. Esse formato de pincel é o mais (gente… fugiu a palavra, socorro! risos)… ele é o mais ‘multi-uso’, pronto. O que eu quero dizer é que você vai conseguir, só com ele, aplicar blush para colorir as maçãs do rosto e também contornar com mais facilidade do que os outros. É super macio, e apesar do preço mais alto em relação aos outros, acho que vale cada centavo do investimento. É o meu preferido e estou pensando seriamente em ter mais um igual, assim posso reservar um para o blush e outro para contorno (ajuda, já que as cores de contorno são mais escuras e influenciam no cor do blush, e lavar o pincel e usar em seguida é impossível, principalmente nesse frio, quando os pincéis demoram mais para secar).

‘E o tal pincel importado?’ vocês vão me perguntar. Vamos a ele.

Sigma

Marca ‘queridinha’ de várias meninas que fazem tutoriais de maquiagem no You Tube, a Sigma Beauty é uma marca importada, com preços interessantes para quem mora no exterior, mas que chegam aqui a preços salgados (quando chegam). Dá para encontrar alguns vendedores no Mercado Livre, com sorte, mas custará caro. Se tiver cartão internacional, ou PayPal, você pode comprar diretamente com eles (mas ainda tem de pagar o frete e esperar de 30 a 45 dias, às vezes mais). Caso se interesse, acesse o site da Sigma, clicando aqui. O site está em inglês, certo?

A Sigma fabrica dois pincéis específicos para contorno do rosto, cujo formato nenhuma empresa brasileira até agora se arriscou a fazer.

Tapered Face – F25: $ 19,00. Pincel de base arredondada e topo pontudo, o que facilita a aplicação de blush para contornar o rosto. A ponta ‘pega’ o produto e, conforme você passa o pincel no rosto, as outras cerdas esfumam a cor.

Tapered Highlighter – F35: $ 16,00. Ele tem o mesmo formato do F25, porém é menor. A Sigma indica para aplicação de pó iluminador, que faz parte do contorno do rosto, mas ele também pode ser utilizado para blush.

Além desses, também há o pincel comum de cerdas arredondadas, para aplicação de blush. Não vou falar dele aqui porque ele tem exatamente o mesmo formato dos pincéis para blush nacionais e, como eu disse no início dessa série de posts sobre os pincéis de maquiagem, eu pretendo me atar apenas aos nacionais, mais acessíveis a todas, principalmente para quem está começando.

Já vi algumas meninas usando esses pincéis, parece realmente facilitar o trabalho de contorno do rosto, e até tenho curiosidade em adquirir um desses. Porém, o número de vezes em que eu realmente faço o contorno do rosto é tão pequena que não acho que justifique o gasto com o pincel. Vejam bem, essa é a minha opinião apenas, porque eu faço o contorno do rosto muito raramente e, quando quero fazer, o pincel para blush da Natura cumpre bem o seu papel. Mas, para quem quiser investir em um kit de pincéis super completo e tiver condições de adquirir um desses, estou divulgando para que vocês tenham conhecimento da existência deles.

O meu preferido: Natura Una Pincel para Blush, da Natura.

É isso, meninas. Quaisquer dúvidas, vocês sabem, é só perguntar nos comentários, certo? 🙂

O próximo post da série deverá ser sobre pincéis para os olhos (sombras e delineador). Aguardem.

_______________

(*) Preços pesquisados na data desse post. Podem sofrer alterações.

Maquiagem: 14) Pincéis – Pós Faciais

Olá, meninas, tudo bem?

Hoje vamos continuar a falar sobre os pincéis de maquiagem, desta vez sobre os pincéis para os pós (faciais e compactos). Eu ia fazer este post falando dos pincéis para pós e para blush, mas achei que ficou muito extenso, e por isso estou separando. Assim, o próximo post será sobre os pincéis para blush, certo? 🙂

Se levarmos em consideração os pincéis mais ‘básicos’, a única diferença entre o pincel para pó e o pincel para blush é o tamanho (o pincel para pó é maior). Ultimamente, porém, a gama dos pincéis tem aumentado e existem mais de um tipo de pincel para cada um desses produtos.

Basicamente, os pincéis arredondados são mais indicados para a aplicação do pó facial solto, e os pincéis flat-top são mais indicados para a aplicação do pó compacto. Mas isso não é regra e você pode tentar usar das duas formas, e conferir qual dá o melhor resultado na sua maquiagem.

Prada

Pincel Base e Pó Compacto Prada: R$ 11,90 (*). Aconselhado para aplicação de base e de pó compacto. Ele é super macio e é do tipo ‘flat-top’ (a parte que vai no rosto é reta, não arredondada), o que o torna ótimo para dar um ‘polimento’ na base enquanto você aplica o pó. Como ele tem a parte superior reta, tem um formato mais prático para aplicação do pó compacto, mas também pode ser usado para aplicar o pó facial solto. O diâmetro dele não é muito grande. De forma que, na minha opinião, ele seria mais indicado para aplicação de base do que de pó.

Pincel Pó Facial Prada: R$ 9,90 (*). É feito de cerdas naturais e, assim como os outros pincéis da marca, é bastante macio e não solta pelos durante o uso. Você também pode usar esse pincel para retirar o excesso de produtos quando terminar a maquiagem, caso não tenha o pincel leque, específico para esse fim (falaremos sobre ele mais tarde).

Avon

Pincel para Pó Avon: R$ 32,00 (*). Esse pincel é macio como os outros da Avon. O cabo é longo e anatômico, tem muitas cerdas e elas são bem longas, o que ajuda a distribuir melhor o pó no rosto. A Avon só tem esse tipo de pincel para pó, ao menos por enquanto. Então, você pode usá-lo para passar o pó facial solto ou o pó compacto. Se utilizar esse tipo de pincel arredondado para o o pó compacto, lembre-se sempre de retirar o excesso de produto do pincel antes de aplicá-lo no rosto. Como o pó compacto é mais denso que o pó facial solto, e o pincel arredondado pega bastante produto em suas cerdas, você acabará criando uma camada muito grossa de pó compacto, o que deixará a aparência pesada.

O Boticário

O Boticário tem dois tipos de pincel para pó. O primeiro é o arredondado, e o segundo é o duo-fiber, flat-top, que também serve para aplicação de base e que já vimos no post sobre os pincéis de base.

Pincel Pó Facial O Boticário: R$ 35,90. Cerdas suaves e arredondadas, super macias. Esse pincel é muito gostoso para aplicar pó facial solto ou compacto.

Pincel Base e Pó O Boticário: R$ 34,90 (*), para o Estado de São Paulo. Como já falamos no post sobre pincéis para  base, é duo-fiber, tem a escova espessa e circular, tipo flat-top, e é ideal para uma aplicação mais descontraída e leve de bases, pós faciais e compactos e iluminadores. Cria uma textura suave e dá cor ao rosto com efeito natural.

Natura

A Natura tem apenas um pincel para aplicação de pó, com o formato arredondado.

Pincel para Pó Natura Una: R$ 45,00 (*), para o Estado de São Paulo. O pincel é super macio, tem bastante cerdas, o que garante uma aplicação uniforme e suave, deixando a pele aveludada e evitando excessos. Embora seja um pincel muito gostoso de usar, eu acho que o preço é um tanto quanto salgado, assim como outros produtos da Natura. Mais uma vez, acho que é mais uma questão de apreço à marca. Se você gostar muito dos produtos Natura, invista em um pincel deste, com certeza você irá adorar. Agora, se você não tem preferência por marca, não vejo necessidade de investir neste pincel especificamente.

Os meus preferidos: Pincel Pó Facial e Pincel Base/Pó Duo Fiber, ambos d’O Boticário.

_______________

(*) Preços pesquisados na data desse post. Podem sofrer alterações.

Maquiagem: 13) Pincéis – Base e Corretivo

Olá, meninas, tudo  bem?

Continuando os posts sobre noções básicas de maquiagem, vou falar dos pincéis específicos para cada uso, começando com os pincéis de base e corretivo (depois pós e blushes; sombras; e batons – se eu estiver esquecendo de algo, me avisem, por favor :)).

São muitos os pincéis de maquiagem e os fabricantes não param de ‘inventar’ novos pincéis com novos usos e novas formas de usar, por isso, tentarei fazer o mais detalhado possível, mas pode ser que, daqui algum tempo, este post fique um pouco desatualizado, certo?

Primeiramente, podemos falar dos tipos de fibras:

  • Naturais: são feitas de pelo de animais, na maior parte das vezes de cabra, mas também podem ser feitos de pelo de lontra, texugo, esquilo ou pôneis. Quanto mais macio o pelo de que são feitos, mais caro o pincel. Os mais duros são os feitos a partir das crinas de pôneis, os mais macios são feitos de pelo de lontra.  São os preferidos de muitas meninas, por serem ‘mais macios’. Custam mais caro do que os sintéticos e eu, honestamente, acho que hoje em dia os sintéticos estão tão macios quanto os naturais e eu não acho tão necessário um pincel feito de pelo de animal. São mais densos e, portanto, mais difíceis de limpar e secar. Algumas pessoas mais sensíveis podem apresentar alergia a esses pincéis, dependendo de qual pelo de animal foi utilizado em sua confecção;
  • Sintéticos: são fabricados industrialmente, à base de fibras sintéticas como o nylon ou taklon (são as mais macias, pois são elaboradas de forma que a textura seja a mais próxima possível de uma fibra natural). Esses pincéis tem as cerdas lisas, e não absorvem os produtos. Há muitas marcas (nacionais e importadas) com pincéis sintéticos tão ou até mais macios que os de fibra natural;
  • Duo-fiber: são confeccionados com dois tipos de fibras diferentes. A maior parte deles tem um tipo de fibra natural e outro tipo de fibra sintética, mas isso não é regra. Existem duo-fibers com dois tipos de fibra sintéticas, cada um com uma maciez diferente, o que dá o mesmo resultado. Trazem um acabamento mais perfeito e dão um efeito mais natural. Normalmente são mais caros que os pincéis comuns e, ao contrário do que muitas meninas pensam, os duo-fiber não servem apenas para o rosto. Algumas fabricantes já estão fazendo duo-fiber para os olhos. Tomem cuidado com os pincéis cujas fibras são ‘tingidas’ de forma que deem a impressão de um pincel duo-fiber (que geralmente tem duas ou mais cores nas fibras dos pincéis). Nem todo pincel cuja fibra tem mais de uma cor é um duo-fiber. Veremos exemplos mais para frente.

Agora vamos falar dos tipos de pincéis propriamente ditos.

Eu não vou falar dos pincéis importados porque não tenho nenhum. Acho totalmente desnecessário gastar uma fortuna em pincéis da Mac, por exemplo, visto que temos pincéis nacionais tão bons quanto. De qualquer forma, se você fizer questão de produtos importados, a maior parte das usuárias de maquiagem que eu conheço dizem que os melhores pincéis de maquiagem importados são os da Mac, Coastal Scents e Sigma. Você pode encontrar os pincéis da Mac diretamente nas lojas, e também com algumas blogueiras que importam e revendem (assim como os da Coastal Scents e Sigma).

Vamos falar dos mais acessíveis: Prada, Natura, Avon e Boticário. A maior parte desses pincéis são de fibra sintética, quando forem de fibras naturais, mencionarem na descrição.

Prada

Se você está realmente começando, ou até se já tem experiência, sabe se maquiar, mas não quer gastar ‘rios de dinheiro’ em pincéis, eu aconselho os pincéis da Prada. Você vai conseguir montar um kit bem completo, gastando relativamente pouco. E pode comprar primeiro os pincéis que vai utilizar mais e depois ir ampliando o seu arsenal.

Já vi muitas reclamações sobre os pincéis dele, inclusive algumas meninas dizendo que eles tem um cheiro ruim. Eu sinceramente não consigo perceber onde está esse cheiro. (Ao contrário dos pincéis Pupa, cuja madeira do cabo tem um cheiro tão forte que eles passam para a fibra e, mesmo depois de muita lavagem, simplesmente se recusa a deixar o pincel). As fibras são super macias, não soltam, dão um acabamento muito bom, e o único ‘problema’ deles é que, depois de algumas lavagens, tendem a descolar a parte cinza (que junta as fibras) do cabo. O que você resolve fácil com uma cola para bijouteria ou Super Bonder, e pronto. Eu também achei legal que os pincéis vem com uma ‘capinha’ de plástico resistente e molinho, que encaixa perfeitamente nos pincéis e, além de proteger as fibras, impede que os pincéis usados sujem o estojo ou outros pincéis.

Tenho vários deles, comprei a maior parte na Laffayette (se você for de São Paulo também encontra nas lojas especializadas no bairro da Liberdade), e simplesmente adoro.

Os pincéis da Prada não são duo-fiber, embora pareçam. As fibras são apenas tingidas com mais de uma cor.

Se quiser conhecer todos os pincéis deles, acesse o site da empresa responsável, a Belliz.

Pincel Base e Pó Compacto Prada: R$ 9,00 (*). Aconselhado para aplicação de base e de pó compacto. Ele é super macio e é do tipo ‘flat-top’ (a parte que vai no rosto é reta, não arredondada), o que o torna ótimo para dar um ‘polimento’ que a base já estiver seca na pele. Esse formato também é ótimo para uma cobertura mais natural, ideal para o dia-a-dia.

Pincel Base e Corretivo Prada: R$ 11,90 (*). Aconselhado para aplicação de base e de corretivo. Igualmente macio. O formato arredondado facilita a aplicação do corretivo principalmente na região das olheiras. Esse pincel para base garante uma aplicação mais densa da base, com melhor cobertura, mais indicada para dias de festa ou para uma pele que precisa de uma correção maior.

Pincel Sombra/Base Côncavo Grande Prada: R$ 9,00 (*). Esse pincel, segundo a Prada, é para sombra cremosa. Mas na minha opinião ele é enorme para sombra, é maior do que os olhos e acho difícil aplicar sombra com esse pincel. Porém, eu achei ele espetacular para aplicar base. A cobertura e acabamento são perfeitos, e esse formato meio ‘diagonal’ das fibras facilita muito a aplicação da base em volta dos olhos, e no contorno do nariz.

Avon

A Avon recentemente resolveu se engajar na venda de pincéis para maquiagem. Por enquanto, não são muitas as opções e eles tem apenas um tipo de pincel para base, que também serve para aplicação de corretivo.

Pincel para Base Avon: R$ 19,00 (*). Confeccionado com cerdas naturais, macias e anatômicas, espalha a base de maneira uniforme. Também dá pra usar para aplicar corretivo, pois também tem o formato arredondado que facilita a aplicação na região das olheiras. Conforme dito anteriormente neste post, os pincéis de cerdas naturais são mais difíceis de limpar. No caso deste pincel da Avon não é diferente, mas não é nenhum bicho de sete cabeças. Eu uso esse pincel também para espalhar o Magix da Avon (que é um produto do tipo primer, ou seja, serve para fixar melhor a maquiagem no rosto, além de reduzir poros e pequenas linhas de expressão). O resultado fica ótimo.

O Boticário

O Boticário tem uma linha de pincéis de maquiagem muito bonita, embora o preço relativamente alto atrapalhe um pouco quem queira montar um kit completo. Nada exorbitante, mas para a maior parte dos ‘pobres mortais’, comprar todos de uma vez pode pesar um pouquinho no bolso.

Para a aplicação de base há dois pincéis, ambos super macios, especialmente o para base e pó, que é do tipo duo-fiber.

Pincel Base O Boticário: R$ 36,90 (*), para o Estado de São Paulo. Cerdas grandes e retas. Possibilitam uma ótima retenção do produto e excelente espalhamento, proporcionando uma aplicação uniforme com um acabamento aveludado à pele. Não é duo-fiber, as fibras são apenas tingidas de duas cores diferentes. Esse tipo de pincel é o que dá uma cobertura mais pesada à pele. O corte reto, quadrado, das fibras não colabora muito para aplicação de corretivo, a não ser que você tenha bastante prática na aplicação.

Pincel Base e Pó O Boticário: R$ 34,90 (*), para o Estado de São Paulo. Para aplicar base e pó. É duo-fiber, tem a escova espessa e circular, tipo flat-top, e é ideal para uma aplicação mais descontraída e leve de bases, pós faciais e compactos e iluminadores. Cria uma textura suave e dá cor ao rosto com efeito natural.

Natura

A Natura, assim como a Avon, também tem uma pequena linha de pincéis para maquiagem. Infelizmente, também só tem um tipo de pincel para base, e o preço é ainda mais alto que os valores dos pincéis d’O Boticário.

Pincel para Base Líquida Natura: R$ 39,80 (*), para o Estado de São Paulo. Não é duo-fiber, as cerdas são super macias, e o pincel é muito bonito. Como tem o formato arredondado, é ótimo também para aplicação de corretivo. Algumas meninas consideram esse pincel superior ao da Avon e ao d’O Boticário. Eu sinceramente não vejo essa diferença. Acho que os pincéis das outras marcas estão tão bons quanto os pincéis da Natura. Creio que seja uma questão apenas mesmo de gosto, e de costume, e de apreço à marca.

Meus preferidos: Pincel Sombra/Base Côncavo Grande, da Prada, e Pincel Base/Pó Duo Fiber, O Boticário, para bases. Para corretivo, o Pincel para Base da Avon.

No próximo post, falaremos sobre os pincéis específicos para pós faciais, compactos e blushes.

Quaisquer dúvidas, perguntem nos comentários.

Beijinhos a todas.

_______________

(*) Preços pesquisados na data desse post. Podem sofrer alterações.

Maquiagem: 12) Acessórios

Para (quase) finalizar os posts com as noções básicas sobre maquiagem, vou falar um pouquinho dos acessórios que usamos para fazer uma maquiagem impecável.

Os pincéis fazem parte desse ‘arsenal’, mas como existem muitos, com diversas finalidades, eu preferi separá-los para fazer um post mais completo, apenas sobre pincéis, na semana que vem. Será um post (ou uma sequência de posts, ainda não decidi) um pouco extenso, e tentarei explicar sobre os tipos de pincéis com mais detalhes e com várias fotos de pincéis de diferentes marcas e preços.

Por enquanto, vamos falar dos outros acessórios.

Apontador

Imprescindível para manter seus lápis (principalmente os para o contorno dos lábios e dos olhos) sempre com a ponta regular.

O curinga é do tipo “dois em um”: serve para lápis de boca e de olho. Pena que muitas marcas saem do padrão e exigem apontador próprio para seus produtos.

Se for possível, sempre teste antes de comprar.

Para os lápis com espessura comum, não é necessário ser um apontador específico de maquiagem. Qualquer apontador de lápis comum serve. Para testar, você pode inclusive usar um lápis comum também, para não gastar o seu lápis de maquiagem. Escolha aquele que seja o mais macio possível, ao girar o lápis. Aqueles apontadores que ‘engasgam’ quando você gira o lápis dentro deles não servem.

Hastes Flexíveis e Algodão

Tanto as hastes flexíveis (mais conhecidas como ‘Cotonete’, devido à marca mais vendida), quanto as bolinhas ou discos de algodão podem ser usados para esfumar o blush e a sombra, fazer pequenas correções e também remover a maquiagem no final do dia.

Também servem pra remover o delineador quando ele não foi aplicado da maneira certa, corrigir o contorno dos lábios, retirar o excesso de rímel, aquele batom que foi além do contorno, o excesso de pó nos sulcos do nariz, e consertar outros errinhos cometidos durante a maquiagem.

A Prada tem uma caixinha de hastes flexíveis especiais para maquiagem (veja na foto ao lado). De um lado eles tem uma ponta bem fininha, do outro lado são ‘achatadinhos’, como se fosse um pincel de sombra daqueles com esponjinha. É meio difícil de encontrar esses cotonetes aqui em São Paulo, mesmo online. Se não estiver enganada, vi na Sumirê quando passei por lá, mas não tenho certeza. Acabei encontrando online na Laffayette (de Curitiba) essa semana, e até comprei uma caixinha pra mim. Paguei R$ 7,90. A embalagem vem com 80 unidades, mudou um pouquinho e agora as hastes são branquinhas, ao invés do rosa da foto.

Esponjas

Redondas ou triangulares, de espuma ou de látex, elas são necessárias para aplicar a base, pancake ou pó.

Reserve uma para base ou pancake e outra exclusivamente para o pó.

Pinças

Um artefato que vale a pena passar por teste, antes de parar distraidamente na sua sobrancelha e destruir o traçado. Da próxima vez que alguém for viajar para outro hemisférios, encomende uma ótima pinça. Você vai ver que estava usando um quebra-galhos.

Eu, particularmente, recomendo a pinça da Mac. Não sou fanática por marcas estrangeiras e prefiro sempre comprar produtos nacionais, até porque são mais em conta. Mas a pinça da Mac é uma coisa enlouquecedora. Tem a ponta em diagonal, arranca até o pelinho mais curto e difícil de sair, não fere a pele, e dura muito tempo com a mesma ‘pegada’, se você cuidar direitinho. Atenção para não deixá-la cair no chão. Se a ponta bater em um piso duro (que não seja carpete, ou um tapete, por exemplo), vai amassar e não vai mais funcionar da mesma forma. Único inconveniente é o preço, salgado. Última vez que eu comprei, em Dezembro de 2010, paguei R$ 152,00 (diretamente na loja aqui em São Paulo. Se você tiver algum contato que possa enviar ou trazer para você do exterior, o preço é bem mais em conta).

Curvex

Uma engenhoca utilizada para deixar os cílios mais curvados.

Assim como a história da ordem da base e do corretivo (o que aplicar primeiro e o que aplicar depois), há controvérsias sobre usar o curvex antes ou depois da aplicação do rímel. Hoje em dia, a maior parte dos maquiadores dizem que ele deve ser usado antes do rímel, pois se for utilizado depois pode ‘guilhotinar’ os fios.

Duda Molinos, no entanto, um dos melhores (se não O melhor, na minha opinião) maquiadores do mundo, diz em seu livro que ele deve ser usado depois da aplicação do rímel.

Eu já utilizei das duas formas, meus cílios nunca foram ‘guilhotinados’ por causa disso, mas eu ainda prefiro usar o curvex antes do rímel. Depois dele, a impressão que dá é que a borrachinha do aparelho ‘gruda’ todos os cílios onde ela encostar e a aparência fica meio estranha.

Portanto, escolha a melhor forma para você. E se for aplicar o rímel e usar o curvex depois, saiba que, segundo o que se lê por aí, existe o risco de ‘guilhotinar’ os seus cílios.

Antes ou depois do rímel, você deve encaixá-lo nos olhos e, segurando firme, fechar com cuidado, no máximo uns 15 segundos. Ou então (forma que eu uso e vejo mais resultado), apertar um pouquinho e soltar várias vezes. Se seus cílios forem bem longos, você pode ir ‘caminhando’ com o curvex conforme faz isso. Ou seja, coloca o curvex bem próximo à raiz dos cílios, aperta um pouquinho o curvex, abre o curvex, desce um pouquinho para o meio dos cílios, aperta de novo, solta o curvex, vai até mais próximo das pontas, aperta de novo. ‘Pel’amor de Deus’ não me vão segurar o curvex e puxar ele em direção às pontas com ele fechado, hein? Vocês vão arrancar os cílios dessa forma!

Mantenha sempre limpo e verifique se a borracha está no lugar certo, para não correr o risco de guilhotinar os cílios.

Os de plástico são descartáveis, os de metal duram mais e hoje há até os térmicos, que funcionam à pilha e esquentam levemente a borrachinha do aparelho, a fim de intensificar o efeito.

Já testei vários desses térmicos. O único que realmente funciona (ou seja, faz diferença) é o da Panasonic.

Dos comuns, já usei vários. Dos mais fáceis de encontrar e mais baratos, o Prada é o melhor, na minha opinião.

Depois de um tempo, finalmente investi em um Shu Uemura, e abandonei o da Prada.

E ainda… depois de ver centenas de vídeos da Júlia Petit, onde ela usava sempre o mesmo curvex (até ele quebrar, hoje ela usa outro), eu cacei durante meses o tal, até que encontrei na Drogaria Onofre. É o curvex da Basicare (na foto ao lado), com cabo ergonômico. Não custa caro (R$ 17,00 na Drogaria Onofre online – preço sem o frete *) e, sério, é MELHOR que o Shu Uemura (que na brincadeira custa pelo  menos R$ 60,00, no Mercado Livre).

É isso, meninas.

Espero que tenham gostado do post. Se tiverem dúvidas, não hesitem em perguntar. Terei prazer em responder.

Beijinhos a todas e uma ótima semana.

_______________

(*) Preços consultados na data desse post. Podem sofrer alterações.

Maquiagem: 11) O brilho do gloss

Esta ilustração é de minha autoria e está protegida por direitos autorais.

O gloss é versátil, pode ser aplicado sozinho ou por cima do batom.

Transparentes ou coloridos, deixam a aparência de uma boca umedecida, plastificada.

Há versões profissionais que vão muito além dos antigos brilhos com sabor de chicletes. A cobertura transparente possibilita uma utilização combinada com outras texturas de batons.

Você encontrará o gloss em diversos tipos de embalagem. Existem aplicadores com pincel, com esponjinha, do tipo roll-on, em bastão, em creme (para aplicar com os dedos ou com a ajuda de um pincel)… tem para todos os gostos. Encontre aquela com a qual você se adapta melhor e seja mais prática no seu dia-a-dia.

Maquiagem: 10) Batom – O toque final

Vamos continuar nossos posts sobre noções básicas de maquiagem falando sobre batom.

Aplicar o batom de maneira correta também ajudará não só a fazer uma maquiagem impecável, mas também aumentará a sua durabilidade.

Cubra os lábios cuidadosamente com o batom. Use um pincel chato e estreito para fazer isso. Assim, o produto é aplicado de maneira uniforme e o resultado fica muito melhor.

Em seguida, pressione um pedaço de lenço de papel absorvente contra os lábios para retirar o excesso.

Depois, dê uma pincelada de pó.

Para completar, aplique o batom mais uma vez.

A cor do batom deve casar com a do blush, de preferência. Casar não significa ser da mesma cor, e sim combinar. Se o blush for marrom, você pode usar um batom vermelho, laranja ou acobreado. Por outro lado, se você usar um blush rosa, essas cores não são as mais indicadas.

Também vale passar um pouquinho de brilho no meio dos lábios inferiores, para deixar a boca mais “cheia”. Se você já tem os lábios grandes, evite esse truque.

“Imagino que se uma mulher tiver de escolher um objeto do seu estojo de maquigem para levar para uma ilhar deserta, certamente será o batom, que, às vezes, ela usa sem mais nada no rosto e sem ter sequer se arrumado direito. Funciona como a dose de segurança necessária para botar a cara na rua. A sedução fica no ar. E ninguém se atreve a negar o poder de uma boca bem pintada”.

Duda Molinos

Tipos de batom

  • Batom cremoso: apesar da variedade de formas — lápis, caneta, rool on, gel… Os de bastão são os mais comuns e fáceis de passar e carregar. Evite camadas em excesso, pois o contato com a saliva tende a formar buracos no centro da boca, e o movimento natural dos lábios vai desfazer os contornos muito antes do que você deseja;
  • Batom opaco: tem maior poder de fixação; adequado para correção de contornos;
  • Batom de ultrafixação: quanto mais sólido e seco, maior a possibilidade de demarcar bem os contornos. Em contrapartida, o retoque tem de ser mais constante, pois a rigidez do pó + saliva tendem a fazer rachaduras na textura do batom;
  • Batom líquido transparente: efeito ultranatural para uma boca sem contorno e que não tenha recebido nenhuma camada prévia de cosmético.

Maquiagem: 9) Contorno dos lábios

Olá, meninas, tudo bem?

Vamos a um post bem rápido hoje, para dar continuação às noções básicas sobre maquiagem, falando sobre contorno dos lábios.

Se você quer aumentar a durabilidade do seu batom, os lápis para contorno dos lábios podem ajudar, e muito.

Primeiro, aplique uma leve camada de base nos lábios. Isso ajuda a fixar o lápis e o batom, evitando que eles “escorram”.

Se você tem os lábios finos, faça o contorno pelo lado de fora (eles vão ganhar volume). Já o traço pelo lado de dentro deixa lábios grossos mais delicados.

O contorno não deve ficar muito marcado. Depois de fazê-lo, use um pincel para esfumar o traço em direção ao centro da boca.

Procure usar o tom mais próximo possível ao do batom. Se não for possível, use o tom mais próximo à cor da sua boca.

Há alguns anos, usava-se o contorno ligeiramente mais escuro do que o batom. Hoje em dia, a maioria dos maquiadores abominam a ideia. Eu ainda gosto. Contanto que você esfume muito bem a transição da cor do contorno para a cor do preenchimento e eles não sejam muito diferentes (dois tons de rosa, um clarinho no preenchimento e outro meio queimado no contorno, por exemplo), acho que fica lindo para uma maquiagem à noite. Assim sendo, se você gostar do efeito, esqueça as ‘convenções’ e use.

Em casos de emergência, o lápis também pode substituir o batom. Depois do contorno, faça pequenos traços verticais nos lábios superiores e inferiores. Depois, use o pincel para esfumar tudo.

Maquiagem: 8) Delineador – Para ocasiões especiais

Continuando os posts com as noções básicas sobre maquiagem, chegou a vez dos delineadores.

À noite, você pode usar delineador ou lápis, mas o primeiro dá um toque de glamour que vai muito bem em festas, jantares e outro eventos.

Para aplicá-lo, use o “truque do espelho” que mencionei no post sobre lápis para olhos (clique aqui para ler) e faça dois traços, exatamente do mesmo jeito.

Quanto mais você inclinar o pincel, mais espesso fica o traço. Assim, se quiser um risco bem fininho, use o pincel na vertical.

“Foram os povos do deserto, na antiguidade, os primeiros a usar um risco preto na linha interna dos cílios como forma de proteção à forte incidência dos raios solares. E também como artifício de beleza e sedução. Os egípcios, por exemplo, desenvolveram o kohl – uma tinta negra semelhante ao delineador de hoje – para acentuar seus amendoados olhos de gatos, como vemos nas pinturas, nas paredes dos templos e pirâmides. Cleópatra 7ª foi autora de um manual de beleza. Embora os originais tenham desaparecido (as pesquisas sobre a composição dos cosméticos continuam), o traçado dos seus olhos de rainha foi imortalizado no cinema por Elizabeth Taylor para quem quiser conferir. Não há nenhuma dúvida, portanto, de que foi o olhar que inspirou o desenvolvimento de duas técnicas sofisticadas de pintura: o traçado e o esfumaçado. A primeira baseia-se em riscos bem definidos. Por exemplo: você delineia com preto a base dos cílios superiores e terá um impacto decisivo que pode acentuar o formato dos olhos, ou mudá-lo radicalmente. Todo mundo vê. Já o esfumaçado (ou esfumado), dependendo da tonalidade, pode até passar despercebido, pois seu objetivo é justamente tirar a concentração da cor, espalhar do mais forte até o mais fraco. Desfazer em fumaça. Sabendo dessas diferenças, fica mais fácil entender quando usar o traço do lápis, o delineador ou a sombra em pó. Quando definir, esfumaçar ou combinar as duas maneiras de enfeitiçar um olhar.”

Duda Molinos

Tipos de delineador

  • Delineador líquido: só é bonito se for bem aplicado. Os de plástico dão muita definição, pesam mais no look. Os que se misturam com água deixam o traço mais requintado;
  • Delineador em creme ou gel: mais fácil de aplicar, pois demora pra secar, permitindo pequenas correções no momento do erro.

Maquiagem: 7) Lápis – Alta definição no olhar

Olá, meninas, tudo bem?

Passado o sorteio e o fim de semana, vamos retomar os posts sobre noções básicas de maquiagem?

Vamos falar dos lápis para os olhos.

Alguns maquiadores preferem usar o lápis antes da sombra. Eles dizem que, assim, o resultado fica mais natural. Se você não tem muita prática, vale inverter essa ordem. Quando a sombra já está aplicada, o lápis desliza mais facilmente pelas pálpebras.

Se você tem dificuldade na hora de passar o lápis, coloque um espelhinho apoiado em uma mesa e fique olhando para ele enquanto faz o traço. Desse jeito, é muito mais fácil. Depois, confira o resultado em um espelho grande e faça os retoques necessários.

Minha dica é a seguinte: se você for destra, faça primeiro a maquiagem do olho esquerdo, e se for canhota, faça primeiro a do lado direito. É muito mais fácil começar com a mão com a qual se tem mais dificuldade e depois conseguir fazer o outro olho, o do lado mais fácil, igual ao primeiro.

Primeiro, faça um traço da metade do olho até o final; em seguida, você vai fazer um outro risco, mais fino, do canto interno do olho até o ponto onde começou o primeiro.

Se você tem olhos grandes, aça o traço nas pálpebras superiores e inferiores, pelo lado de dentro dos cílios. Isso ajuda a diminuí-los. Caso contrário, só use lápis nas pálpebras superiores e pelo lado de fora.

Lápis marrom é perfeito para loiras ruivas e para que tem a pele clara. Também é ótimo para quando você quer um efeito menos dramático e mais suave. O preto vai bem para morenas negras e mulatas. Já os lápis coloridos passam um tempo fora de moda, e retornam em seguida. Guarde os seus e espere pela próxima volta. (Como agora, meninas! Os lápis coloridos estão voltando…)

Tipos de lápis

  • Lápis comum ou à prova d’água: os dois são pastosos, produzindo um primeiro traço bem definido. São ideais para usar na linha interna dos cílios. A única diferença é que o à prova d’água, dura mais tempo, claro, pois resiste ao suor e lágrimas. (Não confunda com os lápis para sobrancelhas, que costumam ser menos pastosos, mais “duros”, e não produzem o mesmo efeito).

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: