Testei: Posto Fresh (Sol de Janeiro)

Olá, meninas, tudo bem?

Na minha GlamBox de Janeiro recebi uma caixinha contendo as miniaturas de dois produtos de lançamento da Sol de Janeiro: Spray Refrescante Água de Coco e Gel Hidratante Água de Coco.

Eu já falei sobre o Spray Refrescante na segunda-feira, aqui, e hoje é a vez da resenha do Fresh, que é o Gel Hidratante. Vamos lá? 🙂

Posto Fresh

Marca: Sol de Janeiro

Descrição: gel hidratante de água de coco

Conteúdo: 150 ml

O que promete: Gel ultra-refrescante e suavizante que proporciona frescor duradouro ao corpo. Ideal para o momento pós-sol, o Gel Hidratante Água de Coco acalma e hidrata o corpo exposto ao sol, aliviando o calor excessivo e ardência. Também estimula a regeneração da pele exposta ao sol.

Para uma sensação ainda mais especial, mantenha o produto no refrigerador.

Principais Ingredientes: Extratos naturais de coco ajudam a devolver o equilíbrio natural da pele. Proporciona frescor, aliviando o calor excessivo. A água de coco é a única substância natural que pode ser usada como soro para hidratação. Contém elevada concentração de potássio, magnésio e diversos minerais essenciais como zinco, enxofre, manganês e silício. Esses elementos equilibram a barreira natural de defesa da pele, mantendo-a hidratada e protegida da ação do vento, do frio, do ar condicionado e da radiação solar.

Fragrância natural à base de óleos essenciais.

Instruções de uso: Para manter sua pele hidratada e fresca, espalhe por todos o corpo até que o produto seja absorvido pela pele.

Advertências: Uso externo. Este produto não oferece proteção solar. Evite contato com os olhos e boca. Em caso de irritação, suspenda o uso. Mantenha longe do alcance de crianças em local seco e fresco.

Composição: Aqua (Water), Aminomethyl Propanol, Carbomer, Parfum (Fragrance), PEG-40 Hydrogenated Castor Oil, Menthyl Lactate, Hydroxyethyl Urea, Panthenol, Cocos Nucifera Fruit Extract, Benzoic Acid, Sorbic Acid, Dehydroacetic Acid, Caprylyl Glycol, Benzyl Alcohol, CI 19140, CI42090, Benzyl Salicylate, Butylphenyl Methylpropional, Citronellol, Hydroxycitronellal, D-Limonene, Linalool.

Não contém parabenos.

O teste: Apliquei normalmente como hidratante, em dias quentes e quando havia ficado algum tempo exposta ao sol.

Avaliação

Textura, Aplicação e Rendimento: 2 (Ruim)

Gel suave, de coloração levemente esverdeada, é  bem parecido com álcool em gel.

É gostoso de espalhar sobre a pele, porque traz uma sensação bem refrescante, mas ao invés de ser absorvido pele pele, ele acabou criando uma película sobre ela, que fica grudando e ainda dá uma sensação de repuxamento depois, como se… sei lá… houvesse uma fita adesiva colada sobre a pele.

Cheiro: 3 (Regular)

Assim como no Posto Cool, eu juro que tentei identificar o cheio de água de coco, ou qualquer coisa assim, mas não consegui.

Aliás, num primeiro momento, eu não gostei nem um pouco do cheiro. Achei estranho e minha nota inicial havia sido 2 (Ruim).

Depois que ele seca na pele, o cheiro fica mais suave, mas ainda assim, para mim, foi impossível identificar.

Achei o cheiro bastante estranho.

Resultados: 2 (Ruim)

Realmente refresca na hora, e alivia bem neste calor que anda fazendo.

Não senti diferença alguma na hidratação da pele, nem enquanto o produto estava na pele, nem depois. E ainda há o incômodo da pele repuxando. Realmente não gostei.

Embalagem: 4 (Boa)

Frasco plástico com válvula pump. Muito prática e permite que você deixe o frasco em uma superfície firme, pressionando a válvula com uma das mãos enquanto apara a saída do produto com a outra.

Acrescento apenas que ainda acho as embalagens desta marca muito poluídas visualmente, especialmente no painel secundário (parte de trás do rótulo), onde eles colocam muita informação diagramada de forma estranha e onde cada parte dessas informações (composição, modo de usar, cuidados e advertências etc) se confunde com as outras.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00)

O preço sugerido segundo a GlamBox é de R$ 29,90, no começo do ano. Você pode encontrá-lo aqui por R$ 30,50*, na Época Cosméticos.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento:
**
Cheiro:
***
Resultados: **
Embalagem: ****
Preço: ****

Média: 3,0

Avaliação Geral: estrela3

Vocês já experimentaram este produto? Contem para gente nos comentários! 🙂

Beijinhos e até o próximo post.

_________________

(*) Preço pesquisado na data deste post. Pode sofrer alterações.

Testei: Hidratantes Hidrafil – Gel e Loção Cremosa

Olá, meninas, tudo bem?

Eu tenho uma certa cisma com protetores faciais da Hidrafil. Foi o primeiro protetor que a minha dermatologista me receitou quando eu comecei a tomar Roacutan há mais de 10 anos.

Detestei. Eu passava ele no rosto e conforme ia espalhando ao invés da minha pele absorver o produto, ele ia criando aqueles “rolinhos” de produto seco, parecia cola branca quando seca e a gente tenta tirar das mãos. Era uma coisa horrível que me fez afastar toda e qualquer possibilidade de voltar a usar essa linha.

Coisa que eu não teria feito, aliás, se precisasse gastar meu dinheiro para comprar o produto. Mas recebi amostras das duas versões (gel para peles oleosas e loção para peles secas) na minha Glam Box de Setembro.

Quando a médica me indicou o produto lá atrás, era a versão em gel, pois minha pele era oleosa. Hoje é seca, então a versão mais indicada para mim é a loção. Mas testei os dois, para saber se o gel ainda se comporta do mesmo jeito e para conferir se a versão indicada para meu tipo de pele também tem o mesmo problema.

Hidrafil Gel Facial

Marca: Hidrafil

Fabricante: Stiefel

Descrição: hidratante para pele oleosa com FPS 20

Conteúdo: 60g

O que promete: Protege a pele dos raios UV e do fotoenvelhecimento. Com silício ogânico, protetor das fibras elásticas da pele. Textura leve, não oleosa. Uso diário. Dermatologicamente testado. Hipoalergênico.

Modo de uso: Espalhe Hidrafil Gel todos os dias no rosto e áreas expostas, massageando suavemente com movimentos circulares, até a completa absorção do produto. Repita a operação sempre que desejar.

Precauções: Manter o produto em temperatura ambiente entre 15ºC e 30ºC, ao abrigo da luz e umidade. Não aplicar os produtos em regiões próximas aos olhos ou sobre a pele irritada. O produto não deve ser aplicado por pessoas sensíveis a qualquer componente da fórmula. Contém oxibenzona. Este produto foi formulado de maneira a minizar possível surgimento de alergia. No entanto, sensibilizações poderão ocorrer. Neste caso, suspenda imediatamente o uso e procure orientação médica. Consulte sempre seu dermatologista. Uso externo. Mantenha o produto fora do alcance das crianças.

O teste: Foi feito da mesma forma que com o produto na versão loção. Apliquei normalmente conforme indicado, logo após lavar o rosto com meu sabonete líquido facial de costume.

Avaliação

Textura, Aplicação e Rendimento: 1 (Péssimo)

O produto é um gel leve, inicialmente refrescante, mas assim como o produto de dez anos atrás, você passa o gel no rosto e fica esperando a pele absorver o produto pra sempre. Não absorve, e cria uma película sobre a pele que começa a “esfarelar”. Se você precisar aplicar qualquer outro produto por cima, como base de maquiagem, a situação só piora.

Logo abaixo tem uma foto do produto aplicado no dorso da minha mão, para vocês entenderem o que acontece depois que ele seca (secar é diferente de ser absorvido).

Fiquei passada que um produto teoricamente “formulado de maneira a minimizar possível surgimento de alergia”, o que logo nos faz pensar que não contém ingredientes prejudiciais, contenha oxibenzona.

Para quem não sabe, a oxibenzona, presente em mais de 55% dos protetores solares industrializados, tem como função principal a absorção da luz ultravioleta, mas algumas pesquisam mostram que essa substância pode ser absorvida pela pele, o que seria prejudicial.

Ligada à disfunção hormonal e causadora de danos às celulas, de acordo com toxicologistas, a oxibenzona pode levar ao desenvolvimento de câncer de pele.

Como todas as substâncias possivelmente cancerígenas, há controvérsias. A Academia Americana de Dermatologia afirma que a substância é segura, aprovada pela FDA (órgão americano que funciona como a ANVISA aqui no Brasil) e que é amplamente usada desde 1978.

Porém, na minha opinião, onde há fumaça, há fogo. Até porque, algo que merece destaque no texto de “precauções” há de ter alguma importância, não é?

Cheiro: 3 (Regular)

Acho que o grande problema aqui não é se o perfume é bom ou não (é bem agradável, até). A questão é que todo mundo sabe que perfumes aumentam a probabilidade de alergia. E, na minha opinião, um produto formulado a fim de evitar possíveis reações alérgicas não deveria ter perfume, mas está lá na lista de ingredientes.

Ou seja, o perfume é até gostoso, mas não acho que deveria existir na fórmula.

Resultados: 2 (Ruim)

Minha pele é seca, como a maior parte de vocês sabe. Então, essa versão do produto não é a mais indicada para mim. Assim, quando lavei o rosto, não senti diferença na pele. Não ficou mais hidratada nem mais ressecada, mas a sensação de pele grudenta (aquela que você encosta o seu rosto no rosto de alguém para cumprimentar, por exemplo, e o seu rosto ‘cola’ no da outra pessoa) é péssima. Não dá para aceitar isso de um hidratante.

Infelizmente não podemos avaliar o resultado no quesito “proteção solar”, pois isso só pode ser medido através de estudos.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00).

O preço médio pesquisado é de R$ 40,00(*). Dá para encontrar mais caro e mais barato que isso. Fica valendo o preço médio para a avaliação.

Quem quiser pesquisar preços e comprar online é só clicar aqui.

Embalagem: 4 (Boa)

Como eu disse, o produto que eu testei foi amostra grátis, logo a embalagem é diferente. Mas antes de fazer a resenha pesquisei imagens da embalagem e aproveitei para dar uma olhada na embalagem quando encontrei em uma drogaria.

A embalagem é uma bisnaga que se mantém em pé, com a tampa voltada para baixo. Assim, o produto fica sempre próximo ao orifício de saída da embalagem, e não precisamos ficar naquele “espreme-espreme”, principalmente quando o produto está no final.

O único ponto que me desagrada no quesito embalagem é que a tampa é de rosca, e eu acho que o melhor tipo de tampa para produtos em creme, gel etc – principalmente quando foram feitos para aplicar no rosto – é o tipo flip-top (aquela tampinha “abre e fecha” que tem uma espécie de “dobradiça”).

Média: 2,8

Avaliação Geral:

Hidrafil Loção Cremosa Híbrida Facial

Marca: Hidrafil

Fabricante: Stiefel

Descrição: hidratante para pele normal ou seca com FPS 20

Conteúdo: 60g

O que promete: Protege a pele dos raios UV e do fotoenvelhecimento. Com silício ogânico, protetor das fibras elásticas da pele. Textura leve, não oleosa. Uso diário. Dermatologicamente testado. Hipoalergênico.

Modo de uso: Espalhe Hidrafil Loção todos os dias no rosto e áreas expostas, massageando suavemente com movimentos circulares, até a completa absorção do produto. Repita a operação sempre que desejar.

Precauções: Manter o produto em temperatura ambiente entre 15ºC e 30ºC, ao abrigo da luz e umidade. Não aplicar os produtos em regiões próximas aos olhos ou sobre a pele irritada. O produto não deve ser aplicado por pessoas sensíveis a qualquer componente da fórmula. Contém oxibenzona. Este produto foi formulado de maneira a minimizar possível surgimento de alergia. No entanto, sensibilizações poderão ocorrer. Neste caso, suspenda imediatamente o uso e procure orientação médica. Consulte sempre seu dermatologista. Uso externo. Mantenha o produto fora do alcance das crianças.

O teste: Apliquei normalmente conforme indicado, logo após lavar o rosto com meu sabonete líquido facial de costume.

Avaliação

Textura, Aplicação e Rendimento: 2 (Ruim)

O produto é um creme também leve, mas qual é a dificuldade que as fabricantes têm em entender que hidratação não significa pele grudenta?

A única diferença da Loção para o Gel é que a loção não cria os “rolinhos” parecidos com cola branca. Mas a pele ficou grudenta e “colando” como quando apliquei o gel.

E também contém oxibenzona (se você não sabe o que é e está lendo só essa versão do produto, leia sobre a oxibenzona na resenha do Gel mais acima).

Cheiro: 3 (Regular)

Mais uma vez, o produto tem um cheiro agradável, mas perfume não combina com produto feito para minimizar risco de alergia.

Resultados: 2 (Ruim)

Essa é a versão mais indicada para a minha pele, que é seca.

Quando lavei o rosto, não senti nenhuma diferença em relação à hidratação da minha pele. Não ressecou, mas também não hidratou. De que serve um hidratante que não hidrata? Depois de ter passado o dia todo com a sensação grudenta na pele, a hidratação não apareceu.

E não podemos avaliar o resultado no quesito “proteção solar”, pois isso só pode ser medido através de estudos.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00).

O preço médio pesquisado é de R$ 35,00(*). Dá para encontrar mais caro e mais barato que isso. Fica valendo o preço médio para a avaliação.

Quem quiser pesquisar preços e comprar online é só clicar aqui.

Embalagem: 4 (Boa)

(Mesmo texto da avaliação da versão Gel mais acima, já que a embalagem é a mesma)

Como eu disse, o produto que eu testei foi amostra grátis, logo a embalagem é diferente. Mas antes de fazer a resenha pesquisei imagens da embalagem e aproveitei para dar uma olhada na embalagem quando encontrei em uma drogaria.

A embalagem é uma bisnaga que se mantém em pé, com a tampa voltada para baixo. Assim, o produto fica sempre próximo ao orifício de saída da embalagem, e não precisamos ficar naquele “espreme-espreme”, principalmente quando o produto está no final.

O único ponto que me desagrada no quesito embalagem é que a tampa é de rosca, e eu acho que o melhor tipo de tampa para produtos em creme, gel etc – principalmente quando foram feitos para aplicar no rosto – é o tipo flip-top (aquela tampinha “abre e fecha” que tem uma espécie de “dobradiça”).

Média: 3,2

Avaliação Geral:

É isso, meninas.

E se alguém me perguntar “Mas e todo o alvoroço que o Hidrafil tem causado em blogs e resenhas?”, eu responderia pura e simplesmente: o que não faz um belo marketing? A Stiefel enviou kits desse produto para muitos blogs com grande visibilidade. Então, verifiquem sempre se não se trata de um “publi-post” (posts publicitários com conteúdo pago). 😉

Beijinhos a todas e até a próxima.

_________________

(*) Média de preços pesquisada na data desse post. Pode sofrer alterações.

Testei: Avon Vitamin C Cuticle Gel

Olá, meninas, tudo bem?

Hoje vou falar de um produtinho novo da Avon, para hidratar as cutículas. É relativamente novo nos catálogos da marca aqui no Brasil, mas está nos catálogos ‘gringos’ há algum tempo.

Vamos à ‘ficha técnica’ e depois a minha opinião? 🙂

Vitamin C Cuticle Gel

Marca: Avon

Descrição: Gel hidratante com vitamina C para cutículas.

O que promete: Formulado com vitamina C, o gel porporciona hidratação ao longo do dia, deixando as cutículas com sensação mais suave e macia. Ajuda a restaurá-las, proporcionando aparência saudável.

Modo de usar: Massageie uma fina camada do produto em suas cutículas e unhas. Retire o excesso. Repita quando necessário.

Precauções: Uso Externo. Em caso de irritação, suspenda o uso do produto. Se a irritação persistir, consulte um médico. Evite calor excessivo. Mantenha a embalagem bem fechada, longe do fogo e fora do alcance de crianças.

Conteúdo da Embalagem: 15g

Preço: R$ 6,00 (*)

Minha opinião: Antes de mais nada, vamos “colocar os pingos nos is”. Esse gelzinho é um hidratante de cutículas, não de unhas, certo?

Eu gostei bastante dele. É um gel muito levinho com pequenas esferas de vitamina C (detalhe na foto ao lado), que se dissolvem conforme você massageia o gel nas cutículas. A textura desse gel é uma delícia… você vai espalhando, ele penetra na pele e deixa uma sensação quase de óleo hidratante.

O cheirinho é de bala de laranja da minha infância e fica um bom tempo na pele onde você passar. Juro que deu vontade de comer.

Hidratou bem as cutículas e manteve a hidratação delas durante todo o dia, mesmo lavando as mãos algumas vezes. No fim do dia, depois do banho e da pele seca, voltou ao que estava antes de passar o gel. Mas isso é normal, esse tipo de produto vai ter efeito prolongado com uso diário e contínuo, não resolver o seu problema do dia para a noite, certo? 😉

Ele também mantém no lugar, o dia todo, aquelas pelinhas que cismam em levantar quando já fez alguns dias que a gente fez as unhas. Ideal para manter os dedinhos sempre com aquela cara de ‘oi, acabei de sair da manicure’.

Também não tirou o brilho do esmalte, coisa que acontece com alguns cremes que a gente usa para as mãos ou para as unhas.

A bisnaga é pequena, perfeita para carregar na bolsa, mas um pouquinho de produto já é suficiente, então rende horrores.

Achei que vale a pena, pelo valor, pelo resultado, pelo cheirinho… para mim fica com cinco estrelinhas. 🙂

Eu tenho o hábito de cuidar muito bem das minhas unhas, então hidrato sempre, não tiro as cutículas com alicate, essas coisas. Fiz um esforço aqui pra ficar uma semana sem usar cremes, para poder tirar uma foto com a cutícula bem ressecada e depois outra foto depois de usar o gel e poder mostrar para vocês.

Abaixo o resultado. Não reparem nas unhas por fazer, mas todas as vezes em que tentei tirar essa foto com as unhas esmaltadas a cor do esmalte prejudicou muito a visualização do resultado do gel.

Acho que dá pra reparar em toda a cutícula esbranquiçada e desidratada na foto de cima, e como elas parecem hidratadas e bonitas na segunda foto, e até mesmo as unhas aparentam mais hidratação.

Esse resultado você nota durante muitas horas, e com o uso contínuo ele mantém essa aparência hidratada sempre. É como hidratar a pele do restante do corpo. Não adianta passar hidratante um único dia, o que dá resultado é o uso diário. 😉

Avaliação:

_______________

(*) Preço pesquisado no catálogo Avon vigente na data desse post. Pode sofrer alterações conforme a campanha vigente em sua cidade.

Recuperando delineador em gel

Olá, meninas, tudo bem?

Hoje eu quero dar duas dicas… uma consequência da outra.

Vamos partir do princípio… desde o início da ‘onda’ dos delineadores em gel (em pasta, em creme…) eu queria um pra mim. Não para o uso comum do delineador, com o traço na pálpebra superior ou inferior, mas sim para utilizá-lo na linha d’água, substituindo o lápis, já que a duração do delineador em gel é infinitamente maior.

Mas eu confesso, tinha dó de gastar uma pequena fortuna em um Fluidline da MAC (para quem não conhece, esse é o nome do delineador em gel da famosa MAC).

Logo entrei no site da Juliana, do Vivo Maquiada, e corri atrás de um delineador em gel. Comprei um da Elf (marca pouca conhecida aqui no Brasil, e meio difícil de encontrar, mas que eu recomendo muito. Tem produtos baratinhos e muito bons). Foi o suficiente para eu me apaixonar pelos delineadores em gel e passar a utilizá-los também para o traçado na pálpebra.

Louca para ter um de cada cor, comprei outros na mesma loja. Primeiro os da Amuse. E depois uns ‘sem marca’, mas que vem iguaizinhos aos da Coastal Scents, na mesma caixinha e tudo. E me apaixonei ainda mais. As cores eram lindas, a textura maravilhosa e a durabilidade incrível, em ambos (Amuse e ‘sem marca’).

Mas eu queria mais… e queria algumas cores que estavam esgotadas com a Juliana. Como o fornecedor dela atrasou um pouco para mandar os produtos (a desesperada, oi), eu corri atrás de comprar uns da tão falada Coastal Scents. E aí veio a decepção… e me desculpem as apaixonadas por essa marca.

Quando chegaram, tudo estava lindo… Embora eu tenha achado que os potinhos da Coastal Scents são meio ‘engana trouxa’. Grandes por fora, e pequenos por dentro. Não vem quase nada de produto. Mas tudo bem… usei, a durabilidade também é ótima, as cores são lindas… fiquei feliz.

Uma semana depois fui utilizar novamente um da Coastal Scents e ele estava totalmente seco. Abri outra cor da marca, seco. E assim foi até o último que eu havia comprado. Desesperada, peguei os potinhos ‘sem marca’, os da Amuse e o da Elf, que comprei com a Ju, e para minha surpresa, nenhum deles estava seco.

Vale lembrar que todos eles são guardados da mesma forma, no mesmo lugar, e que os da Coastal Scents haviam sido comprados bem depois. Logo, não deveriam estar ressecados em uma semana.

Comecei uma saga a fim de encontrar uma solução para ‘recondicionar’ os delineadores. Vi de tudo e mais alguma coisa… Banho maria, soro, glicerina, vaselina líquida para cosmético… Tentei quase tudo.

O soro fisiológico, assim como água mineral ou água boricada (algumas das dicas que encontrei) não se mistura com o delineador. É como tentar misturar água e óleo. Sem sucesso.

Glicerina e vaselina não me pareceram substâncias muito seguras para algo que você vai utilizar nos olhos. Abortei a ideia.

Banho maria… Dá um trabalho razoável, faz uma meleca, e funciona… por alguns dias. Se você tiver paciência para fazer isso a cada três dias ou sempre que for utilizar o delineador, vale o sacrifício.

É fácil… você pega um pote, frasco, travessa de vidro, e coloca água fervente (não adianta ser quente, tem que estar fervendo mesmo). Depois, coloca os potinhos de delineador fechados dentro do pote, de forma que o ‘bumbum’ e o corpo do potinho, onde você consegue ver o delineador, fiquem submersos na água. Tome o cuidado de não deixar a água entrar no frasco. Deixe lá por 15 a 20 minutos (quanto mais quente estiver a água melhor, pois assim os potinhos ficarão mais tempo em contato com a água quente).

Retire os delineadores, abra o potinho, e com auxílio de um palito de dente, mexa e misture bem o delineador. Se você perceber que ainda não ficou na textura que deveria, faça o processo novamente. Faz meleca, bagunça e sujeira. Nada de fazer em cima do tapete ou do caminho de mesa de crochê da sua mãe (risos).

Como dito, três dias depois eu fui lá feliz e contente usar o meu delineador da Coastal Scents e de novo ele estava duro e ressecado.

Já prestes a jogá-los no lixo resolvi testar algo da minha cabeça louca. Comecei a pensar em todos os produtos de maquiagem que tinham a textura parecida com o delineador em gel, até cair no gloss labial.

E não deu outra… lá estava eu testando a ‘mistureba’ para ver no que dava. E deu certo. Faz meleca também, em alguns momentos eu podia jurar que estava mexendo n’A Coisa’ (quem tiver nascido no final dos anos 70, início dos 80, vai se lembrar do filme recorrente na ‘Sessão das Dez’ do SBT… risos), mas funciona. É só colocar um pouco do gloss no potinho do delineador e mexer bem com o palito de dente, até o gloss se incorporar no delineador e ele atingir a consistência que você quer.

Atenção: precisa ser gloss labial incolor e sem sabor, hein, meninas? Nada de usar aqueles gloss com brilhinho furta-cor e sabor de morango ou do que quer que seja. E, depois dessa meleca, não é aconselhável o uso deles na linha d’água. Nada de passar na linha interna dos olhos pois pode causar alergia. E, de qualquer forma, faça um teste num pedacinho da pálpebra antes. O que não causou nenhuma reação na minha pele e nos meus olhos, pode trazer problemas para outra pessoa. Cada caso é um caso.

Mas… e a durabilidade? Igualzinha, meninas. Fiz o teste aqui, passei às 11h da manhã, e quando era 18h o delineador continuava lá, firme e forte, sem derreter, borrar, nem nada.

Eu usei o gloss labial incolor da Avon. Não sei dizer se funciona com qualquer marca. É o que está na foto lá no início do post e é vendido como Avon Glazewear Brilho Labial Incolor FPS 15. Ele está custando R$ 16,00 na Campanha 09/2012 aqui para São Paulo. O preço pode ser diferente de acordo com a campanha vigente e a região onde você se encontra, ok?

Vejam como ficaram os delineadores recuperados:

Acho que dá pra perceber pela foto que eles estão bem cremosos. Os que deram mais trabalho (leia-se: precisaram de uma quantidade maior de gloss) foram os dois últimos, que são metálicos, o turquesa e o prata.

E bem… essa foi a primeira dica.

A segunda é: quando quiserem um delineador em gel que vocês precisem que dure bastante, comprem esses que a Ju vende no Vivo Maquiada. Sério. Eu não os troco por nada e não quero mais os da Coastal Scents. Já fiz outra compra no site da Juliana, peguei todas as cores que ela tinha, e estou esperando ela receber mais um estoque para completar minha coleção.

Ficam aqui os links diretos para as páginas de delineadores em gel do site:

Clique aqui para ver todos os delineadores. Aqui para ver os delineadores da Amuse. Aqui para ver o delineador da Elf. E aquipara ver as cores do delineador ‘sem marca’.

E para quem não conhece a loja ainda, dê uma olhadinha. Tem produtos muito legais com um preço super bacana. E se algo estiver esgotado, é só conversar com ela por e-mail. Se for possível, ela encomenda, te avisa quando chegar, e você só paga quando ela receber o produto.

E vocês, meninas? Já tiveram esse desgosto com os delineadores? Não se esqueçam de comentar! 🙂

Beijinhos e até o próximo post.

Maquiagem: 8) Delineador – Para ocasiões especiais

Continuando os posts com as noções básicas sobre maquiagem, chegou a vez dos delineadores.

À noite, você pode usar delineador ou lápis, mas o primeiro dá um toque de glamour que vai muito bem em festas, jantares e outro eventos.

Para aplicá-lo, use o “truque do espelho” que mencionei no post sobre lápis para olhos (clique aqui para ler) e faça dois traços, exatamente do mesmo jeito.

Quanto mais você inclinar o pincel, mais espesso fica o traço. Assim, se quiser um risco bem fininho, use o pincel na vertical.

“Foram os povos do deserto, na antiguidade, os primeiros a usar um risco preto na linha interna dos cílios como forma de proteção à forte incidência dos raios solares. E também como artifício de beleza e sedução. Os egípcios, por exemplo, desenvolveram o kohl – uma tinta negra semelhante ao delineador de hoje – para acentuar seus amendoados olhos de gatos, como vemos nas pinturas, nas paredes dos templos e pirâmides. Cleópatra 7ª foi autora de um manual de beleza. Embora os originais tenham desaparecido (as pesquisas sobre a composição dos cosméticos continuam), o traçado dos seus olhos de rainha foi imortalizado no cinema por Elizabeth Taylor para quem quiser conferir. Não há nenhuma dúvida, portanto, de que foi o olhar que inspirou o desenvolvimento de duas técnicas sofisticadas de pintura: o traçado e o esfumaçado. A primeira baseia-se em riscos bem definidos. Por exemplo: você delineia com preto a base dos cílios superiores e terá um impacto decisivo que pode acentuar o formato dos olhos, ou mudá-lo radicalmente. Todo mundo vê. Já o esfumaçado (ou esfumado), dependendo da tonalidade, pode até passar despercebido, pois seu objetivo é justamente tirar a concentração da cor, espalhar do mais forte até o mais fraco. Desfazer em fumaça. Sabendo dessas diferenças, fica mais fácil entender quando usar o traço do lápis, o delineador ou a sombra em pó. Quando definir, esfumaçar ou combinar as duas maneiras de enfeitiçar um olhar.”

Duda Molinos

Tipos de delineador

  • Delineador líquido: só é bonito se for bem aplicado. Os de plástico dão muita definição, pesam mais no look. Os que se misturam com água deixam o traço mais requintado;
  • Delineador em creme ou gel: mais fácil de aplicar, pois demora pra secar, permitindo pequenas correções no momento do erro.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: