Testei: Crème Stéralys (Anna Pegova)

Oi, tudo bem?

Quando eu era mais nova (leia-se: tinha lá meus 20 anos e poucos) eu usava alguns produtos da Anna  Pegova. Sim, eu uso produtos para o cuidado da pele desde cedo!

Quando eu tive o problema com a dermatite perioral eu deixei de usar muitas das coisas que eu adorava porque minha pele simplesmente não tolerava mais coisa alguma.

Até hoje, meus cuidados são redobrados mas aos poucos eu estou voltando a usar produtos de uso esporádico que eu gostava e que funcionavam muito bem.

Dentre esses produtos está o da resenha de hoje, o Crème Stéralys, da Anna Pegova, que é um creminho secativo para acne. Quem acompanha o blog vai soltar um grito agora porque minha pele é seca e eu tenho acne muito raramente (vez ou outra na época do ciclo menstrual) maaas… eu tenho cravinhos no nariz e esse produto ajuda também nesse caso. 😉

Crème Stéralys

Marca: Anna Pegova

Fabricante: Flagian Importação e Exportação Ltda (Fabricado no Brasil com insumos importados.)

Descrição: creme secativo para acne

Conteúdo: 10ml / 9g

O que promete:
Com sete plantas dermopurificantes e secativas. Ajuda na purificação e regressão das áreas afetadas nas peles acneicas.

Testado dermatologicamente. Este produto foi formulado de maneira a minimizar possível surgimento de alergia. Não comedogênico. Não testado em animais.

Modo de usar:
Aplicar de dia e/ou noite nas regiões muito oleosas ou com tendência a acne. Evitar a região dos olhos.

Cuidados e precauções:
Uso externo apenas. Manter longe do alcance de crianças. Em caso de irritação interromper o uso e consultar um médico. Aplicar apenas na área afetada.

Composição: Aqua, Microcrystalline Cellulose, Paraffinum Liquidum, Cetyl Alcohol, Petrolatum, Stearyl Alcohol, Salvia Officinalis Oil, Peumus Boldus Leaf Extract, Butylene Glycol, Xanthan Gum, Polysorbate 80/ Sulfur, Propylene Glycol, Steareth-10, Cellulose Gum, Lavandula Angustifolia Oil, Pelargonium Graveolens Oil, Melaleuca Alternifolia Oil, Dmdm Hydantoin, Anthemis Nobilis (Chamomila) Oil, Eucalyptus Globulus Oil, Triethanolamine, Methionine, Peg-8 / Tocopherol/ Ascorbyl Palmitate/ Ascorbic Acid/ Citric Acid, Disodium EDTA, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Trikenol.

O teste: Aplico de uma a quatro vezes por mês na região do nariz, quando eu faço extração de cravos, ou em outras áreas do rosto quando o ciclo menstrual acaba fazendo surgir uma espinha ou outra.

Avaliação

Textura, Aplicação e Rendimento: 5 (Ótimos)

É um creme muito leve, de coloração amarelada, que espalha com facilidade sobre a pele, seca e é absorvido muito rapidamente, sem deixar rastro de oleosidade.

A pele fica com toque seco e não fica grudando.

O rendimento é ótimo, inclusive porque deve ser aplicado apenas nas áreas atingidas pela acne.

Por incrível que pareça, a bisnaguinha rende muito!

Cheiro: 2 (Ruim)

Não tem perfume, o que é ótimo mas eu não vou mentir para vocês. O cheiro é ruim. Cheira enxofre e, dependendo do local do rosto que você aplicar, fica perceptível.

Quando eu removo os cravos do meu nariz, por exemplo, aplico o creme e, mesmo depois de seco, ainda consigo sentir o cheiro.

Desaparece depois de algumas horas mas pode ser que fique um tanto incômodo para algumas pessoas mais sensíveis.

Resultados: 5 (Ótimos)

Quando eu tinha pele oleosa (lá pelos meus 20 e tantos anos), eu usava com bastante frequência porque eu tinha bastante acne.

Hoje, com a pele seca, como eu disse para vocês no comecinho do post, eu tenho uns cravinhos no nariz e uma espinha ou outra na época do ciclo menstrual.

Enfim… aplico no nariz após a remoção dos cravos e sobre as espinhas que aparecem durante o ciclo menstrual e ele é excelente.

Vou listar as vantagens dele para vocês: 1) Controla a oleosidade da pele, sem ressecar; 2) Ajuda a espinha a secar mais rapidamente; 3) Reduz a inflamação no local, diminuindo a vermelhidão; 4) Tem ação bactericida, então retarda o aparecimento de novos cravos e espinhas após a limpeza de pele além de evitar que os poros inflamem; 5) Reduz o tamanho dos poros.

Embalagem: 3 (Regular)

Bisnaga plástica com tampa de rosca.

A tampa tem uma saliência interna que se encaixa no orifício da bisnaga, impedindo que haja desperdício de produto, caso a bisnaga seja pressionada com a tampa ainda fechada.

O bico da embalagem é inclinado e oval, parecido com os aplicadores de alguns brilhos labiais. Na minha opinião, não faz muito sentido esse bico em um produto para ser aplicado pontualmente em espinhas.

Não há informação suficiente sobre o produto na bisnaga, apenas a data de validade e as precauções.

Todas as informações restantes constam apenas na caixinha.

Preço: 1 (mais de R$ 90,00)

O preço do produto é de R$ 108,00*.

Facilidade de encontrar: 4 (Fácil de encontrar)

Os produtos da marca podem ser encontrados nas lojas Anna Pegova.

A Anna Pegova tem lojas físicas em várias cidades nos estados da Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Para as cidades nas quais não há loja física, a loja virtual atende todo o Brasil, com envios pelos Correios. Para ir direto à página do produto, clique aqui.

Segurança da composição: 3 (Risco Moderado)

(O que é isso?)

Composição: Aqua, Microcrystalline Cellulose, Paraffinum Liquidum, Cetyl Alcohol, Petrolatum, Stearyl Alcohol, Salvia Officinalis Oil, Peumus Boldus Leaf Extract, Butylene Glycol, Xanthan Gum, Polysorbate 80/ Sulfur, Propylene Glycol, Steareth-10, Cellulose Gum, Lavandula Angustifolia Oil, Pelargonium Graveolens Oil, Melaleuca Alternifolia Oil, Dmdm Hydantoin, Anthemis Nobilis (Chamomila) Oil, Eucalyptus Globulus Oil, Triethanolamine, Methionine, Peg-8 / Tocopherol/ Ascorbyl Palmitate/ Ascorbic Acid/ Citric Acid, Disodium EDTA, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Trikenol.

Score na EWG: 5clique aqui para conferir os níveis de cada um dos componentes.

Legenda indicativa do nível de toxicidade, segundo o Environmental Working Group:

  • Verde: de 1 a 2, risco baixo (classificação no EWG = nota do Blog: 1 = 5 / 2 = 4,5)
  • Laranja: de 3 a 6, risco moderado (classificação no EWG = nota do Blog: 3 = 4 / 4 = 3,5 / 5 = 3 / 6 = 2,5)
  • Vermelho: de 7 a 10, risco alto (classificação no EWG = nota do Blog: 7 = 2 / 8 = 1,5 / 9 = 1 / 10 = 0,5)

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Lavandula Angustifolia Oil: óleo de lavanda.
  • Eucalyptus Globulus Oil: óleo de eucalipto.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 5 x 2 = 10
Cheiro: 2 x 2 = 4
Resultados: 5 x 3 = 15
Embalagem: 3 x 0,5 = 1,5
Preço: 1 x 1 = 1
Facilidade de encontrar: 4 x 0,5 = 2
Segurança da composição: 3 x 1 = 3

Média: 3,65

Avaliação Geral: 

Considerações finais:

O cheiro é horrível e o preço é salgadíssimo? Sem sombra de dúvidas! Funciona? SIM!

Em relação ao cheiro, a gente faz um esforço para tolerar. Quanto ao preço, não é um produto para ser usado em grande quantidade, apenas pontualmente, então, ele realmente dura bastante se usado da forma correta.

Já se você tem acne em grande quantidade por todo o rosto, existem outros produtos da marca com preços diferentes, para uso em áreas extensas.

Esse é para ser usado em pequenas quantidades, rende bastante e acaba justificando o preço alto.

Vocês conhecem, já usaram esse ou outro produto Anna Pegova? Contem para a gente nos comentários. 🙂

Beijocas e até o próximo post.

Fabi.


(*) Preço pesquisado na data deste post. Pode sofrer alterações.

Testei: Óleo de Copaíba (Força da Terra)

Oi, pessoal, tudo bem?

Desde que foi criado o grupo Dermatite Perioral no Facebook por uma das leitoras do meu blog, muitos integrantes, incluindo pessoas com rosácea, comentam sobre dois óleos naturais que ajudaram com a sensibilidade da pele: o óleo de copaíba e o óleo de andiroba.

Como minha é sensível e fica irritada com frequência, eu optei por experimentar esses óleos como produtos alternativos no cuidado da pele.

post de hoje é para contar para vocês como foi a minha experiência com o uso do óleo de copaíba. O produto que eu comprei é da marca Força da Terra.

Antes, quero explicar o que leva as pessoas a usarem a Copaíba como um tratamento natural para problemas de pele como dermatite e rosácea. A copaíba é um cicatrizante natural. O que se divulga, baseado no conhecimento popular, é que ela pode auxiliar no tratamento de bronquite, afecções das vias respiratórias, feridas, ulcerações na pele, acne, cortes, infecções urinárias e gastrite e seu uso pode ser interno e externo.

Isso posto, vamos ao que interessa? 🙂

Óleo de Copaíba

Marca: Força da Terra

Fabricante: Benessere Comércio Produtos Naturais Ltda.

Descrição: óleo de copaíba

Conteúdo: 30ml

O que promete: (Não há informação na embalagem. Informações abaixo retiradas do site oficial da marca.)

Cicatrizante natural. Auxilia no tratamento de bronquite, afecções das vias respiratórias, feridas, ulcerações na pele, acne, cortes, infecções urinárias e gastrite. Uso interno e externo.

As informações acima são baseadas em publicações e conhecimento popular. Sendo assim, qualquer utilização destes para fins medicinais e dermatológicos deverá ter indicação e acompanhamento médico. Em caso de efeitos adversos suspensa imediatamente o uso.

Como usar: (Não contém informações na embalagem.)

Precauções: (Não contém informações na embalagem.)

Composição: Balsam Copaiba Resin.

O teste: Apliquei diariamente sobre a pele limpa e seca, massageando levemente com movimentos circulares, uma vez por dia.

Avaliação

Textura, Aplicação e Rendimento: 2 (Ruins)

É um óleo leve e fácil de ser aplicado. Espalha facilmente e rende bastante.

A aplicação é muito simples, podendo ser feita com discos de algodão, diretamente com as pontas dos dedos e as mãos ou com aponta do cotonete, caso deseje aplicar apenas em alguns pontos.

O problema é que, após secar, ele deixa a pele muito grudenta, como se estivesse com cola. Você encosta a ponta do dedo e, ao afastar o dedo do rosto, a pele acompanha o dedo. É extremamente desagradável se você for cumprimentar alguém, por exemplo.

Cheiro: 1 (Péssimo)

Por ser um produto 100% natural, obviamente não tem perfume. O problema é que o óleo de copaíba tem um cheiro bem desagradável, ácido e forte, que fica bem perceptível e permanece na pele até que você lave o rosto.

Resultados: 3 (Regulares)

Nas primeiras semanas de uso eu até notei uma pequena melhora na irritação da pele mas depois da segunda semana não fez mais resultado algum.

Achei útil apenas para aplicar sobre eventuais espinhas mas, mesmo assim, não é um produto milagroso. Pode ser um auxiliar para quem prefere optar por tratamentos e produtos naturais mas não é a solução definitiva.

Embalagem: 2 (Ruim)

A embalagem é um frasco de vidro, com gotejador e tampa de rosca.

O frasco de vidro impede que você aperte a embalagem e o gotejador não funciona de forma correta, sendo preciso chocalhar a embalagem com força para que o óleo saia. Mais espirra do que goteja, o que acaba gerando desperdício e fazendo sujeira.

A impressão do rótulo descasca com o uso, apagando todas as informações sobre o produto.

Preço: 4 (entre R$ 15,01 e R$ 40,00)

O preço sugerido pela marca é de R$ 27,90*.

Facilidade de encontrar: 3 (Relativamente fácil de encontrar)

Eu encontro o produto à venda em apenas uma loja virtual, que é a Natue, Loja de produtos naturais que eu tenho o hábito de comprar há bastante tempo.

Agora, a Força da Terra também tem sua loja virtual própria, o que deixou o processo de compra um pouquinho mais fácil.

Segurança da composição: 4 (Seguro)

(O que é isso?)

Composição: Balsam Copaiba Resin.

Legenda indicativa do nível de toxicidade de cada componente, segundo o Environmental Working Group:

  • Verde-Claro e Verde-Escuro: de 0 a 2, nível baixo
    (0 = verde-claro, 1 a 2 = verde-escuro)
  • Laranja: de 3 a 6, nível médio;
  • Vermelho e Vinho: de 7 a 10, nível alto
    (7 a 8 = vermelho, 9 a 10 = vinho)

Componentes não indicados para pessoas com rosácea e/ou pele sensível:

  • Não há componentes prejudiciais para esses casos.

Recapitulando…

Textura, aplicação e rendimento: 2 x 2 = 4
Cheiro: 1 x 2 = 2
Resultados: 3 x 3 = 9
Embalagem: 2 x 0,5 = 1
Preço: 4 x 1 = 4
Facilidade de encontrar: 3 x 0,5 = 1,5
Segurança da composição: 4 x 1 = 4

Média: 2,55

Avaliação Geral: estrela25

Considerações finais:

Eu, particularmente, não vi muitas vantagens em usar o óleo de copaíba para o tratamento da pele do rosto, salvo o fato de ser um produto 100% natural. Infelizmente, o cheiro do produto é praticamente insuportável e a pele grudenta é bem difícil de tolerar, não compensando, na minha opinião, os poucos benefícios que vi em minha pele.

Se você gostaria de testar esse produto natural na sua pele, lembre-se que mesmo produtos naturais podem causar reações alérgicas e outros tipos de problemas. Use com cautela e, de preferência, consulte um médico antes de usar o produto.

E você, já usou o óleo de copaíba (dessa ou outra marca) para algum fim? Conte para a gente, nos comentários, para que foi e quais foram os resultados. 🙂

Beijocas e até o próximo post.

Fabi.


(*) Média de preço pesquisada na data deste post. Pode sofrer alterações.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: